Diferenças entre edições de "Logística/Gestão de armazéns/Operação de um armazém/Funções de um armazém"

Correcção
(Correcção)
(Correcção)
{{Nav2|'''[[Logística/Gestão de armazéns/Operação de um armazém|Operação de um armazém]]'''|[[../Oportunidades de melhoria nas operações|Oportunidades de melhoria nas operações]]|[[../Fluxos num armazém|Fluxos num armazém]]}}
 
Os [[w:armazém|armazéns]] são locais de armazenamento e escoamento de produtos,. tendoSão comoestruturados principaispara funçõesque opossam processamentorecepcionar, amanobrar gestãoe de produtos,expedir os stocksmais evariados otipos encaminhamentode dosprodutos, respectivossem produtosnecessitar paramais as entidadesdo que os solicitam, ocorrendo um percursocontrolo devidamentemoderado identificadodas quecondições vaiambientais, dabem [[w:Recepçãocomo (armazém)|recepção]]medidas dosde produtossegurança até ao seu escoamentoconvencionais.
 
Têm como como principais funções, o processamento e gestão de ''stocks'', bem como o encaminhamento dos respectivos produtos para as entidades que os solicitam, ocorrendo um percurso devidamente identificado que vai da [[w:Recepção (armazém)|recepção]] dos produtos até ao seu escoamento. As principais funções desempenhadas por um armazém são:
Para que seja possível chegar ao seu termo, existem diversos percursos pelos quais os produtos têm de seguir. O processamento dos produtos tem dentro das funções de um armazém uma lógica definida e equilibrada. Retratando essa evolução num espaço físico de um armazém consegue-se perceber todo o percurso assim como a sua lógica e sequências das funções especificas:
 
*''Recepcionar os produtos''. Os produtos chegam a um armazém por diversos meios, a partir do momento em que entram, o armazém torna-se o «fiel depositário» , tendo como função principal o responsabilizar-se por todo o material.
*''Configurar os produtos''. Ao entrarem os produtos tem de ser registados, esse registo é feito com o número de entrada, marcação por meio de um código, ou qualquer outro processo considerado adequado.
*''Qualificar os produtos''. No espaço de [[w:Armazenagem|armazenagem]] existem áreas específicas para os diversos produtos, o que permite uma localização e uma armazenagem mais criteriosa.
*''Expedir os produtos para o armazém''. Com o tipo de armazenagem específica e objectiva torna-se mais fácil o manuseamento e pesquisa do produto.
*''Separação e preparação de pedidos''. No armazenamento, os produtos são acomodados e protegidos até serem seleccionados para utilização, o acomodamento correcto permite que o processo de manuseamento se torne mais célere e eficiente aquando do pedido do [[w:Consumidor|cliente]].
*''Ordenar os pedidos''. Os pedidos ao entrarem devem ser verificados até estarem completos, para além disso devem ser analisados exaustivamente para que não se verifiquem quaisquer omissões.
*''Expedição dos produtos''. Após a selecção de todos os produtos, estes devem ser embalados (e, enviados para o veículo que efectuar o seu [[w:Transporte|transporte]]). Ao saírem devem levar sempre os respectivos documentos de [[w:Expedição (armazém)|expedição]] (guia de remessa) e o documento financeiro ([[w:Fatura|factura]]).
*''Organizar os registos''. O registo de pedidos é extremamente importante para que exista uma organização interna, permitindo assim uma reposição correcta dos produtos expedidos (reposição de ''stocks'').
 
Os armazéns têm formas e especificidades diferentes, têm a ver basicamente com o tipo de produto, daí se afirmar que podem ser utilizados como um depósito de um determinado produto, sendo parte integrante do processo produtivo do mesmo; dando como exemplo deste tipo de processamento físico, as caves de vinhos, são meramente pontos de processamento onde o envelhecimento de um produto, neste caso, o vinho ocorre.
 
Pode afirmar-se que os armazéns têm uma função de protecção, para além da função de gestão de ''stocks'' e de controlo e manutenção dos produtos.([[Logística/Referências#refbMAGEE|Magee, 1977, p. 148-149]]).
{{AutoCat}}
95

edições