Medicina geral e familiar/Medicina baseada na evidência: diferenças entre revisões

[edição não verificada][edição não verificada]
Relativamente à Medicina Baseada na Evidência importa ainda compreender de que forma foi obtida a informação científica de forma a conhecer melhor a qualidade da evidência científica.
 
==Interpretação dos dados epidemiológicos - Medição da frequência de fenómenos de doença==
A epidemiologia das doenças é muito importante no raciocínio clínico. O aforismo médico "o que é raro é raro, o que é frequente é frequente" procura ilustrar como a frequência de uma doença é necessariamente considerada na hierarquização das hipóteses diagnósticas.
 
Duas medidas de ocorrência importa considerar: A Prevalência e a Incidência.
 
A '''Prevalência''' é a proporção de todos os casos existentes na população num determinado momento temporal - determinam-se através de estudos epidemiológicos descritivos transversais.
 
A '''Incidência''' é a proporção de novos casos surgidos na população num determinado intervalo de tempo - determinam-se através de estudos epidemiológicos descritivos longitudinais e descritivos.
 
==Interpretação dos testes diagnósticos==
Utilizador anónimo