Diferenças entre edições de "Marcas nas fotografias de Werner Haberkorn/Vista parcial da Praça da Sé. São Paulo-Sp. 02, Acervo do Museu Paulista da USP"

 
== Comentários sobre a fotografia ==
É possível acompanhar o processo de urbanização vivido pela capital sob o olhar de um fotógrafo em meados do século XX. O formato vertical das construções enfatiza o formato horizontal que é apresentado na fotografia. Os edifícios delimitam a avenida e avançam para além da linha do horizonte nas laterais. O fotógrafo Werner Haberkorn busca mostrar em sua fotografia da vista parcial da praça da Sé o processo de desenvolvimento urbano da cidade de São Paulo. O contexto histórico da região pode ser compreendido pela relação entre edifícios, o trânsito de pessoas e veículos, as marcas em outdoors e grandes placas e como suas influências afetaram diretamente no processo de expansão de São Paulo. As mudanças significativas da capital criaram um ambiente propício para que São Paulo se tornasse um centro de influências social e economicamente. A expansão da capital de determinou padrões de moradia perceptivelmente representados pelas distintas modalidades de edifícios, influenciando diretamente nas inusitadas formas de convivência urbana que se originaram a partir desse processo. Tais transformações definiram um padrão de vida para os moradores e pessoas que se deslocavam para o centro urbano a trabalho. A verticalização e a horizontalização da capital representadas na fotografia tematizam o crescimento e a modernidade, elas aparecem não só no planejamento urbano, como também nos setores econômico, automobilístico e publicitário apresentados na fotografia de Werner Haberkorn.