Linux para iniciantes/A interface gráfica KDE: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
[edição não verificada][edição não verificada]
Sem resumo de edição
Sem resumo de edição
 
[[Imagem:DesktopKDE.png|400px|center]]
<center>''Figura 1: Tela do KDE''</center>
 
Evidentemente, essa tela poderá apresentar variações de acordo com a distribuição usada: pode ser que tenha outro papel de parede, os ícones sejam diferentes, e até os botões do desktop também podem ser diferentes, já que a interface do KDE pode ser personalizada. Se você não gosta do design, você pode alterar também outras coisas: a posição da barra de tarefas, os ícones que vão fazer parte do desktop, a criação de outras barras, os botões, enfim, tudo é possível alterar.
 
Na barra de tarefas, aí estão quatro ícones: o menu K, que equivale ao menu Iniciar do Windows, o botão para mostrar a área de trabalho, o gerenciador de arquivos e um ícone para acesso às configurações do sistema. Esses botões podem nem sempre ser os mesmos: às vezes pode faltar o ícone do gerenciador de arquivos, que também é acessível da área de trabalho, pode haver ícones de acesso rápido a alguns programas como o Mozilla Firefox, e mesmo o menu K - o ícone mais importante - pode vir com um formato diferente. Por padrão, no Mandriva Linux esse botão é azul e tem uma estrela, com a palavra "Menu" escrita do lado. No Red Hat Linux, o formato do menu é um chapéu vermelho. No Kurumin Linux, é também uma letra K, só que com outro estilo. Mas quase sempre é o primeiro ícone da barra de tarefas, da esquerda para a direita. O formato desse menu pode ser personalizado também; mais adiante explicaremos como fazer isto.
 
==O menu K==
A partir deste menu, equivalente ao menu "Iniciar" do Windows, é possível ter acesso aos softwares instalados no computador, bem como às principais funções do sistema, como procurar arquivos, instalar e remover programas, executar comando e desligar o computador.
 
==Gerenciador de Arquivos==
Logo na área de trabalho, existem três ícones: "Pasta do Usuário", "Lixo" e "Mídia de Armazenamento". Estes três ícones constam em quase todas as distribuições, embora a área de trabalho possa às vezes vir com mais ícones. Em "Pasta do Usuário", é possível ter acesso a todos os seus arquivos: documentos, músicas, fotos, arquivos, entre outras coisas. No ícone "Lixo", estão todos os arquivos em área de descarte, que não têm utilidade, mas ainda podem ser reciclados. Quando a lixeira é esvaziada, os arquivos são definitivamente perdidos. Em "Mídia de Armazenamento", ou "Armazenagem", é possível ver as árvores de diretório de todos os discos em operação: CDs, DVDs, disquetes, pendrives, câmaras digitais e também os discos rígidos.
 
No KDE, o gerenciador de arquivos recebe o nome de "Konqueror", nome provavelmente inspirado no "Windows Explorer" (observe-se que o do Windows é o "explorador", enquanto o do Linux é o "conquistador"). Na barra de endereços do Konqueror também é possível abrir diretamente páginas da Internet, entretanto, por ser um navegador mais simples, nem todas as páginas funcionarão. Por isso quase todas as distribuições do Linux têm junto o navegador Mozilla Firefox, ou o Iceweasel, que são mais universais.
 
==Personalizando a aparência do KDE==
 
 
{{esboço}}
106

edições