Santos católicos/Biografias: diferenças entre revisões

1 089 bytes adicionados ,  30 de novembro de 2010
Adicionei informações sobre Santo Amaro.
[edição não verificada][edição não verificada]
(Acrescentei informação sobre Nossa Senhora do Ó.)
(Adicionei informações sobre Santo Amaro.)
SANTA TERESINHA DO MENINO JESUS: Marie-Françoise-Thérèse Martin nasceu em Alençon, na França, em 2 de janeiro de 1873. Aos quinze anos, entrou para a Ordem das Carmelitas Descalças. Morreu em 30 de setembro de 1897. Foi canonizada em 1925. Também é conhecida como Thérèse de Lisieux<ref>http://www.cancaonova.com/portal/canais/especial/santa_teresinha/02.php</ref>.
[[File:Teresadarco.jpg|center|300px|thumb|Foto de Thérèse de Lisieux em 1895]]
SANTO AMARO: também conhecido como São Mauro. Nasceu na cidade de Roma, em 512, filho do senador Eutíquio. Manifestando seu desejo de seguir a vida religiosa, Amaro foi mandado por seu pai para o mosteiro de Subiaco juntamente com seu primo Plácido para obedecerem às orientações de Bento de Núrsia. No mosteiro, Bento teve certo dia uma visão de que Plácido estaria se afogando em um riacho próximo. Bento então mandou que Amaro o salvasse. Amaro, ao avistar o primo se afogando, caminhou miraculosamente sobre as águas do riacho e o salvou. Posteriormente, os três seriam canonizados pela Igreja Católica. Bento mandou Amaro para a França em 1543 para dirigir a abadia de Glanfeuil. Amaro morreu em 15 de janeiro de 1584, data que se tornou o dia oficial de celebração do santo.<ref>http://santoamarocity.wordpress.com/2010/06/01/quem-foi-santo-amaro/</ref><ref>http://www.saomauro.org.br/secao.php?id=38</ref>
[[File:Benedetto, Mauro e Placido.jpg|center|400px|thumb|Pintura do século quinze de Fra Filippo Lippi mostrando Bento enviando Amaro para salvar Plácido]]
SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA: nasceu em Lisboa, Portugal, em 1195. Segundo a tradição, foi coroinha na Sé de Lisboa, quando criança. Tornou-se monge franciscano, tendo sido contemporâneo de São Francisco de Assis. Morreu em Pádua, na Itália, em 1231. É considerado o santo padroeiro de Portugal e dos militares. Seu dia é o 13 de junho. É também considerado um santo casamenteiro, por ter promovido a conciliação entre cônjuges quando vivo. Por esta razão, o dia anterior ao dia de Santo Antônio é tido no Brasil como o Dia dos Namorados.
[[File:Maisiagala COA.gif|center|200px|thumb|Santo Antônio segurando o Menino Jesus, no brasão da cidade lituana de Maisiagala]]
2 529

edições