Diferenças entre edições de "Civilização Egípcia/Antigo império/Dinastias do Antigo Império 3 e 4"

(→‎Faraós da Quarta Dinastia: corrigi Shepseskaf)
 
---------
[[Image:Menkaura.jpg|thumb|150px|leftright|Miquerinos]]
 
'''Menkaure''' – conhecido como ''Miquerinos'' e chamado '''Miquerinos é Divino'''. Provavelmente o nome de nascimento deste faraó significa '''Eterno como as Almas de Ra'''. <br>
Ele sucedeu a seu pai Quefrén e possivelmente sua mãe foi Khameremebty I. <br> Casou-se com quatro esposas, incluindo sua irmã mais velha Khameremebty II. Teve dois filhos ao que sabemos, ''Khuenre'', o mais velho que morreu antes do pai e foi sepultado numa tumba de pedras ao sul da pirâmide de Miquerinos, e ''Shepsekaft'', que foi seu sucessor. Também teve uma filha chamada ''Khentkawes''. <br>
[[Image:Menkaura.jpg|thumb|150px|left|Miquerinos]]
Objetos foram encontrados em Biblos ao norte de Beirute com data do reinado de Miquerinos, o que indica atividades diplomáticas ou comerciais. <br>
Heródoto confirma a lenda que diz que o reinado de Miquerinos foi benevolente e próspero. Ele diz que, de todos os reis do Egito foi Miquerinos quem teve a reputação de ser mais justo, e que os egípcios erguiam mais preces a ele do que a qualquer outro rei. <br>
Foram encontradas muitas estátuas do faraó em que ele está acompanhado da deusa Hathor, que recebeu as feições da rainha Khamerernebty II e de uma das deidades das províncias ou nomos.
 
-----------
'''Shepseskaf''' – era seu nome de nascimento que significa '''Sua alma é nobre'''. Isso é estranho porque a maior parte dos faraós deste e de outros períodos fazem referência a um deus em seus nomes e ele não. <br>
 
Acredita-se que seu pai era Miquerinos e que ele foi o responsável por terminar a pirâmide do pai. Sua mãe não conhecemos, mas é provável que tenha sido uma das esposas menores. Também é quase certo que ele tenha tido pelo menos uma esposa e seu nome era Bunefer. <br>
'''*Shepseskaf (Hórus cujo corpo é nobre)'''
Ao que parece, ele enfrentou sacerdotes poderosos no culto do deus (observe que ele não coloca Ra em seu nome) e talvez rebeliões populares. <br>
 
Ao contrário de seus antepassados imediatos bem como de seus sucessores, Shepseskaf escolheu para túmulo uma mastaba, que foi construída ao sul de Saqara. Chamada de ''Mastaba Fara´un'' é uma das tumbas mais curiosas do Antigo Império, tem a forma de um sarcófago e é única, portanto uma das mais pesquisadas. Não se sabe porque ele construiu uma mastaba nem porque em Saqara. Uma das possibilidades é que o Egito estivesse atravessando dificuldades financeiras e ele precisou acabar a pirâmide do pai, portanto preferiu construir para si uma tumba menos dispendiosa.
*Mâneton o chama Sebercheres , Severkeris
*Lista de reis – Shepseskaf
[[File:Kopf des Prinzen Schepseskaf.png|thumb|100px|left|cabeça de Shepseskaf]]
Conta a história que ele era o filho mais velho de Miquerinos (Menkaure) que sobreviveu. Sua esposa Bunefer foi a mãe de sua filha Khamaat que casou-se com o alto sacerdote menfita Ptah-shepses. <br>
De acordo com a ''Lista de reis de Turim'', após o reinado de Shepseskaf houve outro governante durante dois anos, no Egito. Mâneton o registra como ''Thamphthis'' mas nada foi encontrado para dar crédito a esse possível governante. <br>
O faraó Shepseskaf teve muitos problemas durante seu reinado. Províncias declarando independência, sacerdotes e nobres em conflito. Embora não chegasse a enfrentar uma rebelião, o rei teve trabalho para restaurar a ordem. Isso demonstra que o tempo do poder centralizado que marcou os faraós anteriores havia terminado. <br>
[[File:Mastaba-faraoun-3.jpg|thumb|150px|right|Mastaba Faraoun, Gizé]]
Shepseskaf não construiu uma pirâmide, e sim um enorme sarcófago em formato de mastaba, em Saqqara. É uma mastaba totalmente diferente de qualquer outra no Egito – é conhecida como ''Mastaba el-Faroun''. Alguns dos blocos de pedra usados para construí-la são até maiores do que os usados nas pirâmides, o primeiro piso (ou degrau) é de granito vermelho e o resto feito em pedra calcária branca. A mastaba foi restaurada na 20ª dinastia pelo príncipe Khamewere.<br>
É provável que ele não tenha construído uma pirâmide porque seus antepassados já haviam exaurido o tesouro com suas obras monumentais, também pode ser que a situação política do país não o permitisse. <br>
Assim, termina a 4ª dinastia, a fase mais famosa do Egito por causa de suas pirâmides que se tornaram o símbolo de uma civilização. <br>
 
Com este faraó termina a quarta dinastia, que nunca mais seria repetida e nunca mais os faraós teriam meios de construir monumentos como aqueles no futuro. <br>
O tempo dos governantes divinos e projetos grandiosos feitos para homenagear os deuses e os deuses vivos na figura do faraó termina aqui.
 
[[Image:GizaPyramids@CairoEgypt Kheops 2007jan20-42 byDanielCsorfoly.JPG|thumb|300px|center|Pirâmide de Queóps]]
 
[[Categoria:Civilização Egípcia]]
2 904

edições