Judaísmo/História do Judaísmo: diferenças entre revisões

[edição verificada][revisão pendente]
m (Foram revertidas as edições de 179.192.108.53 (disc) para a última revisão de Abacaxi)
 
No entanto, a visão histórica e bíblica mostram que esta religião mosaica não era única e exclusiva . Durante todo o período pré-exílio as fontes nos informam que os israelistas serviam diversas outras divindades, dos quais os mais proeminente era Baal . Enquanto a maioria dos religiosos aceita que na verdade a mistura entre os israelitas e os cananitas após a conquista de Canaã tenha corrompido a religião israelita, a maioria dos estudiosos prefere aceitar que o mosaismo era apenas mais uma das diversas crenças entre as tribos israelitas, e que só virá a se firmar com os profetas e com o exílio.
[[ImageFicheiro:1759_map_Holy_Land_and_12_Tribes.jpg|left|thumb|250px|left250x250px|Divisão tradicional da terra de Canaã entre as Doze Tribos]]
Divisão tradicional da terra de Canaã entre as Doze Tribos
]]
A hierarquia e os rituais de culto mosaico serão firmemente estabelecidos com a monarquia, onde serão elaboradas as regras de sacerdócio e estabelecidos os padrões do culto com a construção do Templo de Jerusalém. Este novo local de culto ,substituto do antigo Tabernáculo portátil de Moisés,serviu como centro da religião judaica, ainda que em meio à outros cultos estrangeiros.
 
=== Exílio em Babilônia e o início da Diáspora ===
 
Um dos elementos fortes da religião pré-judaísmo é o surgimento dos profetas , homens de diversas camadas sociais que pregavam e anunciariam profecias da parte de D-us.Sua pregação anunciando os castigos da desobediência para com D-us encontraram eco com a destruição de Israel em 722 a.C. e com a conquista de Judá pelos babilônios em 586 a.C.
Com a dispersão dos reinos israelitas , muitos judeus assimilaram-se aos povos para o qual foram dispersados.Mas as comunidades israelitas remanescentes desenvolveram sua cultura e religião , criando o que temos hoje como Judaísmo.O fortalecimento da comunidade e a descentralização do culto (através da criação das sinagogas),além do estabelecimento de um conjunto de mandamentos que deveria ser aprendidos pelos membros da comunidade e obedecidos em qualquer lugar em que vivessem ,aliaram-se à esperança no restabelecimento novamente na Terra Prometida ,dando aos judeus uma consciência messiânica . No entanto com a liberação do retorno dos judeus para a Judéia poucas comunidades retornaram para a Judéia.
 
=== O período do Segundo Templo ===
 
[[ImageFicheiro:TempleJerusalem.jpg|right|thumb|450px450x450px|Modelo do Templo de Herodes.]]
Modelo do Templo de Herodes.
]]
 
Com o retorno de algumas comunidades judaicas para a Judéia , uma renovação religiosa levou à diversos eventos que seriam fundamentais para o surgimento do judaísmo como uma religião mundial . Entre estes eventos podemos mencionar a unificação das doutrinas mosaicas, o estabelecimento de um cânon das Escrituras, a reconstrução do Templo de Jerusalém e a adoção da noção do "povo judeu" como povo escolhido e através do qual seria redimida toda a humanidade.
Ao longo do tempo, os judeus também foram-se diferenciando em grupos étnicos distintos: os asquenazitas - - (da Europa de Leste e da Rússia), os sefarditas (de Espanha, Portugal e do Norte de África), os Judeus do Iêmen, da extremidade sul da península Arábica e diversos outros grupos. Esta divisão é cultural e não se baseia em qualquer disputa doutrinária , mas acabou levando à diferentes peculiaridades na visão de cada comunidade sobre a prática do judaísmo .
 
=== Judaísmo na Idade Média ===
O cristianismo teria surgido como uma ramificação messiânica do judaísmo no primeiro século d.C.Após o cisma que levou à separação entre judaísmo e cristianismo, o cristianismo desenvolveu-se separadamente ,e também foi perseguido pelo Império romano].Com a adoção do cristianismo como religião do império no século 4 ,a tendência à querer erradicar o paganismo e a visão do judaísmo como uma religião que teria desprezado à Jesus Cristo,levou à um constante choque entre as duas religiões , onde a política de converter judeus à força ,levava à expulsão, espoliação e morte caso não fosse aceita.
 
Nos finais do século XVIII, a Europa foi varrida por um conjunto de movimentos intelectuais, sociais e políticos conhecidos pelo nome de Iluminismo. O judaísmo desenvolveu-se em várias seitas distintas em resposta a este fenômeno sem precedentes: o judaísmo reformista e o judaísmo liberal, muitas formas de judaísmo ortodoxo (ver também Hassidismo) e judaísmo conservador e ainda uma certa quantidade de grupos menores.
 
=== Judaísmo na atualidade ===
[[Ficheiro:ReformJewishService.jpg|thumb|220x220px|
[[Image:ReformJewishService.jpg|thumb|220px|Embora os livros de oração reformistas sejam escritos em hebraico e grande parte da liturgia se desenrolar neste idioma, não há qualquer objeção em se fazer as orações na língua vernácula. Além disso, nesta corrente homens e mulheres desempenham o mesmo papel no culto.]]
]]
 
Na maior parte das nações ocidentais, como os Estados Unidos, o Reino Unido, Israel e a África do Sul, muitos judeus secularizados deixaram há muito de participar nos deveres religiosos. Muitos deles lembram-se de ter tido avôs religiosos, mas cresceram em lares onde a educação e observância judaicas já não eram uma prioridade. Desenvolveram sentimentos ambivalentes no que toca aos seus deveres religiosos. Por um lado, tendem a agarrar-se às suas tradições por razões de identidade, mas por outro lado, as influências da mentalidade ocidental, vida quotidiana e pressões sociais tendem a afastá-los do judaísmo. Estudos recentes feitos em judeus americanos indicam que muitas pessoas que se identificam como de herança judaica já não se identificam enquanto membros da religião conhecida como judaísmo. As várias seitas judaicas nos EUA e no Canadá encaram este facto como uma situação de crise, e têm sérias preocupações com as crescentes taxas de casamentos mistos e assimilação entre a comunidade judaica. Uma vez que os judeus americanos têm vindo a casar mais tarde do que acontecia antigamente, têm vindo a ter menos filhos, e a taxa de nascimentos entre os judeus americanos desceu de mais de 2.0 para 1.7 (a taxa de substituição é de 2.1) (''This is My Beloved, This is My Friend: A Rabbinic Letter on Intimate relations'', p.27, Elliot N. Dorff, The Assembleia rabínica|Rabbinical Assembly, 1996).
Utilizador anónimo