Teoria musical/Notação musical: diferenças entre revisões

1 022 bytes adicionados ,  01h32min de 9 de junho de 2010
sem resumo de edição
Sem resumo de edição
Sem resumo de edição
Os antigos gregos desenvolveram um sistema de notação musical capaz de representar uma nota, sua altura e sua duração. Esteve em uso entre o século VI a.C até cerca século IV d.C. (à época da Queda do Império Romano).
 
Este sistema consistia em símbolos que representavam as notas dispostos sobre as sílabas de uma canção. Um exemplo de composição completa empregando este sistemá é o Epitáfio de SeikiloSeikilos, escrito entre o século II a.c e o século I d.C.
 
Uma melodia da música grega foi encontrada gravada em uma lápide perto de Aidin na Turquia (próximo a Éfeso). Também há na gravação a informação de que foi feita por um certo Seikilos, para sua esposa, presumivelmente enterrada no local.
 
Além da composição, foram encontradas estas inscrições:
 
''Eu sou um túmulo, um ícone. Seikilos me pôs aqui como um símbolo eterno da lembrança imortal.''
 
Sobre a letra, transcrita na figura abaixo com o alfabeto grego moderno, há uma linha com letras e sinais que indicam as notas:
 
 
[[Imagem:Seikilos.png|thumb|500px|center|A ''partitura'' de Seikilos]]
 
 
Eis uma transliteração das palavras cantadas na melodia e uma tradução para o português:
 
:''Hoson zes, phainou
:''Meden holos su lupou
:''Pros oligon esti to zen
:''To telos ho chronos apaitei''
 
:Enquanto viveres, brilha
:Não sofras nenhum mal
:A vida é curta
:E o tempo cobra suas dívidas
 
Há outros registros de melodias que empregam este sistema de escrita, mas são todos fragmentos.
62

edições