Logística/Gestão de armazéns/Armazenagem partilhada: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
[edição não verificada][edição não verificada]
Sem resumo de edição
Sem resumo de edição
A [[w:Armazenagem|armazenagem]] partilhada consiste numa variação da armazenagem dedicada, utilizada por alguns gestores de armazém na tentativa de reduzir as necessidades de espaço de armazenagem da armazenagem dedicada. Em que ao longo do tempo, produtos diferentes utilizam o mesmo espaço de armazenagem, embora apenas um produto ocupa o espaço quando ele está ocupado.
 
As necessidades de espaço de armazenagem da armazenagem partilhada variam entre as necessidades de espaço da armazenagem aleatória e da armazenagem dedicada. Dependendo da quantidade de informação disponível sobre os níveis de [[w:Estoque|''stock'']] ao longo do tempo para cada produto. A diferença entre armazenagem partilhada e armazenagem aleatória, é que na armazenagem partilhada existem locais específicos de armazenagem dos produtos, enquanto que na armazenagem aleatória os locais de armazenagem dependem unicamente do aparecimento de espaços vazios dentro do [[w:Armazém|armazém]]. A armazenagem partilhada e a armazenagem dedicada diferem no tempo que cada produto passa em armazém, na armazenagem dedicada atribui-se o lote de reposição de um produto a um número de posições de armazenagem tendo em conta a média de tempo despendido em armazém pelo lote de reposição.
Necessidades de espaço:
 
A armazenagem partilhada é normalmente utilizada em linhas de produção em que se produzem vários produtos. Como os produtos são produzidos sequencialmente, em vez de, simultaneamente, o reabastecimento de stock é distribuído ao longo do tempo, um exemplo é uma linha de engarrafamento de bebidas. Em que o mesmo equipamento de produção é utilizado para produzir tamanhos diferentes do mesmo produto e também produtos diferentes. Por isso, não é possível que o nível de stock de vários tamanhos e produtos fabricados na mesma linha de produção ser crescente, ao mesmo tempo. Quando um produto está a ser produzido, o nível de stock de outros produtos está a diminuir. Nem todos os produtos podem estar simultaneamente com o nível de stock no máximo. Por essa razão com a utilização da armazenagem dedicada iriam existir algumas posições de armazenagem vazias ([[Logística/Referências#refbFRANCIS|Francis et al., 1992, p. 287-288]]).
As necessidades de espaço de armazenagem da armazenagem partilhada variam entre as necessidades de espaço da armazenagem aleatória e da armazenagem dedicada. Dependendo da quantidade de informação disponível sobre os níveis de [[w:Estoque|''stock'']] ao longo do tempo para cada produto.
 
A diferença entre armazenagem partilhada e armazenagem aleatória, é que na armazenagem partilhada existe especificidade dos locais de armazenagem dos produtos, enquanto que na armazenagem aleatória os locais de armazenagem dependem unicamente do aparecimento de espaços vazios dentro do [[w:Armazém|armazém]].
 
A armazenagem partilhada e a armazenagem dedicada diferem no tempo que cada produto passa em armazém, na armazenagem dedicada atribui-se o lote de reposição de um produto a um número de posições de armazenagem tendo em conta a média de tempo despendido em armazém pelo lote de reposição.
 
A armazenagem partilhada é normalmente utilizada em linhas de produção em que se produzem vários produtos. Como os produtos são produzidos sequencialmente, em vez de, simultaneamente, o reabastecimento de stock é distribuído ao longo do tempo, um exemplo é uma linha de engarrafamento de bebidas.
 
Em que o mesmo equipamento de produção é utilizado para produzir tamanhos diferentes do mesmo produto e também produtos diferentes.
 
Por isso, não é possível que o nível de stock de vários tamanhos e produtos fabricados na mesma linha de produção ser crescente, ao mesmo tempo.
 
Quando um produto está a ser produzido, o nível de stock de outros produtos está a diminuir. Nem todos os produtos podem estar simultaneamente com o nível de stock no máximo. Por essa razão com utilização da armazenagem dedicada iriam existir algumas posições de armazenagem vazias ([[Logística/Referências#refbFRANCIS|Francis et al., 1992, p. 287-288]]).
 
 
213

edições