Diferenças entre edições de "A evolução tecnológica/A era das invenções"

Padronização do artigo.
(Padronização do artigo.)
 
===A robótica===
A indústria se revoluciona apresentando em todos, ou quase todos, setores a tecnologia da robótica. Entretanto, já há muito tempo se constrói robôs, como os autômatos (máquinas que imitam o movimento e a forma de seres animados). Exemplos desses robôs autômatos são aves mecânicas que podiam voar e leões mecânicos. A robótica atual é o ramo da tecnologia no qual se ocupa em projetar e construir robôs, isso para a simplificação, segurança, qualificação e aumento da produtividade industrial. Temos, então, o primeiro robô construído para fins industriais, e controlados por computador, construído por George Devol, em 1960.<ref (name="Paciornik, 1995:178)."/>
 
A ramo da robótica, porém, foi impulsionado a partir da década de 70 com a invenção do microprocessador. Eles substituem o homem para a realização de trabalhos hostis — como a fundição e a estamparia; em ambientes perigosos, onde ocorre, por exemplo, o desprendimento de gases tóxicos — como na pintura ou fabricação de adesivos; nas ocupações cansativas, monótonas e repetitivas — como as Linhas de Montagem ou no Controle de Qualidade.<ref (name="Paciornik, 1995:178)."/>
 
Os robôs apresentam três partes fundamentais: os elementos mecânicos, o sistema de controle e os sensores. Os elementos mecânicos diferem-se quanto à aplicação. Um deles são os motores elétricos, que têm maior utilização devido ao seu baixo custo, pouco espaço que ocupam e facilidade de controlá-los. Mas, para aplicações que exigem maior potência e rapidez, é utilizado o motor pneumático (movido a ar comprimido). E, ainda, para aplicações onde é utilizado cargas muito pesadas, utiliza-se o motor hidráulico (movido por algum tipo fluido comprimido — como a água).
 
===A fibra óptica===
A fibra óptica é inventada em 1952, mas torna-se comercialmente interessante apenas na década de 1970 e 1980 <ref name="lab">{{citar web |url= http://www.designslaboratorio.com.br/htms/pesquisa/ciencia_tecnologia/fibra_optica.htm|título= FIBRA ÓPTICA|acessodata= 27 de janeiro de 2011|autor= Marcel Silva Moreno|coautores= designslaboratorio|citação= - 1970: Corning Glass produziu alguns metros de fibra óptica com perdas de 20 db/km.}}</ref>, quando os sistemas de telecomunicação — que utilizam então linhas telefônicas comuns — começam a ficar deficientes devido ao crescimento da transmissão de dados via computadores desde a década de 60. Essa nova rede de telecomunicação conduz sinais luminosos em alta velocidade, ao contrário dos cabos tradicionais que transmitem dados por ondas eletromagnéticas ou impulsos elétricos.<ref name="Paciornik">{{Referência a livro |NomeAutor=Celso Mauro|SobrenomeAutor=Paciornik|Título=Help! |Local de publicação=São Paulo|Editora=Klick|Ano=1995|Páginas=146;178}}</ref>
 
O cabo de fibra óptica é constituído essencialmente por uma pequena barra de vidro central revestida por material óptico que reflete a luz que se desvia do vidro de volta a este, e isto envolto por uma capa de polietileno protetora.<ref name="hsw: fibra óptica">{{citar web |url= http://informatica.hsw.uol.com.br/fibras-opticas1.htm|título= O que são fibras ópticas?|acessodata= 27 de janeiro de 2010|autor= How Stuff Works}}</ref> Esses cabos têm a capacidade de transmitirem sinais digitais ou analógicos, de vídeo e áudio (televisão, Internet) ou áudio (telefone, rádio). Para sua transmissão, é necessário um dispositivo transmissor e outro receptor, sendo que a principal diferença entre a transmissão de sinais digitais para os analógicos, o seguinte: o primeiro precisa de apenas dois tipos de sinais luminosos — isso pois o digital consiste em um sistema binário constituído pelos números 0 e 1 —, já o segundo é necessário uma infinidade de sinais luminosos de diferentes intensidades de luz.
365

edições