Diferenças entre edições de "Química inorgânica/Introdução/Íons e a regra do octeto/Nomenclatura de cátions e ânions"

sem resumo de edição
|}
 
Para nomear um ânion, basta acreescentaracrescentar o sufixo -eto ao elemento. Em alguns casos, deve-se retirar algumas sílabas do elemento. Exemplo:
*<math>\mathbf{H^{-}}</math> → hidreto;
*<math>\mathbf{N^{3-}}</math> → nitreto;
 
===[[Imagem:Conical flask brown.svg|30px]] Nomenclatura de ânions oxigenados (oxiânions)===
Muitos ânions aparecem oxigenados (acompanhados de oxigênio). A tabela abaixo apresenta a nomenclatura dos oxiânions, em que X é um elemento da respectiva familia:
{|class="caixaPP" style="padding:10px 10px 10px 10px; width:30%; border-color: #712F26; float:right;"
<center>
|'''Quantidades possíveis de oxigênio''':
{| {{prettytable}} style:"text-align:center;"
*Halogênios: O<sub>1</sub>, O<sub>2</sub> O<sub>3</sub> e O<sub>4</sub> (sendo apenas um átomo de halogênio e a carga sempre -1);
!style="width:15%;"|Família
*Calcogênios: O<sub>2</sub>, O<sub>3</sub> e O<sub>4</sub> (sendo apenas um átomo de calcogênio e a carga sempre -2);
!style="width:15%;"|''hipo...ito''
*Grupo 15: variável;
!style="width:15%;"|''...ito''
*Grupo 14: exceção;
!style="width:15%;"|''...ato''
*Boro: variável.
!style="width:15%;"|''(hi)per...ato''
|-
!Halogênios
| <center>(XO)<sup>-</sup></center>
| <center>(XO<sub>2</sub>)<sup>-</sup></center>
| <center>(XO<sub>3</sub>)<sup>-</sup></center>
| <center>(XO<sub>4</sub>)<sup>-</sup></center>
|-
!Calcogênios
| <center>(XO<sub>2</sub>)<sup>2-</sup></center>
| <center>(XO<sub>3</sub>)<sup>2-</sup></center>
| <center>(XO<sub>4</sub>)<sup>2-</sup></center>
| <center>(XO<sub>5</sub>)<sup>2-</sup></center>
|-
!Grupo 15 (exceto nitrogênio)
| <center>(XO<sub>2</sub>)<sup>3-</sup></center>
| <center>(XO<sub>3</sub>)<sup>3-</sup></center>
| <center>(XO<sub>4</sub>)<sup>3-</sup></center>
|
|-
!Nitrogênio
| <center>(N<sub>2</sub>O<sub>2</sub>)<sup>2-</sup></center>
| <center>(NO<sub>2</sub>)<sup>-</sup></center>
| <center>(NO<sub>3</sub>)<sup>-</sup></center>
|
|-
!Boro
| <center>(B<sub>2</sub>O<sub>4</sub>)<sup>4-</sup></center>
| <center>(BO<sub>2</sub>)<sup>-3</sup></center>
| <center>(BO<sub>3</sub>)<sup>-3</sup></center>
| <center>(BO<sub>3</sub>)<sup>-</sup></center>
|}
</center>
Muitos ânions aparecem oxigenados. Nestes casos, a nomenclatura deve ser feita da seguinte maneira:
Os prefixos e sufixos devem ser acrescentados ao nome do elemento. Exemplos:
*Se o ânion tem a menor quantidade possível de oxigênio, acrescenta-se o prefixo hipo- e o sufixo -ito ao elemento:
{{ênfase|'''Halogênios''' (F, Cl, Br, I ou At):}}
{|
|
::<math>\mathbf{(ClO)^{-}}</math> → hipoclorito;
|
::<math>\mathbf{(IO)^{-}}</math> → hipoiodito;
*Se o ânion tem a segunda menor quantidade possível de oxigênio, somente se acrescenta o sufixo -ito ao elemento:
::<math>\mathbf{(ClO_2)^{-}}</math> → clorito;
|
::<math>\mathbf{(IO_2)^{-}}</math> → iodito;
*Se o ânion tem a terceira menor quantidade possível de oxigênio, somente se acrescenta o sufixo -ato ao elemento:
::<math>\mathbf{(ClO_3)^{-}}</math> → clorato;
|
::<math>\mathbf{(IO_3)^{-}}</math> → iodato;
*Se o ânion apresenta outra quantidade de oxigênio, acrescnta-se o prefixo hiper- ou per- e o sufixo -ato ao elemento:
::<math>\mathbf{(ClO_4)^{-}}</math> → (hi)perclorato;
|}
::<math>\mathbf{(IO_4)^{-}}</math> → (hi)periodato.
 
Observe que, independentemente da quantidade de átomos oxigênio no ânion, a carga permanece sempre a mesma. Veja que falta uma ligação simples em todos os casos, e por isso a carga é a mesma em todos os casos:
Observe que, independentemente da quantidade de átomos oxigênio no ânion, a carga permanece sempre a mesma nos halogênios. Veja que falta uma ligação simples em todos os casos, e por isso a carga é a mesma em todos os casos:
{|class="caixaPP" style="padding:10px 10px 10px 10px; width:100%; border-color: #712F26;"
{| style="padding:10px 10px 10px 10px; width:100%;"
|
:<math>\mathbf{Cl} - \mathbf{O} - </math>
:<math>\mathbf{Cl} - \mathbf{O} - \mathbf{O} - \mathbf{O} - \mathbf{O} - </math>
|}
Como todos os halogênios tem 7 elétrons de valência, se comportam da mesma maneira.
 
{{ênfase|'''Calcogênios''' (S, Se ou Te):}}
Já que o oxigênio está no grupo 16, necessita de dois elétrons e tem carga -2. O enxofre, selênio e telúrio também são ametais e estão no grupo 16, logo, se comportam como oxigênio. Abaixo, estão prefixos que substituem o oxigênio por outro elemento de sua família:
{|
|
::<math>\mathbf{(SO_2)^{2-}}</math> → hiposulfito;
|
::<math>\mathbf{(SO_3)^{2-}}</math> → sulfito;
|
::<math>\mathbf{(SO_4)^{2-}}</math> → sulfato;
|
::<math>\mathbf{(SO_5)^{2-}}</math> → (hi)persulfato;
|}
Os oxiânions de calcogênios são bastante diferentes dos demais devido às ligações dativas que estes estabelecem.
 
{{ênfase|'''Grupo 15''' (P ou As):}}
{|
|
::<math>\mathbf{(PO_2)^{3-}}</math> → hipofosfito;
|
::<math>\mathbf{(PO_3)^{3-}}</math> → fosfito<nowiki>*</nowiki>;
|
::<math>\mathbf{(PO_4)^{3-}}</math> → fosfato;
|}
Estes oxiânions também formam ligações dativas, e por isso têm estruturas diferenciadas.
<nowiki>*</nowiki>Geralmente se nomeia o ânion (H<sub>3</sub>PO<sub>3</sub>)<sup>-</sup> como fosfito, no entanto, pelas normas da IUPAC, o ânion (H<sub>3</sub>PO<sub>3</sub>)<sup>-</sup> chama-se ''fosfanato''.
 
{{ênfase|'''Nitrogênio''' (N):}}
{|
|
::<math>\mathbf{(N_2O_2)^{2-}}</math> → hiponitrito;
|
::<math>\mathbf{(NO_2)^{-}}</math> → nitrito;
|
::<math>\mathbf{(NO_3)^{-}}</math> → nitrato;
|}
Veja que o hiponitrito não apresenta a fórmula esperada. Isto ocorre porque a fórmula esperada (NO) é uma fórmula estável, e não um ânion. No monóxido de nitrogênio (NO), o nitrogênio faz ligação dupla com o oxigênio e uma ligação dativa, formando o octeto.
{{ênfase|'''Boro''' (B):}}
{|
|
::<math>\mathbf{(B_2O_4)^{4-}}</math> → hipoborito;
|
::<math>\mathbf{(BO_2)^{3-}}</math> → borito;
|
::<math>\mathbf{(BO_3)^{3-}}</math> → borato;
|
::<math>\mathbf{(BO_3)^{-}}</math> → (hi)perborato;
|}
{{ênfase|'''Outros ânions oxigenados'''}}
Existem outros ânions oxigenados:
{| class="caixaPP" style="padding:10px 10px 10px 10px; width:100%; border-color: #712F26;"
|<math>\mathbf{(OH)^{-}}</math> → hidróxido
|<math>\mathbf{O_2^{2-}}</math> → peróxido
|<math>\mathbf{O_3^{-}}</math> → ozônido
|<math>\mathbf{O_2^{-}}</math> → superóxido
|}
 
===[[Imagem:Conical flask brown.svg|30px]] Calcogenetos===
Já que o oxigênio está no grupo 16, necessita de dois elétrons e tem carga -2. O enxofre, selênio e telúrio também são ametais e estão no grupo 16, logo, se comportam como o oxigênio. Abaixo, estão prefixos que substituem um átomo de oxigênio por outro elemento de sua família:
<center>
{| {{prettytable}}
|}
</center>
Existem outros ânions oxigenados:
{| class="caixaPP" style="padding:10px 10px 10px 10px; width:100%; border-color: #712F26;"
|<math>\mathbf{(OH)^{-}}</math> → hidróxido
|<math>\mathbf{O^{2-}}</math> → peróxido
|<math>\mathbf{O^{3-}}</math> → ozônido
|<math>\mathbf{O_2^{-}}</math> → superóxido
|}
 
===[[Imagem:Conical flask brown.svg|30px]] OxiânionsNomenclatura dode grupoânions 15hidrogenados===
Com oxiânions do grupo 15 deve-se ter uma atenção especial. O nitrogênio forma ligações dativas, e o ânion oxigenado não se comporta da maneira esperada. Acompanhe os ânions compostos de elementos do grupo 15 e oxigênio:
{|
|
::<math>\mathbf{(N_2O_2)^{2-}}</math> → hiponitrito;
::<math>\mathbf{(NO_2)^{-}}</math> → nitrito;
::<math>\mathbf{(NO_3)^{-}}</math> → nitrato;
|
::<math>\mathbf{(PO_2)^{3-}}</math> → hipofosfito;
::<math>\mathbf{(PO_3)^{3-}}</math> → fosfito;
::<math>\mathbf{(PO_4)^{3-}}</math> → fosfato;
|
::<math>\mathbf{(AsO_2)^{3-}}</math> → hipoarsenito;
::<math>\mathbf{(AsO_3)^{3-}}</math> → arsenito;
::<math>\mathbf{(AsO_4)^{3-}}</math> → arsenato.
|}
 
===[[Imagem:Conical flask brown.svg|30px]] Outros ânions===
Veja que o hiponitrito não apresenta a fórmula esperada. Isto ocorre porque a fórmula esperada (NO) é uma fórmula estável, e não um ânion. No monóxido de nitrogênio (NO), o nitrogênio faz ligação dupla com o oxigênio e uma ligação dativa, formando o octeto. Os oxiânions de fósforo e arsênio se comportam de igual forma. Outro ânion que o nitrogênio forma é o cianeto (CN)<sup>-1</sup>. Seu oxiânion é o cianato (CNO)<sup>-1</sup>.
*Cianeto (CN)<sup>-</sup>;
 
*Cianato (CNO)<sup>-</sup>.
===[[Imagem:Conical flask brown.svg|30px]] Oxiânions do boro===
 
===[[Imagem:Conical flask brown.svg|30px]] Nomenclatura de ânions hidrogenados===
 
===[[Imagem:Conical flask brown.svg|30px]] Nomenclatura de cátions===
5 327

edições