Logística/Localização/Selecção de locais/Selecção sistemática do local para uma instalação: diferenças entre revisões

Actualização
[edição não verificada][edição não verificada]
(Actualização)
(Actualização)
O problema de selecção sistemática do local para uma instalação tem normalmente em consideração, tanto factores de ordem quantitativa e qualitativa, como de ordem subjectiva. Um aspecto chave que define este método é o tipo de abordagem adoptada, em que o gestor logístico começa por abordar o problema de forma macroscópica, identificando tópicos de generalidade ampla e, posteriormente, recorrendo a uma abordagem microscópica, aprofunda a análise de cada um desses tópicos de forma detalhada e minuciosa.
 
Segundo um procedimento desenvolvido por Brown e Gibson, (sCIT.d.), quando citado por ([[Logística/Referências#refbTOMPKINSD|Tompkins, James;e White, John, 1984, p. 515]]), este permite a gestores e analistas de localizações a sua utilização como base para a tomada de decisão sobre a selecção de locais. Este procedimento, constituído por várias etapas, combina informações relevantes sobre localização, em que se avaliam factores quantificáveis e qualificáveis, que convertidos em índices consistentes e adimensionais fornecem uma medida de localização para um local.
Na generalidade do procedimento, começa-se por dividir um leque de vários factores em algumas categorias, críticos, objectivos e subjectivos, passando pela avaliação das medidas e pesos desses factores até à selecção do local ideal para uma instalação recorrendo-se a uma análise de sensibilidade.
 
430

edições