Mitologia afro-brasileira/Exu: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
[edição não verificada][edição não verificada]
m (formatação)
Sem resumo de edição
{{navegação|[[../|Índice]]|[[Mitologia afro-brasileira/Introdução|Introdução]]|[[Mitologia afro-brasileira/Nanã|Nanã]]}}
 
 
Exu é o orixá responsável pelo movimento. É considerado o mensageiro dos orixás. Por isso, é sempre o primeiro orixá a receber oferendas.
 
 
[[File:First lap 2001 Canada.jpg|center|250px|thumb|Exu simboliza o movimento. Na foto, uma corrida de F1]]
 
 
Está associado à figura do tridente. Devido a este fato, os escravos associaram-no à figura católica do diabo, embora este possua uma conotação negativa que o orixá não possui.
 
 
[[File:Azazel.jpg|center|250px|thumb|Gravura francesa do século XIX retratando o diabo com seu tridente]]
 
 
Seu dia da semana é a segunda-feira, suas cores são o vermelho e o preto. Seus animais são o bode e o galo, de preferência pretos. Gosta de cachaça e de azeite-de-dendê. Seu instrumento é o ogó, um bastão com cabaças que representa o pênis. Sua saudação nos terreiros de Candomblé é ''larôye!''
 
 
[[File:Exu.jpg|center|220px|thumb|Escultura de Carybé em madeira retratando Exu e seus símbolos: o ogó, o tridente e o galo]]
 
 
{{AutoCat}}
Utilizador anónimo