Programação Paralela em Arquiteturas Multi-Core/Aplicações Internet: diferenças entre revisões

[edição não verificada][edição não verificada]
==== Definição ====
 
A computação em grade (do Inglês [[Wikipediahttp:|//en.wikipedia.org/wiki/Grid_computing grid computing]]) é um modelo computacional capaz de alcançar uma alta taxa de processamento dividindo as tarefas entre diversas máquinas, podendo ser em rede local ou rede de longa distância, que formam uma [[Wikipediahttp:|//en.wikipedia.org/wiki/Virtual_machine máquina virtual]]. Esses processos serão executados no momento em que as máquinas não estão sendo utilizadas pelo usuário, evitando assim o desperdício de processamento da máquina utilizada. A metáfora adotada na computação em grade é a da rede eletrica (grid, em Inglês). Isto é, o poder computacional deveria estar disponível na Internet da mesma forma que energia elétrica está disponível na tomada: sob demanda e de maneira transparente.
 
Uma experiência de integração de processamento distribuído é o projeto SETI@home [http://setiathome.ssl.berkeley.edu/ SETI@home], uma continuação do projeto da NASA de busca de inteligência extraterrestre. Usando um software que pode ser baixado pela Internet, um microcomputador pode analisar sinais do rádio telescópio de Arecibo. Atualmente, existem 4 milhões de assinantes em 224 países, criando um computador virtual com uma performance de 20 Tflops.
 
Um outro exemplo são as famosas redes peer-to-peer, como Emule (Edonkey), Kazaa, Gnutella, em que se compartilham arquivos por exemplo, mas sem nenhum controle de acesso e não interoperam entre si. Com a evolução dessas aplicações elas acabaram por inter-operar e haverá uma convergência de interesses entre computação ponto a ponto, Internet e computação em grade.
40

edições