Sistemas operacionais/Estruturas dos sistemas operacionais: diferenças entre revisões

m
Foram revertidas as edições de 193.236.66.185 (disc) para a última revisão de Marcos Antônio Nunes de Moura
m (Foram revertidas as edições de 193.236.66.185 (disc) para a última revisão de Marcos Antônio Nunes de Moura)
==Estruturas de Sistemas Operacionais==
===Sistemas monolíticos===
[[Imagem:IBM PC 5150.jpg|thumb|250px|Um micro-computador PC XT rodando a JÚLIA o MS DOS 5.0.]]
<p align = "justify">Também conhecida como estrutura simples, esta é a estrutura dos primeiros SO’s. Consistida, basicamente, por um programa dividido em sub-rotinas, na estrutura monolítica é permitido a qualquer uma dessas sub-rotinas em qualquer parte do programa chamar outra(s) sub-rotina(s). A construção do programa final é dada com base nos módulos compilados separadamente, unidos através de um linker. A boa definição de parâmetros de ligação entre as diferentes rotinas existentes aumenta e muito o desempenho, porém o sistema pode parar devido a algum erro ocasionado por uma dessas rotinas.
A exemplo temos o próprio UNIX, o MS DOS, o FreeBSD, dentre outros.
 
===Sistemas em camadas===
{{subst:}}<p align = "justify">Devido ao crescimento das necessidades dos utilizadores e o aperfeiçoamento dos sistemas, foi-se necessário a modularização da organização do sw do SO. Na abordagem em camadas, o SO é particionado em níveis, onde o nível mais “baixo” é o hw, e o nível mais “alto” é a interface com o usuário. A principal vantagem dessa estrutura é justamente a modularização, facilitando sua alteração e depuração de cada camada, além de criar uma hierarquia de níveis de acesso que permite proteger as camadas mais internas. </p>
<p align = "justify">Devido ao include
{{subst:}}crescimento das necessidades dos utilizadores e o aperfeiçoamento dos sistemas, foi-se necessário a modularização da organização do sw do SO. Na abordagem em camadas, o SO é particionado em níveis, onde o nível mais “baixo” é o hw, e o nível mais “alto” é a interface com o usuário. A principal vantagem dessa estrutura é justamente a modularização, facilitando sua alteração e depuração de cada camada, além de criar uma hierarquia de níveis de acesso que permite proteger as camadas mais internas. </p>
 
<p align = "justify">As camadas são selecionadas de tal modo que cada uma delas opere diretamente com a camada seguinte de nível mais baixo. Foi originado na Holanda por Edsger Dijkstra, que utilizou o algoritmo de busca de menor caminho, também de sua própria autoria, para percorrer dentre as várias camadas, as que atenderão as solicitações de “cima”, de maneira mais eficiente. </p>
131

edições