Linux Essencial/História do Linux: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
Sem resumo de edição
Sem resumo de edição
 
O projeto MULTICS era muito grandioso e complicado desde o início. Seu nome origina-se das várias funcionalidades complexas para a época, tais como: multi-usuário, multi-processador, multi-níveis de diretórios, além de outros “multi”. Depois de vários anos, como seus objetivos não foram alcançados em 1969, a AT&T resolveu abandonar o projeto, adotando o sistema GECOS como seu S.O. padrão, sendo ele muito mais modesto em termos de tecnologia. Segundo declarações da época, cada instituição do consórcio tinha objetivos divergentes, o que levou ao atraso do projeto (veja link [2], Uma breve história do Unix).<center><br>
[[Image:Thompson-linux.jpeg|140px|Ken Thompson]]
Fig. 1.2 - Dennis Ritchie e Ken Thompson - criadores do Unix e da linguagem C</center>No entanto, Ken Thompson e Dennis Ritchie, que trabalhavam na Bell Labs - na época subsidiária de pesquisa da AT&T- haviam criado um jogo chamado “Space War” (veja link[3], Space War - o jogo que motivou a criação do Unix). Com o fim do projeto e motivados a continuarem com a utilização do jogo, eles tiveram que reescrever todo o sistema operacional para um computador disponível que era bem menos potente, um DEC PDP-7, de 4 kbytes de memória. Criando um trocadilho bem humorado, eles resolveram dar o nome UNIX, acrónimo de''UNiplexed Information and Computing Service'' , e que poderia ter sido escrito UNICS, mas resolveram utilizar UNIX, por ter a mesma pronúncia. Thompson concluiu o trabalho de criar todo o Unix no verão de 1969, utilizando a linguagem BCPL (também chamada de B), e que contava com as funções básicas: editor de texto, montador (ou ''assembler,'' que transforma linguagem ''assembly'' em linguagem de máquina) e interpretador de comandos (ou ''shell'' , este será visto mais a frente com maiores detalhes).