Diferenças entre edições de "WikiRPG/Horror/Criação do cenário"

4 799 bytes adicionados ,  18h05min de 17 de fevereiro de 2021
detalhe sobre elfos e organização de inicio
m (→‎3ª ERA: correção de 1d4 dia para 1d6 dias)
(detalhe sobre elfos e organização de inicio)
== Cenário de Horror ==
'''Horror''' é uma abordagem de aventura que busca enfatizar aspectos que gerem a sensação de medo e suspense nos jogadores. Não existe "uma ambientação" de horror. Esta abordagem pode ser utilizada em diversos tipos de cenários, como fantasia medieval, viagens especiais e afins. A sua dificuldade básica está justamente no fato do Mestre ter a capacidade de narrar e interpretar a história de maneira convincente, sem cair no escatológico ou no marasmo.
 
O Mestre deverá decidir se esta abordagem será utilizada em uma única aventura , por toda uma campanha ou em uma aventura-fechada (isto é, uma aventura única no qual não há continuação).
== 3ª ERA - um cenário fantástico de horror pós-apocalíptico ==
[[Ficheiro:Mundo de Livellkraft,.gif|miniaturadaimagem|Mapa do continente de Livell no mundo de Livellkraft, mapeado na primeira era pelos Altos-Elfos.]]É o primeiro grande cenário de RPG (Role-Playing Game) criado pelo filósofo Rafael Gabellini Ribas. Inspirado nos universos de J. R. R. Tolkien e H. P. Lovecraft tal como nas criações de Gary Gygax e Ed Greenwood, esse mundo carrega elementos do gótico, steampunk, alta magia e claro elementos apocalípticos de horror.
 
O objetivo desse cenário é criar um espaço para inúmeros tipos de narrativas de horror. Os estilos pode variar do clássico somos os últimos sobreviventes em um mundo inóspito tendo que reconstruir a sociedade humana, ao vamos explorar o mundo para entender o que existe do lá fora, ao vamos viver nossas vidas mundanas até que somos impactados com uma verdade existente além da imaginação. Elementos como isolamento, inimigos (zumbis, demônios, aberrações, fantasmas, cientistas malucos, ordens apocalípticas de ocultistas, licantropia, políticos gananciosos e claro os outros), falta de recursos, o sobrenatural e o mais perigosos uma pitada de esperança (mesmo que seja apenas em curto prazo), tudo isso em um mundo com elementos clássicos de cenários de fantasia, faz com que o cenário de horror pós-apocalíptico da 3ª Era seja um excelente material para uma mesa de RPG.
== 3ª ERA ==
É o primeiro grande cenário de RPG (Role-Playing Game) criado pelo filósofo Rafael Gabellini Ribas. Inspirado nos universos de J. R. R. Tolkien e H. P. Lovecraft tal como nas criações de Gary Gygax e Ed Greenwood, esse mundo carrega elementos do gótico, steampunk, alta magia e claro elementos apocalípticos de horror.
 
== 3ª ERA ==
Um cenário de grandes preconceitos, onde as cidades humanas abrem suas portas depois de mil anos vivendo em isolamento, julgando serem as últimas civilizações existentes no mundo. Neste universo onde a magia é restrita, devido ao grande cataclismo no final da segunda era, que fez com que o continente flutuante de Lovell explodir-se, e seus estilhaços caírem sobre a terra (continente de Livell), criando assim uma cortina que cobre todo o sol, abalando as forças mágicas e semeando as Pedras do sol por todo o continente. Os pedaços do antigo continente flutuante ao cair causaram o grande cataclismo mudando todo o relevo e destruindo quase tudo que estava embaixo de sua chuva de pedras incandescentes. Porém a perda da luz do sol direta e a destruição gerada pelos blocos colossais de terra não foi o fim. A queda do continente flutuante abalou com o equilíbrio Elemental do plano e assim toda a magia que era usada nele, fazendo com que o uso de qualquer elemento mágico fosse impossível sem o uso das Pedras do Sol, porém esse abalo mágico não afetou todas as forças que agiam no mundo. Infelizmente o desequilíbrio gerado, devido às incontáveis vidas perdidas e toda a dor e sofrimento, fizeram com que o plano material se chocasse com o plano etéreo e com o plano das sombras, criando um plano paralelo entre mundos chamado Gehenna, que deixou o plano material vulneráveis a buracos que funcionam como portais levando a Gehenna, permitindo que as energias necromânticas destes planos alimentem o plano material, como consequência disso qualquer ser morto volta como zumbi (ou pior) depois de alguns dias (1d6/dias).
 
 
==== As Três casas Élficas ====
Os [[WikiRPG/Bestiário fantástico/Elfos|Elfos]] existem no mundo de Livellkraft, são a raça humanoide mais antiga a surgir. Os Elfos são originalmente do continente flutuante de Lovell, e se dividiam em três castas distintas. Todos os Elfos são humanoides esbeltos de orelhas pontudas considerados extremamente belos e ligados às forças primordiais. Todos os elfos são considerados fadas e podem viver mais de mil anos.
Os [[WikiRPG/Bestiário fantástico/Elfos|Elfos]] existem no mundo de Livellkraft, são a raça humanoide mais antiga a surgir. Os Elfos são originalmente do continente flutuante de Lovell, e se dividiam em três castas, os Vallkyr (Altos-Elfos) eram responsáveis por administrar as cidades e sua magia, os Lunatar (Lunatar Puro sangue) eram responsáveis pela guarda e segurança de todos que moravam nas cidades celestinas e os Vallianr (Elfos da Floresta) eram responsáveis pelos cuidados de todos os seres que ali viviam, com alimentação, saúde e responsáveis pela construção e manutenção das moradas. Os Elfos na primeira era viviam em harmonia com os Titãs no continente de Lovell, até dar início a primeira guerra contra os filhos do Deus caído, quando os Vallianr com a liderança do Grande Pai verde decidiram que era hora de agir diretamente, e assim eles foram combater lado a lado com as criaturas das florestas o mal que ali se instalava em Livell. Todos os elfos da floresta (como os humanos os chamam) por toda a segunda era ajudaram a humanidade e os seres naturais a crescer e se tornaram fortes para combater o mal que ELE (O Deus Caído) criou e que estava corrompendo aos poucos toda a criação. Os Lunatar são os grandes guerreiros elficos e responsáveis por exercer a defesa das terras de Lovell, dominando as artes do conflito diretos e indiretos, os conflitos contra os filhos do deus caído no início da segunda era se tornaram uma questão que ameaçava as cidades celestinas já que as hordas tinham tomado as montanhas, esse perigo iminente fez com que os Lunatar se voltassem para a guerra, porém existia um mal ainda maior que era crescente vindo so submundo, ao descobrir isso os Lunatar e seus aliados se voltarão a combater esse mal maior e adentraram no submundo, os lunatares só foram vistos dez mil anos depois quando ressurgiram na terceira era. Diferente dos seus primos os Vallkyr (Os Altos-Elfos) eram os que detinham o maior controle e perícia arcana, usando a magia em tudo, esses senhores eram responsáveis nas cidades celestinas por administrar a corte dos senhores titãs, executando as magias mais incríveis e inimagináveis, usufruindo do véu da magia que era extremamente forte nas primeiras eras, quando os senhores titãs deixaram o mundo na segunda era os Altos- Elfos se tornaram os senhores das cidades celestinas e se organizaram para controlar as terras Lovell, no final da segunda era os Altos Elfos estavam solitários no continente superior e o cataclismo que deu início a terceira era destruí-o Lovell espalhando seus pedaços por toda Liivell, alguns poucos Altos-Elfos conseguiram se abrigar em cristais de proteção para sobreviver a tragédia, séculos depois os Vallkyr sobreviventes começaram a despertar de seu torpor em um mundo arruinado e sem sua poderosa magia, a sede por sua magia fez com que os antigos gloriosos Vallkyr não passem de um arremedo do que um dia foram, em alguns casos trabalhando por mana, hoje os altos elfos não se chamam mais de Vallkyr e sim de Arkr esse nome é ao mesmo tempo uma vergonha entre para eles mesmo ao mesmo tempo serve para se lembrarem do pecado de não ter ido ajudar seus primos em suas lutas até ser tarde demais.
 
Nas primeiras eras viviam em harmonia com os Titãs e com os anões em sua terra acima das nuvens, até dar início a primeira guerra contra os filhos do Deus caído, quando os Elfos da floresta com a liderança do Grande Pai verde decidiram que era hora de agir diretamente, e assim eles foram combater lado a lado com as criaturas das florestas, o mal que ali se instalava no mundo.
 
===== Elfos da Floresta (Vallianr) =====
Os Vallianr (Elfos da Floresta) são os mais altos dentre os elfos, possuem suas longas orelhas com suas pontas voltadas para trás, seus cabelos variam tanto de cores quanto encontradas na natureza podendo mudar com a troca de estações. É dito que seus olhos refletem diretamente suas almas, de um verde circular e profundo como anéis de uma árvore para um amarelo penetrante como de um gato a um totalmente preto e sombrio de gelar a alma. Eram responsáveis pelos cuidados de todos os seres que viviam nas terras acima das nuvens, e isso englobava alimentação, saúde assim como construção e manutenção das moradas. Todos os elfos da floresta (como os humanos os chamam) por toda a segunda era ajudaram a humanidade e os seres naturais a crescer e se tornaram fortes para combater o mal que ELE (O Deus Caído) criou e que estava corrompendo aos poucos toda a criação. Durante a 3ª Era vivem isolados nas profundezas dos territórios selvagens, protegendo a vida natural de todo o tipo do mal que existe no mundo, e isso pode incluir o homem quando ele destrói a vida natural.
 
===== Elfos sombrios (Lunatar) =====
Os Lunatar (Elfos Sombrios) possuem uma aparência distinta, que apresenta mudanças de acordo com suas castas, porém todos possuem uma pele de cor pálida não natural assim como um sorriso sádico e largo, seus olhos maliciosos normalmente tem a cor vermelha mas variam do preto ao branco, suas orelhas são levemente pontudas em comparação a seus primos. Seus feitos militares são marcados com tatuagens em seus rostos como forma de demonstração de seus feitos, essas marcas são em torno dos olhos, boca e tetas. Nas primeiras eras eram responsáveis pela guarda e segurança de todos que moravam nas cidades celestinas. Esses elfos sombrios são os grandes guerreiros élficos e responsáveis por exercer a defesa das terras de celestes, dominando as artes do conflito diretos e indiretos. Os conflitos contra os filhos do deus caído no início da segunda era se tornaram uma questão que ameaçava as cidades acima das nuvens, já que as hordas tinham tomado as montanhas, esse perigo iminente fez com que os elfos sombrios entrassem na guerra, porém, após alguns séculos de guerra, eles descobriram que existia um mal ainda maior crescente vindo no submundo, ao descobrir isso eles e seus aliados se voltaram a combater esse mal maior e adentraram nas profundezas da terra limpando as montanhas ao descer por elas. Os Lunatares só foram vistos dez mil anos depois, quando ressurgiram na superfície da terceira era dizendo todas as criaturas que se colocavam em seu caminho, esse retorno veio com esperança para os humanos foram capazes de graças e eles criar contatos na superfície com outros sobreviventes. Nos tempos atuais da terceira era os olhares dos elfos sombrios se voltam novamente para as profundezas abandonando quase que por completo a superfície novamente.
 
====== Puro sangue ======
Os Lunatar Puro sangue são os de linhagem elfica original. Seus corpos magros e pálidos de estatura equivalente a humana apresentam uma beleza mórbida, seus cabelos longos de tons negros extremamente bem cuidados, é um sinal de orgulho para eles. Esses elfos sombrios na 3ª era se voltaram para a engenharia de armas biológicas, sendo os senhores sombrios da manipulação da vida e da morte os mestres da carne e do sangue. Os Lunatares após inúmeros conflitos perceberam que a força não está na dureza do aço e sim no controle da mão que o manipula. Esses senhores da guerra tem como inimigos oponentes de poderes cósmicos e são uma das poucas defesas contra as invasões do espaço profundo que surgem das profundezas mais escuras. A casta dos Puro Sangue são os líderes do subterrâneo, generais, engenheiros, necromantes e tecelões das sombras.
 
====== Sangue Fraco ======
Essa é a casta guerreira dos elfos sombrios. Possuem um tamanho equivalente ao humano, sua pele pálida e fria lembra o de uma estátua de mármore, assim como seus corpos musculosos, seus cabelos são volumosos e normalmente armados possuindo uma coloração grisalha, muitas vezes pintados. Criados de modo artificial para servir a guerra, são extremamente fortes, resistentes e apresentam uma fúria fria em combate que é assustadora de ser vista. Devido a seu propósito de vida tendem a viver pouco, estando apto para combate aos cinco anos e sendo considerado um ancião após cinquenta anos de batalhas, possuem uma extrema lealdade aos Sangue Puros e respeito aos demais elfos, porém as demais raças são vistas como insignificantes, focando sempre o maior inimigo em combate para garantir seu troféu e assim garantir mais honra e mais uma marca estampada em seu rosto. Essa casta é impossibilitada de usar qualquer forma de magia
 
===== Altos-Elfos (Vallkyr) =====
Os [[WikiRPG/Bestiário fantástico/Elfos|Elfos]] existem no mundo de Livellkraft, são a raça humanoide mais antiga a surgir. Os Elfos são originalmente do continente flutuante de Lovell, e se dividiam em três castas, os Vallkyr (Altos-Elfos) eram responsáveis por administrar as cidades e sua magia, os Lunatar (Lunatar Puro sangue) eram responsáveis pela guarda e segurança de todos que moravam nas cidades celestinas e os Vallianr (Elfos da Floresta) eram responsáveis pelos cuidados de todos os seres que ali viviam, com alimentação, saúde e responsáveis pela construção e manutenção das moradas. Os Elfos na primeira era viviam em harmonia com os Titãs no continente de Lovell, até dar início a primeira guerra contra os filhos do Deus caído, quando os Vallianr com a liderança do Grande Pai verde decidiram que era hora de agir diretamente, e assim eles foram combater lado a lado com as criaturas das florestas o mal que ali se instalava em Livell. Todos os elfos da floresta (como os humanos os chamam) por toda a segunda era ajudaram a humanidade e os seres naturais a crescer e se tornaram fortes para combater o mal que ELE (O Deus Caído) criou e que estava corrompendo aos poucos toda a criação. Os Lunatar são os grandes guerreiros elficos e responsáveis por exercer a defesa das terras de Lovell, dominando as artes do conflito diretos e indiretos, os conflitos contra os filhos do deus caído no início da segunda era se tornaram uma questão que ameaçava as cidades celestinas já que as hordas tinham tomado as montanhas, esse perigo iminente fez com que os Lunatar se voltassem para a guerra, porém existia um mal ainda maior que era crescente vindo so submundo, ao descobrir isso os Lunatar e seus aliados se voltarão a combater esse mal maior e adentraram no submundo, os lunatares só foram vistos dez mil anos depois quando ressurgiram na terceira era. Diferente dos seus primos, os Vallkyr (Os Altos-Elfos) eram os que detinham o maior controle e perícia alta magia arcana, usando a magia em tudo,. esses senhoresEles eram responsáveis nas cidades celestinas por administrar a corte dos senhores titãs nas cidades celestinas, executando as magias mais incríveis e inimagináveis, usufruindo do véu da magia que era extremamente forte nas primeiras eras, quando os senhores titãs deixaram o mundo na segunda era os Altos- Elfos se tornaram os senhores das cidades celestinas e se organizaram para controlar as terras Lovell, no final da segunda era os Altos Elfos estavam solitários no continente superior. e oO cataclismo que deu início a terceira era destruí-destruir o Lovellmundo que existia acima das nuvens, espalhando seus pedaços por toda Liivellterra, alguns poucos Altos-Elfos conseguiram se abrigar em cristais de proteção para sobreviver a tragédia, séculos depois os Vallkyr sobreviventes começaram a despertar de seu torpor em um mundo arruinado e sem sua poderosa magia, a sede por sua magia fez com que os antigos gloriosos Vallkyr não passem de um arremedo do que um dia foram, em alguns casos trabalhando por mana, hoje os altos elfos não se chamam mais de Vallkyr e sim de Arkr esse nome é ao mesmo tempo uma vergonha entre para eles mesmo ao mesmo tempo serve para se lembrarem do pecado de não ter ido ajudar seus primos em suas lutas até ser tarde demais.
 
'''Horror''' é uma abordagem de aventura que busca enfatizar aspectos que gerem a sensação de medo e suspense nos jogadores. Não existe "uma ambientação" de horror. Esta abordagem pode ser utilizada em diversos tipos de cenários, como fantasia medieval, viagens especiais e afins. A sua dificuldade básica está justamente no fato do Mestre ter a capacidade de narrar e interpretar a história de maneira convincente, sem cair no escatológico ou no marasmo.
 
O Mestre deverá decidir se esta abordagem será utilizada em uma única aventura , por toda uma campanha ou em uma aventura-fechada (isto é, uma aventura única no qual não há continuação).
 
 
39

edições