Diferenças entre edições de "Livro base - Curso de fotografia/Câmera/Componentes"

sem resumo de edição
m
 
===Como controlar a câmera===
Como dissemos, o fotógrafo define a velocidade do '''obturador''', a abertura do ''' diafragma ''' e a sensibilidade do ''' sensor ''' para conseguir controlar a quantidade de luz. Cada um destes está associado a três outras palavras '''exposição''' (ou velocidade de disparo), '''abertura''' (ou f-stop) e '''ISO''' (ou ASA para os mais antigos), respectivamente, a esses três elementos juntos damos o nome de triângulo de exposição. Muitos veem como O Tripé que sustenta a fotografia, não é bem assim, e já vimos lá na introdução que na verdade a tríade é outra, essa é partesó o braço técnico daqueles três pontos que dissemos ser essencial mecânicapara dauma coisafoto.
 
Mas não deixa de ser importante, pois agora começamos a falar de como controlar o maquinário da câmera para produzir o material artístico que desejamos.
Para a gente se entender, vamos ter que falar um pouquinho de Valor de exposição (EV), que também é muito chamado de ''stop'', ele é uma medida de quantidade de luz, quando a gente falar que aumenta 1 stop de luz, entenda que estamos falando que entra o dobro de luz, no final desse capítulo a gente fala sobre. Vai ter matemática, é só para justificar, não precisa gravar.
 
Então vamos lá, a gente vai falar desses componentes de forma separada, a razão é simples, os três controlam a quantidade de luz recebida e registrada de formas diferentes. Vamos mostrar o que ele é, como funciona, como controlar, e por fim, como utilizar para produzir resultados diferentes e aí vai do seu talento e querer, usar para um fim ou outro.
 
===Partes da câmera que controlam a luz===
 
;Exposição
 
Exposição é um tempo que a câmera deixa entrar luz para que consigamos registrar a foto. É o tempo em que a primeira cortina abaixa e a segunda entra, expondo o sensor.
 
Quanto mais tempo temos, mais luz entra. Medimos esse tempo em segundos, câmeras atuais tendem a variar entre 30s a 1/8000s (ou 0.000125 s), como normalmente o tempo que utilizamos para fotografar tende a ser uma fração de segundo, é muito comum usarmos frações, 1/8000s por exemplo, como medida de exposição. Assim, temos que lembrar que quanto maior o número de baixo: 1/número de baixo, menor o tempo que estamos falando. Visualmente:
 
[[Ficheiro:Exposure time.gif|600px|center]]
 
Daqui tiramos que se a foto estiver muito clara, podemos diminuir o tempo de exposição. Se estiver muito escura podemos aumentar o tempo de exposição. Só que não é tão simples assim, quando estamos falando de um objeto parado, como o prédio, aí tudo bem, usamos o quanto tempo queremos, mas quando não é só de objetos estáticos que vive o mundo, não é mesmo?
 
[[Ficheiro:Windflower-05237-nevit.JPG|600px|center]]
 
E quando esses objetos começam a se mexer, temos que ajustar a exposição também ao movimento. Coisas que se movem muito rapidamente exigem que você utilize uma exposição menor, com isso, muitas vezes temos problemas em registrar movimento muito velozes, pois para pararmos o momento precisamos de um tempo de exposição muito pequeno, e assim a foto sairá muito escura, para isso não ocorrer, temos que mexer em outras partes do triângulo de exposição para compensar essa perda de luz.
 
Isso é claro, se a nossa intenção é parar o movimento, nem sempre é o que queremos:
 
[[Ficheiro:Dülmen, Viktorkirmes auf dem Overbergplatz -- 2014 -- 3765.jpg|600px|center]]
 
;Usando a exposição
 
Vamos lembrar de novo, não há certos e errados em arte, não há uma exposição correta, existe a melhor para o que você deseja fazer. Podemos usá-la para criar inúmeros efeitos, como parar um momento:
 
[[Imagem:Water drop impact on a water-surface - (1).jpg|600px|center]]
 
[[Imagem:Exp Glühlampe Org.jpg|600px|center]]
 
Ou, mostrar o movimento:
[[Imagem:UK Ironman 2015 competitor - cycling.JPG|600px|center]]
[[Imagem:A5 with Frankfurt airport on the horizon - Autobahn A5 mit Flughafen Frankfurt am Horizont - 02.jpg|600px|center]]
 
Mostrar força:
[[Imagem:A storm at Pors-Loubous.jpg|600px|center]]
[[Imagem:Fire breathing 2 Luc Viatour.jpg|600px|center]]
 
Tranquilidade:
[[Imagem:Elakala Waterfalls Swirling Pool Mossy Rocks.jpg|600px|center]]
[[Imagem:Purekkari neemel.jpg|600px|center]]
 
E também podemos pintar:
[[Imagem:Light Painting 1 - Booyeembara Park.jpg|600px|center]]
[[Imagem:Starry night in Langtang National Park.jpg|600px|center]]
 
Tudo isso, são escolhas que temos, cada efeito é realizado de forma diferente, e depende muito mais do que queremos registrar do que questões de quantidade de luz presente no momento da fotografia. Muitas vezes a primeira escolha que temos que fazer no triângulo é a exposição, exatamente por todas essas diferenças que temos, com diferentes velocidades. E por um motivo mais técnico, a câmera na mão tem um limite que conseguimos segurar sem que o tremer da mão não influencie na foto:
 
[[Imagem:Adventuress - view into the galley.jpg|600px|center]]
 
Assim, se tiver tendo dificuldades para registrar sem borrões (se a intenção não for esta), provavelmente terá que diminuir o tempo de exposição, ou apoiar a câmera em uma superfície fixa em relação ao objeto fotografado, como um tripé. A gente explica mais ou menos o quão pequena a exposição tem que ter na seção de lentes e de tripés, pois tem relação com eles.
 
 
====Diafragma====