Santos católicos/Biografias: diferenças entre revisões

Adicionei verbete.
[edição não verificada][edição não verificada]
(Adicionei verbete.)
(Adicionei verbete.)
<ref>ALVES, J. B. ''Os Santos de Cada Dia''. 7ª edição. São Paulo: Edições Paulinas, 1990.pp.522-523</ref>
[[File:Aleijadinho - Nossa Senhora das Dores-1.jpg|center|220px|thumb|Nossa Senhora das Dores, em estátua do escultor brasileiro Aleijadinho, do séc. XVIII]]
NOSSA SENHORA DE ALMUDENA: segundo a lenda, São Tiago teria pregado o Evangelho na Espanha e teria construído uma capela com a imagem em madeira de Nossa Senhora. Mais tarde, com a invasão moura, os cristãos teriam escondido essa imagem dentro da muralha da cidade, para evitar que ela fosse profanada pelos invasores. Três séculos depois, com a reconquista da cidade pelos cristãos, a imagem teria sido encontrada novamente pelos cristãos, que a teriam batizado com o nome de Nossa Senhora de Almudena, pois ''almudena'' significa "armazém" em espanhol e a imagem fora encontrada num trecho da muralha próximo ao antigo armazém dos mouros.
NOSSA SENHORA DE COPACABANA: no século XVI, em uma localidade chamada Copacabana, às beiras do Lago Titicaca, na Cordilheira dos Andes, um descendente da família real inca, Francisco Tito Yupanqui, colocou no altar da igreja local uma imagem de Nossa Senhora da Candelária fabricada por ele mesmo. Tal imagem ganhou a fama de produzir muitos milagres e foi declarada santa padroeira da Bolívia em 1925.<ref>http://copacabana.com/sracopa.shtml</ref><ref>http://www.legiomariae.kit.net/Canais/maria2.htm#BOLÍVIA</ref>
[[File:Almudena.jpg|center|300px|thumb|Catedral de Nossa Senhora de Almudena, em Madri, na Espanha]]
NOSSA SENHORA DE COPACABANA: no século XVIdezesseis, em uma localidade chamada Copacabana, às beiras do Lagolago Titicaca, na Cordilheiracordilheira dos Andes, um descendente da família real inca, Francisco Tito Yupanqui, colocou no altar da igreja local uma imagem de Nossa Senhora da Candelária fabricada por ele mesmo. Tal imagem ganhou a fama de produzir muitos milagres e foi declarada santa padroeira da Bolívia em 1925.<ref>http://copacabana.com/sracopa.shtml</ref><ref>http://www.legiomariae.kit.net/Canais/maria2.htm#BOLÍVIA</ref>
[[File:Church of copacabana.jpg|center|300px|thumb|Igreja de Nossa Senhora de Copacabana, em Copacabana, Bolívia]]
No século XIXdezenove, uma réplica da imagem foi instalada na Igrejaigreja de Nossa Senhora de Copacabana, no Rio de Janeiro, Brasil, dando nome ao famoso bairro e à famosa praia. A igreja viria a ser demolida para a construção do Forteforte de Nossa Senhora de Copacabana, no início do século XXvinte.<ref>http://www.copacabana.com/av-copa.shtml</ref> Atualmente, a imagem encontra-se na Paróquia de Nossa Senhora de Copacabana e Santa Rosa de Lima, na Praçaoraça Serzedelo Corrêa, no bairro de Copacabana.
 
NOSSA SENHORA DE GUADALUPE: corresponde a uma estampa de Nossa Senhora que é venerada nas proximidades da Cidade do México e que acredita-se ter tido uma origem milagrosa. Segundo a lenda, em 1531 um índio asteca recém-convertido ao catolicismo, chamado Juan Diego, testemunhou uma aparição de Nossa Senhora em um local chamado Tepeyac, a noroeste da Cidade do México. Nossa Senhora teria lhe dito para comunicar ao bispo que desejava que uma igreja fosse construída naquele local em sua homenagem. O bispo não acreditou em Juan Diego e exigiu uma prova da aparição. Juan Diego então se encontrou novamente com Nossa Senhora, no mesmo local anterior, e esta lhe pediu que colhesse flores num terreno próximo. Mesmo não sendo a época das flores, Juan Diego conseguiu encontrar muitas flores no local indicado por Nossa Senhora e as levou ao bispo enroladas em seu manto. Ao abrir o manto diante do bispo, as flores se derramaram no chão, revelando que uma imagem de Nossa Senhora havia surgido miraculosamente estampada no manto. O bispo finalmente acreditou no relato de Juan Diego e mandou erigir uma igreja no local indicado para guardar o manto estampado.
2 529

edições