Japão Através da História do Governo Japonês/O Começo do Império: diferenças entre revisões

m
 
 
A administração do império, que teve sua extensão muito ampliada durante três reinos sucessivos, foi agora reorganizada pelo ''Imperador Shōmu'', filho de ''Keikō''. A natureza da reforma feita por ''Shōmu'' é, no entanto, pouco conhecida. Quando o ''Imperador Jimmu'' estabeleceu o cargo de governador local, havia apenas nove províncias, mas o número aumentou muito durante os reinados de ''Kaika'', ''Sujin'' e ''Keikō'', e se tornou sessenta e três no tempo do ''Imperador Shōmu''. O Imperio então se estendia para o norte até as províncias de ''Mutsu'', ''Sado'' e ''Noto''; para o leste até a ''Provincia de Hitachi''; para o oeste até as ''Ilhas Amakusa'', e para o sul a ''Província de Kii''. Em toda as províncias governadores foram nomeados para administrar os assuntos locais. Posteriormente, o processo de divisão continuou até que, no reinado do ''Imperador Suikō'', o número total de províncias chegou a 144, no qual permaneceu até ''645 d.C.'', a data da chamada ''Reforma Taika''. Essas divisões locais, embora aqui mencionadas como províncias, tinham, de fato, diferentes denominações - como ''kuni'' (província) ou ''agata'' (distrito) - e não eram de área uniforme. O termo ''kuni'' foi empregado para designar uma área delimitada por montanhas ou rios, enquanto a ''agata'' não tinha tais limites geográficos. Em geral, o primeiro era o mais extenso, mas em conseqüência das características naturais do país, a ''agata'' às vezes era maior. Tudo relacionado ao governo local do Japão antigo é, no entanto, um dos assuntos mais obscuros da história.
 
Os reinados dos primeiros treze imperadores, de ''Jimmu'' a ''Shōmu'', podem ser considerados a era da fundação do ''Império Japonês''. O principal trabalho dos soberanos desse período consistiu na organização, extensão e consolidação de seu domínio. As relações exteriores mal começaram e a influência externa ainda era ligeiramente sentida. A tabela a seguir mostra os nomes dos treze imperadores do período, com as datas que foram oficialmente fixadas para seus reinados:
<br><small> <center>
1. Imperador Jimmu (660-585 a.C.)<br>
|<br>
2. Imperador Suisei. (581-549 a.C.)<br>
|<br>
3. Imperador Annei (548-510 a.C.)<br>
|<br>
4. Imperador Itoku. (510-475 a.C.)<br>
|<br>
5. Imperador Kōshō. (475-392 a.C.)<br>
|<br>
6. Imperador Kōan. (392-290 a.C.)<br>
|<br>
7. Imperador Kōrei. (290-214 a.C.)<br>
|<br>
8. Imperador Kogen. (214-157 a.C.)<br>
|<br>
9. Imperador Kaikwa. (157-97 a.C.)<br>
|<br>
10. Imperador Sujin. (97-29 a.C.)<br>
|<br>
11. Imperador Suinin. (29 a.C.-71d.C)<br>
|<br>
12. Imperador Keikō (71-131 d.C.)<br>
|<br>
13. Imperador Shumu. (131-192 d.C.)<br>
</center></small>
99

edições