Diferenças entre edições de "Turismo no Brasil/Capa"

9 bytes adicionados ,  20h53min de 30 de junho de 2005
sem resumo de edição
[[Image:Paraty_Yuri_20040122_036.jpg|180px]]
 
<i>
De um modo geral, recomenda-se ao turista bastante cuidado ao ir às grandes metrópoles brasileiras (Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e outras grandes cidades e capitais). A partir da década de 1980, estas cidades cresceram desordenadamente, criando um caos social que criou uma escalada de violência urbana. Nestas grandes cidades, ter a carteira batida ou mesmo ser sequestrado ou assaltado a mão armada é algo que infelizmente se tornou rotina, e o turista, por natureza não conhecer os locais perigosos e comportamentos arriscados, é a maior vítima da violência. Evite, nestas grandes cidades, demonstrar estar perdido, ou ostentar objetos caros e de valor, como câmeras fotográficas, máquinas de filmar, telefones celulares e jóias. Ao pedir informações, procure de preferência um guarda municipal ou alguém de aparência respeitável. Planeje seu passeio e leve apenas a quantidade necessária de dinheiro ao sair. Evite lugares mal iluminados e isolados. A grande parte dos turistas que vão ao Brasil voltam com boa impressão e tendem a querer voltar. Mas existe a pequena parte que, de uma maneira ou outra, é vítima de alguma forma da violência das grandes cidades, e os cuidados citados serão provavelmente úteis para minimizar qualquer risco. Fora das grandes cidades brasileiras, a violência ainda é muito pequena, e o turista pode ficar mais relaxado.
</i>
Utilizador anónimo