Diferenças entre edições de "Biblioteconomia/História"

1 285 bytes adicionados ,  14h56min de 19 de maio de 2018
Adicionei informações
(Criou a página com "== História Geral da Biblioteconomia == A história da Biblioteconomia não começa desde o primeiro curso de biblioteconomia que foi criado, mas sim desde a primeira bibli...")
 
(Adicionei informações)
== História Geral da Biblioteconomiabiblioteca ==
A história da Biblioteconomia não começa desde o primeiro curso de biblioteconomia que foi criado, mas sim desde a primeira biblioteca já criada, no caso, a Biblioteca de Alexandria, que foi criada em 288 a.C. Esta biblioteca foi criada com a finalidade de reunir e classificar documentos. As bibliotecas também foram de suma importância na Idade Média, porém eram apenas acessíveis ao clero e a nobreza. Também houve bibliotecas no Renascimento, as particulares. Eram as precursoras das bibliotecas modernas, que têm os livros acessíveis ao público. O primeiro livro criado a favor das bibliotecas foi o ''Avis pour dresser une bibliothéque'' (1627), de Gabriel Naudé.
 
A história da biblioteconomia também está diretamente relacionada à história das enciclopédias, já que a primeira enciclopédia surgiu durante a revolução francesa, que foi um período de grande destaque por permitir a criação de bibliotecas públicas.
 
== Cursos de biblioteconimia ==
[[Ficheiro:Earl Hall Columbia University NYC.jpg|alt=Columbia University, uma estrutura com arcos romanos.|miniaturadaimagem|Columbia University, local onde surgiu um dos primeiros cursos de biblioteconomia.]]
Nó século XIX, houve a criação dos primeiros cursos na área de biblioteconomia do mundo, como o da École Nationale des Chartes, na França, que surgiu em 1821, ou o da Columbia University, nos Estados Unidos. O curso da Columbia University foi criado por Melvil Dewey, que se tornou um dos pensadores mais importantes da área, por participar da criação da American Library Association (ALA), da publicação do primeiro periódico especializado - ''Library Journal'' - e por criar o CDD, conhecido como Classificação Decimal de Dewey. No Brasil, a biblioteconomia fez-se presente desde o momento das bibliotecas franciscanas e jesuítas, mas principalmente com a criação da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro, que até hoje é um ponto de referência da biblioteconomia.
47

edições