Diferenças entre edições de "Livro base - Curso de fotografia/Câmera/Componentes"

 
Nas EVFs, o fotógrafo vê a imagem pelo visor eletrônico, foca, define as configurações, define a velocidade do '''obturador''', a abertura do '''diafragma''' e a sensibilidade do '''sensor''', e clica no disparador. O disparador aciona somente '''obturador''' que desce a primeira cortina bloqueando a luz que chega no sensor, que depois volta a posição inicial expondo novamente o sensor que agora passa a registrar a foto, a segunda cortina cobre o sensor, a foto é registrada, a posição inicial é restaurada com a segunda cortina voltado.
 
===Como controlar a câmera===
Como dissemos, o fotógrafo define a velocidade do '''obturador''' , a abertura do '''diafragma''' e a sensibilidade do '''sensor''' para conseguir controlar a quantidade de luz. Cada um destes está associado a três outras palavras '''exposição''' (ou velocidade de disparo), '''abertura'' (ou f-stop) e '''ISO''' (ou ASA para os mais antigos), respectivamente. Esse é o tripé da parte mais técnica fotografia, são esses três elementos que juntos controlamos no corpo da câmera para controlar a luz. É importante essa parte, pois agora começamos a controlar a nossa câmera, a matemática é só para justificar, não precisa gravar.
 
Para a gente se entender, vamos ter que falar um pouquinho de Valor de exposição (EV), que também é muito chamado de ''stop'', ele é uma medida de quantidade de luz, quando a gente falar que aumenta 1 stop de luz, entenda que estamos falando que entra o dobro de luz, no final desse capítulo a gente fala sobre.
 
Então vamos lá, a gente vai falar do obturador, do diafragma e do sensor (ou filme) de forma separada, os três vão controlar a quantidade de luz recebida e registrada de formas diferentes, e a gente vai explicar cada um deles de forma separada, mostrando o que ele é, como funciona, como controlar, e por fim, como utilizar para produzir resultados diferentes.
 
===Partes da câmera===