Logística/Gestão de armazéns/Operação de um armazém/Funções de um armazém: diferenças entre revisões

Correcção
[edição não verificada][edição não verificada]
(Criar)
(Correcção)
*'''Despachar o pedido'''. O pedido consolidado deve ser embalado de forma adequada e dirigido ao veículo de transporte certo. Os documentos de [[w:expedição|expedição]] e financeiros necessários devem ser preparados. <br><br>
*'''Preparar registos'''. È necessário registar o número de pedidos recebidos, isto porque os produtos recebidos e os saídos, para que se possa efectuar a reposição e controlo dos ''stocks'', ou então, os dados de procura e [[w:recepção|recepção]] devem ser enviados a um centro de controlo localizado noutro lugar. <br><br>
Os armazéns podem também ser usados como pontos de processamento físico. Por exemplo, o ''stock'' de um determinado produto pode ser mantido para envelhecimento, uma forma de processamento, inclusivamente nalguns sistemas, as montagens secundárias, o acondicionamento e a adaptação para pedidos especiais podem fazer parte da actividade de armazenagem. <br><br> A maioria dos armazéns funciona como actua como pontos de ''stocks'' e de controlo para manutenção dos mesmos, desempenhando uma função de protecção. Permitindo com isso uma remessa económica para o armazém, dividindo-as em unidades adequadas à expedição, e protegendo a segurança do atendimento. <br><br> As funções de processamento e de protecção de um armazém estão, em geral, em conflito parcial. A armazenagem em áreas relativamente pequenas pode contribuir para um sistema de armazenagem mais compacto, e assim, para um processamento mais eficiente. Entretanto, os ''stocks'' compatíveis com a função de processamento podem não ser adequados para fazer face aos requisitos de protecção. <br><br> O projecto de um armazém deve ser baseado na procura do chamado “ meio-termo”, tentando adequar as duas funções. Os armazéns podem ter todas as formas e graus de especialização. Alguns são altamente especializados para manipular os produtos num meio ambiente controlado (ex: câmaras frigoríficas) ou em condições seguras (ex: metais preciosos ou drogas perigosas). Podem ser projectados para manipular produtos secos a granel (silos de cereais) ou produtos fluidos a granel (tanques de petróleo), ou podem não passar de simples áreas protegidas (armazenagem de madeira ou carvão) ([[Logística/Referências#refbMAGEE|Magee, 1977, p.149148]]).
 
95

edições