Diferenças entre edições de "Introdução à Química"

88 bytes removidos ,  19h31min de 24 de novembro de 2009
m (atômo -> átomo)
 
== Várias formas de entender a química ==
A forma mais comum de definir química (veja [[w:Química|Química]] na Wikipédia) é como uma ciência que trata das substâncias da natureza, dos elementos que a constituem, de suas características, de suas propriedades combinatórias, de processos de obtenção, de suas aplicações e de sua identificação. Mas talvez seja difícil de entender isto logo de início.
 
Podemos pensar a química como a atividade de qualquer pessoa que esteja preocupada em entender a matéria, que é o que forma tudo o que conhecemos. Isso é sempre feito de duas formas, perfeitamente combinadas: intervindo na matéria, ou seja, tentando transformar um material ou interagir com ele, e pensando sobre como a matéria é formada e transformada. Isso quer dizer que sempre que você procurar explicações para o comportamento de um material ou, ao contrário, usar uma ideia para transformá-lo ou manipular suas propriedades - e com isso gerar mais conhecimento - você estará fazendo química.
Quando você observa um material e estuda suas propriedades - como cor, cheiro, densidade, condutividade térmica e elétrica, estado físico - está vendo, na verdade, os aspectos ''macroscópicos'' da matéria. Também é importante manter um certo controle sobre as observações (por exemplo, a cor de um material pode variar de acordo com a luz do ambiente). Chamamos a isto de ''controle de variáveis''.
 
Veja que a química se utiliza de vários fenômenos ligados à física (veja [[w:Física|Física]] na Wikipédia). Embora seja muito comum tentar diferenciar os fenômenos físicos e químicos, mais uma vez os conceitos são limitados e pouco úteis. Além da física, a química pode se relacionar com todas as áreas do conhecimento, sendo por vezes chamada de "ciência central".
 
Portanto, é preciso conhecer a matéria para poder transformá-la, e ter esse poder de transformação é muito importante, por nos permite criar materiais mais bonitos, mais confortáveis, menos poluentes, capazes de curar doenças, mais resistentes, mais baratos, etc. Esse conhecimento envolve também um ''nível microscópico'', que não pode ser observado, mas que tenta descrever o que forma a matéria.
Utilizador anónimo