Diferenças entre edições de "Logística/Gestão de armazéns/Configuração de áreas de armazenagem contínuas/Um produto/Armazém com duas portas em lados diferentes"

actualização
(actualização)
 
Se <math>\ A</math> é igual a <math>\ 18 000 ft^2</math>, <math>\ e</math> é aproximadamente <math>\ 52,5 ft</math> e <math>\ k</math> é igual a <math>\ 140 ft</math>, como representado na figura 8.
Se <math>\ A</math> é igual a <math>\ 27 000 ft^2</math>, <math>\ e</math> é aproximadamente <math>\ 98,75 ft</math> e <math>\ k</math> é igual a <math>\ 186,25 ft</math>, como representado na figura 9.
 
[[Imagem:Armazem_com_regiao_de_armazenagem_minima.jpg‎ |thumb|400px|right|Figura 11: Exemplo de um Armazém com duas portas e região de armazenagem mínima.jpg‎ ]]
 
 
Define-se uma região de armazenagem no primeiro quadrante, onde existem dois pontos de entrada/saída com coordenadas (c,0) e (0,c). O transporte de/para o armazém é rectilíneo e igualmente dividido entre os dois pontos de entrada/saída. Neste caso, existe uma região de distância mínima em vez de um ponto de distância mínima. Portanto todos os pontos na região quadrada têm a mesma distância, c, a partir dos pontos de entrada/saída. As curvas de nível no exterior da zona quadrada estão representadas na figura 11. O valor das curvas de nível delimitam uma área superior a <math>\ c^2</math> e são definidas por ([[Logística/Referências#refbFrancis|Francis et al., 1992, p. 309-310]]),
 
<math>\ k = 0,5e + 0,5(e + 2c)</math>
 
ou
 
<math>\ k = e + c</math>
 
portanto,
 
<math>\ e = k - c</math>
 
A área delimitada pela curva de nível é, para <math>\ A > c^2</math>,
 
<math>\ A = 0,5e^2 + c^2 + 2ce</math>
 
ou
 
<math>\ A = 0,5(k^2 - c^2) + kc = q (k)</math>
 
Portanto, resolvendo em ordem a <math>\ k</math>,
 
<math>\ k = [2 (A + c^2)]^{1/2} - c = r (A)</math> , com <math>\ k > c</math>.
 
Para um determinado T, a distância esperada a percorrer vai ser dada por,
 
<math>\ E \left [ R \right ] </math> = <math>\ {T \over A} [ (c^2)c \int_{c}^{[2(A+c^2)]^{1/2-c}} (k - c)k\, dk ]</math> (1)
 
ou
 
<math>\ E \left [ R \right ] = {T \over 6A} (2K_2^3 - 3K_2^2c + 2c^3)</math>
 
com
 
<math>\ K_2 = [2(A + c^2)]^{1/2}</math>
 
 
Na equação (1) o primeiro termo representa o valor da curva de nível sobre a região quadrada <math>\ c</math>, aplicada a uma região com área <math>\ c^2</math>. O segundo termo representa a contribuição dada pela área <math>\ A - c^2</math>. O valor da curva de nível varia entre <math>\ c</math> e o valor <math>\ [2(A+c^2)]^{1/2-c} - c</math>. Com isto, se <math>\ c = 100 ft</math>, <math>\ T = 100 por hora</math> e <math>\ A = 25 000 ft^2</math>, então <math>\ E \left [ R \right ] = 12027 ft/h</math>. Neste caso <math>\ e = 64,575</math> e o valor máximo de <math>\ k</math> é <math>\ 164,575 ft</math>. O resultado da região de armazenagem tem quase as dimensões da região quadrada (<math>\ 164,575 ft * 164,575 ft</math>), excepto para a remoção da área com <math>\ (0,5)(64,575)^2 ft^2</math> a partir do canto superior direito do quadrado.
 
{{AutoCat}}
217

edições