Diferenças entre edições de "Uma História do Japão até 1334/Capítulo XX - Após a Invasão Mongol/2. O Declínio dos Regentes Hōjō"

''Sadatoki'' era suficientemente capaz para cumprir suas funções, mas não herdara o alto senso de dever de seu pai ''Tokimune'', que se desgastou com seus esforços; nem mostrou o caráter sério de seu talentoso avô ''Tokiyori''. ''Sadatoki'' parecia estar mais disposto a confiar as tarefas mais fatigantes do governo a seus conselheiros, que em sua maioria eram austeros, mas não necessariamente homens justos.
 
''Sadatoki'' era apenas um menino quando se tornou regente (1284), e na década crítica que se seguiu tinha dois conselheiros que estavam empenhados em projetos próprios, ''Yasumori'' o líder do ''Clã Adachi'' e avôtio por parte de mãe de ''Sadatoki'' de um lado e ''Yoritsuna'', um ''Taira'' que ocupava um alto posto administrativo do outro. Estes conselheiros eram rivais mortais, e ambos merecidamente chegaram a um final violento. ''Adachi'', acusado por ''Yoritsuna'' de conspirar para se tornar o ''Shogun'' em razão do parentesco com o líder ''Minamoto'', cometeu ''Sepukku'' com muitos membros de sua família em 1285. E da mesma forma ''Yoritsuna'' que provocou a queda do ''Adachi'', por sua vez morreu com seus principais seguidores em 1293.
 
''Adachi Yasumori'' foi acusado por ''Yoritsuna'' de conspirar para se tornar o ''Shogun'' em razão de sua ligação com os ''Minamoto'', ''Sadatoki'' autorizou que ''Taira Yoritsuna'' atacasse o ''Castelo Adachi''. Existe uma grande possibilidade de que ''Yoritsuna'' tenha falsificado as provas contra ''Yasumori'' devido a sua rivalidade política. O ataque ocorreu em novembro de 1285 e ficou conhecido como ''Incidente de Shimotsuki''. Os ''Adachi'' foram pegos de surpresa e a lucha durou cinco horas ao final ''Yasumori'' foi obrigado a cometer ''Sepukku'' junto com muitos membros de sua família e seguidores. No total mais de 500 pessoas morreram e o ''Clã Adachi'' quase foi exterminado. Já ''Yoritsuna'' foi morto pelos soldados de ''Sadatoki'' junto com 90 de seus seguidores no chamado ''Incidente da Porta Heizen'' ( 平 禅門 の 乱, Heizenmon no Ran) em 1293.
99

edições