Diferenças entre edições de "Português/Colocação pronominal/Mesóclise"

sem resumo de edição
 
'''Mesóclise''' (ou tmese) é o emprego do [[Português/Classificação das palavras/Pronomes/Pessoais|pronome oblíquo átono]] no meio do verbo. Para formar a mesóclise, separa-se o [[Português/Classificação das palavras/Verbos/Infinitivo|infinitivo]] do verbo de sua [[Português/Estrutura das palavras|desinência]] e encaixa-se o pronome, semelhante a uma operação cirúrgica. A mesóclise só ocorre com verbo no futuro do presente ou no futuro do pretérito do [[Português/Classificação das palavras/Verbos/Modo Indicativo|modo Indicativo]], desde que não haja a palavra que exija a próclise. As modificações do pronome oblíquo na terceira pessoa é idêntica às que ocorrem na ênclise (isto é, transformação de ''a'' em ''la/na'', ''as'' em ''las/nas'', ''o'' em ''lo/no'' e ''os'' em ''los/nos''). Só se usa em situações específicas, como na linguagem formal e na modalidade literária, poética, religiosa, bíblicacientífica e jurídica. Exemplo:
*Perguntar (perguntarão, perguntariam)
::''Perguntar-lhe-ão sobre a festa.''
::''Sentir-se-ia a pessoa mais feliz do mundo.''
 
Para vários falantes da língua portuguesa (principalmente para os do Brasil), a mesóclise é só um fenômeno estritamente literárioformal, formalculto, poéticocerimonioso, religiosopolítico, bíblicotécnico e jurídicoacadêmico, não ocorrendo na fala espontânea em contexto informal de nenhum falante nativo, a não ser que seja intencional, como nas comédias e na fala dos deputados. Geralmente substituída pela próclise ou por uma locução verbal formada pelo [[Português/Classificação das palavras/Verbos/Uso|verbo auxiliar]] ''ir'':
::'''''Vamos vender-te''' aos Senhores de Engenho.''
::'''''Vai sentir-se''' a pessoa mais feliz do mundo.''