Diferenças entre edições de "Estruturação de redes"

2 133 bytes adicionados ,  14h28min de 18 de junho de 2019
*'''Algumas topologias e suas características'''
*'''Cabeamento Não-Estruturado'''
*Entendamos como cabeamento não-estruturado aquele executado sem um planejamento prévio. O dimensionamento desse cabeamento não prevê antecipadamente futuras expansões e/ou modificações na rede.Na maior parte das vezes utiliza cabos específicos para cada aplicação, seja para voz, para dados, etc. Isso resulta  em diferentes topologias, conexões e ligações. Apresenta inicialmente reduzido custo e tempo para a implementação física da rede, mas tais vantagens só devem ser levadas em consideração, em redes que dificilmente sofrem alterações em seu layout físico. Com as constantes modificações, ampliações e exclusões na disposição física das redes de computadores, sempre que uma situação dessa ocorre é gerado um custo adicional sobre o projeto inicial, mostrando-se assim, no final, pouco vantajosa.
*'''Cabeamento Genérico''' Diferente do cabeamento não-estruturado, que usa cabos específicos para cada aplicação, o cabeamento genérico faz uso integrado dos sistemas de controle, de voz, dados e imagens, prevendo a instalação de cabos e conectores padronizados para toda a rede, de forma a atender com flexibilidade qualquer alteração futura. Por ser flexível e permitir diversas tecnologias sobre uma mesma plataforma, se torna de fácil administração porque permite, por exemplo, que diferentes pontos da rede possam ser usados por tipos de dados distintos. Utiliza a filosofia de distribuição conhecida como ''flood wiring,'' baseada na área abrangida pela rede e, sendo assim, o ideal é que todo o cabeamento seja instalado e então disponibilizado em todos os locais possíveis de uma edificação com diversas conexões e, permitindo a fácil expansão ou mudança dos pontos de rede. '''Cabeamento Total''' Utilizada em situações muito específicas, pelo seu elevado custo de projeto e implementação, esta é uma solução pouco utilizada. Utiliza o conceito de que as mudanças de posição ocorrem com os usuários da rede e não com as máquinas o investimento no cabeamento, que não sofre alterações, é preservado. Os investimentos financeiros envolvidos para a elaboração de redes com este tipo de cabeamento é elevado, pois exige um projeto mais detalhado com a necessidade de estudo e previsão adequada e minuciosa de todos os pontos da rede. Sendo assim, custos posteriores praticamente inexistem, mas caso seja prevista uma modificação física na disposição dos pontos, não planejada no projeto inicial mas que pode ocorrer, custos adicionais serão somados ao elevado investimento inicial. Possivelmente seja um sistema de cabeamento interessante para laboratórios de informática de universidades e escolas mas, devido a rápida evolução tecnológica e consequente obsolescência dos equipamentos, este tipo de projeto exige extremo planejamento prevendo o retorno satisfatório de todo o investimento inicial, para que se mantenha uma boa relação custo/benefício.
*Na maior parte das vezes utiliza cabos específicos para cada aplicação, seja para voz, para dados, etc. Isso resulta  em diferentes topologias, conexões e ligações. Apresenta inicialmente reduzido custo e tempo para a implementação física da rede, mas tais vantagens só devem ser levadas em consideração, em redes que dificilmente sofrem alterações em seu layout físico. Com as constantes modificações, ampliações e exclusões na disposição física das redes de computadores, sempre que uma situação dessa ocorre é gerado um custo adicional sobre o projeto inicial, mostrando-se assim, no final, pouco vantajosa.
*'''Fibras ópticas'''
*Fibras monomodo;
14

edições