Diferenças entre edições de "Logística/Gestão de desperdícios e rejeitados/Resíduos sólidos urbanos/Politica dos 3 R's"

actualização
m (Não é mais preciso inserir a navegação manualmente, basta manter a Predefinição:Lista de capítulos/Logística atualizada. Ver detalhes.)
(actualização)
Devido ao crescente aumento dos [[w:resíduos sólidos urbanos|'''resíduos sólidos urbanos''']] (RSU), tornou-se necessário implementar uma [[w:política|política]] que promove a diminuição da produção de resíduos e que foi informalmente intitulada política dos 3 R´s, uma vez que tem por base os princípios de [[w:redução|Redução]], [[w:reutilização|Reutilização]] e [[w:reciclagem|Reciclagem]] dos RSU, contribuindo qualquer um, por ordem decrescente, para a redução da [[w:quantidade|quantidade]] de resíduos gerados, assim como para o consumo de [[w:energia|energia]] utilizado e de [[w:recurso|recursos]] naturais consumidos ([[Logística/Referências#refbRESIDUOSSOLIDOSrefbROSAS|GestãoRosas, 2003, p.1]]).
 
 
 
Devido ao crescente aumento dos [[w:resíduos sólidos urbanos|'''resíduos sólidos urbanos''']] (RSU), tornou-se necessário implementar uma [[w:política|política]] que promove a diminuição da produção de resíduos e que foi informalmente intitulada política dos 3 R´s, uma vez que tem por base os princípios de [[w:redução|Redução]], [[w:reutilização|Reutilização]] e [[w:reciclagem|Reciclagem]] dos RSU, contribuindo qualquer um, por ordem decrescente, para a redução da [[w:quantidade|quantidade]] de resíduos gerados, assim como para o consumo de [[w:energia|energia]] utilizado e de [[w:recurso|recursos]] naturais consumidos ([[Logística/Referências#refbRESIDUOSSOLIDOS|Gestão, 2003]]).
 
 
;Reduzir
 
Numa [[w:sociedade|sociedade]] de [[w:consumo|consumo]], onde os [[w:produto|produtos]] e [[w:embalagem|embalagens]] abundam e os seus [[w:custo|custos]] de [[w:tratamento|tratamento]] e eliminação são elevados, a redução é o primeiro ponto na [[w:hierarquia|hierarquia]] desta politica por ser o [[w:método|método]] cuja [[w:adopção|adopção]] tem maior impacto no [[w:ambiente|ambiente]], uma vez que, só reduzindo a quantidade consumida é possível diminuir a quantidade de resíduos existentes ([[Logística/Referências#refbVALORAMBIENTE|Política, 2010, p.1]]). A redução de resíduos na origem ou a prevenção da sua produção pode ser conseguida através da aposta na implementação de determinados mecanismos, como, por exemplo:
 
* Promover o projecto, [[w:manufactura|manufactura]] e embalagem de produtos com um conteúdo [[w:tóxico|tóxico]] minimizado, [[w:volume|volume]] mínimo de material ou [[w:vida|vida]] útil mais longa ([[Logística/Referências#refbRESIDUOSSOLIDOSrefbROSAS|GestãoRosas, 2003, p.1]]);
* Reforçar o investimento em Investigação e Desenvolvimento, nomeadamente no capítulo do ''ecodesign'' de produtos ([[Logística/Referências#refbPORTARIA2007|Portaria nº 187/2007, p. 1068-10701069]]);
* Implementar ecotaxas, de modo a penalizar os produtos cuja gestão, enquanto resíduos, impliquem maiores impactes ambientais;
* Disponibilizar aos [[w:consumidor|consumidores]] produtos em embalagens reutilizáveis;
* Promover junto da [[w:população|população]] medidas de eco-consumo :
** Implementar ecotaxas, de modo a penalizar os produtos cuja gestão, enquanto resíduos, impliquem maiores impactes ambientais;
** Disponibilizar aos [[w:consumidor|consumidores]] produtos em embalagens reutilizáveis;
** Fomentar a reutilização dos “sacos de cliente” das cadeias de Distribuição e garantir que estes são, sucessiva e tendencialmente, fabricados em materiais [[w:biodegradável|biodegradáveis]];
** Incentivar a [[w:compostagem|compostagem]] caseira para reduzir os componentes de resíduos biodegradáveis ([[Logística/Referências#refbPORTARIA2007|Portaria nº 187/2007, p. 1068-1070]]);
** Utilizar produtos em embalagens familiares em vez de embalagens individuais;
** Evitar produtos duplamente embalados e produtos [[w:descartável|descartáveis]], de usar e deitar fora;
** Evitar utilizar os sacos de [[w:plástico|plástico]] fornecidos pelas [[w:loja|lojas]] e levar sacos de materiais reutilizáveis ou biodegradáveis para transportar as compras ([[Logística/Referências#refbVALORAMBIENTE|Política, 2010, p.2]]);.
 
 
;Reutilizar
 
A Reutilização é o processo através do qual se reintroduzem, sem alterações significativas, [[w:substância|substâncias]], [[w:objecto|objectos]] ou produtos nos circuitos de produção ou de consumo de forma a reduzir a produção de resíduos. Através deste processo são dados novos usos a materiais já utilizados, podendo estes ser até usados com um objectivo diferente daquele que era o seu objectivo inicial. Alguns exemplos desta prática são ([[Logística/Referências#refbVALORAMBIENTE|Política, 2010, p.2]]):
 
* Entrega a instituições de solidariedade social de roupas, livros e brinquedos
 
* [[w:economia|Economia]] de energia - fabricar materiais a partir de resíduos consome menos energia do que fabricá-los a partir de matérias [[w:virgem|virgens]]. Muitos dos recursos energéticos que se poupam são fontes de energia não renováveis, como é o caso do [[w:petróleo|petróleo]].
 
* Poupança de matérias-primas – a utilização dos resíduos, provenientes da recolha selectiva, como matérias-primas secundárias, poupa as matérias-primas virgens. Alguns destes recursos naturais têm grande valor, como são os casos da [[w:madeira|madeira]], da [[w:areia|areia]], do petróleo, do [[w:estanho|estanho]] ou do [[w:alumínio|alumínio]].
 
* Redução da quantidade de resíduos a ter como destino final a [[w:incineração|incineração]] e os [[w:aterro|aterros]] – esta redução da quantidade de resíduos depositados no aterro prolonga a vida útil deste e a redução da quantidade de resíduos incinerados implica uma menor quantidade de emissões de [[w:CO2|CO2]].
 
 
Uma grande variedade de materiais pode ser reciclada, são eles os seguintes ([[Logística/Referências#refbRESIDUOSSOLIDOSrefbROSAS|GestãoRosas, 2003, p.1]]):
 
* ''Alumínio'': a reciclagem do alumínio é feita em dois sectores: [[w:lata|latas]] de alumínio e alumínio secundário, incluindo este último caixilharia e [[w:porta|portas]], com qualidade variável. Há muita demanda para latas dado que se gasta menos 95% de energia para obter uma nova lata de alumínio a partir de uma velha do que a partir do [[w:minério|minério]] (bauxite);
 
* [[w:papel|''Papel'']]: os principais tipos de papéis reciclados são [[w:jornal|jornais]] velhos, [[w:cartão|cartões]], papel de alta qualidade e papéis misturados. Cada um destes tipos tem características diferentes em termos de tipo de [[w:fibra|fibra]], origem, homogeneidade e [[w:tinta|tinta]] impressa, tendo consequentemente valores diferentes no mercado;
 
* [[w:plastico|''Plástico'']]: a percentagem de plástico usado que é reciclada ainda é muito baixa;
 
* [[w:vidro|''Vidro'']]: material comummente reciclado, incluindo vidro plano e de garrafas, muitas vezes separado por cor;
 
* ''Metais ferrosos'' (ferro e aço): a maior parte do aço reciclado vem dos automóveis, sendo importante também a reciclagem de latas de aço usadas para sumos e alimentos;
 
* ''Metais não ferrosos'': são recuperados de vários equipamentos caseiros, como tachos, escadas e mobílias;
 
* [[w:borracha|''Borracha'']], proveniente dos [[w:pneu|pneus]], estando já em funcionamento em [[w:portugal|Portugal]] a [[w:sociedade|Sociedade]] ValorPneu que se encarrega de dar aos pneus o destino adequado.
 
212

edições