Português/Período composto/Orações subordinadas: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
(Desfeita a edição 153528 de 41.78.17.166 (Usuário Discussão:41.78.17.166))
Sem resumo de edição
No período composto por subordinação há oração principal e [[Português/Análise sintática/Oração|oração(ões)]] subordinada(s).
{{ênfase|Oração subordinada é aquela que exerce uma função sintática em relação à principal}}
 
*''Exemplo: ''A verdade é que eu não sei de nada.'' → período composto por Subordinação.
 
:*'''1ª oração:''' A verdade é [(= principal])
:*'''2ª oração:''' que eu não sei de nada [(= oração subordinada])
 
"que eu não sei de nada" exerce a função sintática de predicativo do sujeito em relação à oração "a verdade é" , por isso esta oração é subordinada. A Oração Principal pode também ser chamada de Oração Subordinante.
 
==Funções==
 
Estas orações podem possuir várias funções, bem diferentes das Orações coordenadas. Podem restringir e específicar qualidades, explicar, ter função de advérbio e denotar causa e fatos futuros, procedentes, além de poder ter função de termo acessório (mas não ser um termo acessório), termo integrante (mas não ser um termo integrante) e termo essencial (mas não ser um termo essencial):
 
*''As orações <u>que são subordinadas</u> exercem relação sintática à principal'' - Função qualificativa (Adjetiva Restritiva)
*''Não durmi, <u>até que chegou a noite</u> e adormeci'' - Função adverbial (Adverbial Temporal)
*''São todas sindéticas <u>porque possuem sindeto</u>, <u>que é a conjunção</u>'' - Função causal (Adverbial causal) e qualificativa (Adjetiva Explicativa)
*''Fizeram tudo <u>que nem perceberam</u> <u>que a chuva cessara</u>'' - Denota consequência (Adverbial consecutiva) e termo integrante (Substantiva Objetiva Direta)
 
Veremos isso nas próximas páginas.
 
==Classificação==
5 327

edições