Logística/Gestão de armazéns/Picking/Princípios de melhoria: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
[edição não verificada][edição não verificada]
(ediçao)
Sem resumo de edição
{{Nav2|'''[[Logística/Gestão de armazéns/Picking|Picking]]'''|[[../ Importância do Picking/| Importância do Picking]] |[[../ Organização da Actividade de Picking| Organização da Actividade de Picking]]}}
 
Existem certos '''princípios''' que se aplicam em qualquer actividade de [[w:picking|''picking'']], independente do tamanho, volume, tipos de [[w:stock|stock]], necessidades do consumidor e tipos de sistemas de controlo de operações do [[w:armazém|armazém]], princípios esses que devem orientar o posicionamento de produtos dentro da área de armazenagem assim como o fluxo de informação e documentos ([[Logística/Referências#refbRODRIGUES|RodriguesMedeiros, 1999]]).
 
*Utilização de documentação clara e de fácil operacionalização;
 
Um documento de ''picking'', deve fornecer instruções específicas para o operador de modo a facilitar a separação e preparação de pedidos. O mesmo deve conter apenas as informações relevantes: localização do [[w:produto|produto]], descrição e quantidade requerida. Além disso, tais informações devem estar destacadas no documento, de modo a facilitarem a leitura. Uma maior preocupação com a preparação dessa documentação, origina uma diminuição do tempo de leitura e de procura de produtos por parte do operador, diminuindo assim o tempo da actividade.
 
*Dar prioridade aos produtos de maior rotação;
*Organizar os pedidos de acordo com as configurações físicas;
 
É importante e imperativo que os pedidos enviados para a área de ''picking'' sejam configurados de acordo com as restrições de localização dos produtos. Assim, na criação de um documento de ''picking'', o mesmo deve ser organizado de forma a diminuir ao máximo a movimentação dos operadores, além de identificar a proximidade dos produtos.
 
*Evitar contagem de produtos durante a sua recolha;
A informação escrita ao ter de ser lida, interpretada e algumas vezes comparada com algum sistema de controlo, resulta tipicamente em erros, o que desperdiça bastante tempo. É fundamental a integração de novas tecnologias as quais se tornam cada vez mais acessíveis, incluindo leitores de [[w:código de barras|código de barras]], sistemas de reconhecimento de voz e terminais de rádio frequência, reduzindo e até eliminando o fluxo de papéis.
 
Estes mesmos princípios orientam o planeamento da actividade de ''picking''. No entanto, várias tecnologias e estratégias podem ser utilizadas, de modo que, planear esta mesma actividade não representa uma tarefa simples ([[Logística/Referências#refbRODRIGUES|RodriguesMedeiros, 1999]]).
 
{{AutoCat}}
196

edições