Logística/Sistemas de informação/Indicadores de desempenho/Indicadores de utilização de recursos: pessoas/Perda de mão de obra directa em movimentações: diferenças entre revisões

Actualização
[edição não verificada][edição não verificada]
(Actualização)
(Actualização)
{{Nav2|'''[[Logística/Sistemas de informação/Indicadores de desempenho|Indicadores de desempenho]]'''|[[../Mão de obra directa de movimentação de materiais|Mão de obra directa de movimentação de materiais]]}}
 
Nem toda a movimentação de materiais é realizada por mão de obra indirecta sendo, portanto, importante a utilização deste indicador. Uma vez que a mão de obra de produção é para se concentrar na produção, é preferível que este indicador apresente valores baixos. Como tal, deve começar-se por recolher amostras por departamento, ou até mesmo por operador, do tempo de mão de obra directa dispendido na movimentação de materiais. Para efeitos de comparação, considera-se um valor padrão de 14%. Caso este valor seja excedido, será necessária a implementação de algumas estratégias de melhoria, como por exemplo levar os materiais ao operador ao invés do seu deslocamento até aos materiais. Outra alternativa seria disponibilizar várias máquinas ao operador para que ele pudesse trabalhar com elas [[Logística/Referências#refbWhite|White Jr. (1985, p. )]].
 
Pela análise dos dois indicadores citados anteriormente, sabe-se que a movimentação de materiais pode ser efectudada por pessoas especializadas e instruídas para essa finalidade, ou por pessoas mais direccionadas para a [[w:produção|produção]] que tenham tempos mortos em que possam auxiliar nessa tarefa.
 
Mas, para um melhor funcionamento do sector industrial é aconselhável que cada trabalhador exerça unicamente a sua função, quer seja de transporte quer seja de produção. Só assim será possível rentabilizar ao máximo ambos os sectores, tirando partido da análise do indicador de [[w:desempenho|desempenho]] destinado a cada actividade.
 
São inúmeros os casos em que tanto a '''mão-de-obra directa''' ('''MOD''') como a indirecta intrevêm no transporte de produtos e [[w:matérias-primas|matérias-primas]], e isso tem levado a um decréscimo da MOD verificado em movimentações. Esta análise é determinada com base na '''recolha de amostras estratificadas por departamento ou por operário''', em que as observações se baseiam no tempo de MOD gasto em movimentações de materiais. Para valores de superiores a '''14%''' (considerado um '''valor padrão''') é essencial uma actuação no sentido de intensificar e rentabilizar a interacção das pessoas ligadas directamente à movimentação. Segundo Figueira, 2006, este processo de melhoria passa, por exemplo em levar os materiais ao operador ao invés do operador aos materiais, à disposição das [[w:máquinas|máquinas]] para que o operador possa trabalhar com várias máquinas, etc. ([[Logística/Referências#refbMachadoa|Machado, 2006]])
 
 
 
 
 
{{AutoCat}}
461

edições