Sistemas Sensoriais/Sistema Auditivo: diferenças entre revisões

567 bytes adicionados ,  13h14min de 28 de agosto de 2019
Add video
m (Fix links)
(Add video)
 
Nos seres humanos, os jovens saudáveis ​​são capazes de ouvir sons numa gama de frequências de 20 Hz a 20 kHz. Somos mais sensíveis a frequências entre 2000 e 4000 Hz, que é a gama de frequência da fala. A resolução na frequência é de 0.2%, o que significa que um ser humano consegue distinguir entre um tom de 1000 Hz e 1002 Hz. Um som a 1 kHz consegue ser detectado se deformar a membrana timpânica (tímpano) por menos de 1 Angstrom, que é menor do que o diâmetro de um átomo de hidrogénio. Esta sensibilidade extrema do ouvido pode explicar a razão pela qual o ouvido contém o osso mais pequeno que existe no corpo humano: estapédio (estribo). Este osso mede entre 0.25 a 0.33 cm de comprimento e pesa entre 1.9 e 4.3 mg.
 
O seguinte vídeo apresenta uma visão geral que resume os diversos conceitos que serão apresentados nas secções seguintes.
[[Ficheiro:Journey of Sound to the Brain.ogv|miniaturadaimagem|Este vídeo animado ilustra como os sons atravessam o ouvido interno, até ao cérebro, onde são interpretados e compreendidos. A cóclea, no ouvido interno, é um órgão em forma de espiral com células ciliadas, que percepcionam as vibrações sonoras. As células ciliadas convertem as vibrações sonoras em sinais químicos que o nervo auditivo consegue compreender.]]
 
{{:Sistemas_Sensoriais/Sistema_Auditivo/Anatomia_Sistema_Auditivo}}
147

edições