Medicinas alternativas: diferenças entre revisões

3 591 bytes removidos ,  2 de fevereiro de 2008
formatação; remoção (conteúdo movido para Introdução)
m (Medicinas Alternativas: Índice movido para Medicinas alternativas/Índice: formatação (minúscula))
(formatação; remoção (conteúdo movido para Introdução))
# [[Medicinas alternativas/Introdução|Introdução]]
{{stub}}
# [[Medicinas alternativas/Medicina alternativa ou medicina energética?|Medicina alternativa ou medicina energética?]]
# [[Medicinas alternativas/Corpos, chacras, meridianos, nádis|Corpos, chacras, meridianos, nádis]]
# [[Medicinas alternativas/Medicina tradicional chinesa|Medicina tradicional chinesa]]
# [[Medicinas alternativas/Medicina ayurvédica|Medicina ayurvédica]]
# [[Medicinas alternativas/Antroposofia|Antroposofia]]
# [[Medicinas alternativas/Homeopatia|Homeopatia]]
# [[Medicinas alternativas/Essências florais|Essências florais]]
# [[Medicinas alternativas/Fitoterapia|Fitoterapia]]
# [[Medicinas alternativas/Radiônica|Radiônica]]
# [[Medicinas alternativas/A Medicina do futuro|A Medicina do futuro]]
* Anexo 1 - [[Medicinas alternativas/O que é doença|O que é doença]]
* Anexo 2 - [[Medicinas alternativas/Curar o doente depende do doente|Curar o doente depende do doente]]
 
{{orphan}}
 
[[Categoria:Medicina|*]]
 
 
 
 
 
== Índice ==
 
 
#Medicina Alternativa ou Medicina Energética?
#Corpos, Chacras, Meridianos, Nádis.
#MTC - Medicina Tradicional Chinesa
#Medicina Ayurvédica
#Antroposofia
#Homeopatia
#Essências Florais
#Fitoterapia
#Radiônica
#A Medicina do futuro
 
Anexo 1 - O que é doença
 
Anexo 2 - Curar o doente depende do doente
 
 
== Medicina Alternativa ou Medicina Energética ==
 
Colocar-se como alternativo é uma proposta de opção, complemento e até exclusão.
 
Já a designação energética conecta-se diretamente com um sistema de compreensão do ser humano integrado. A energia vista pelo prisma da Medicina Tradicional Chinesa, o Chi, ou pela Antroposofia são alguns exemplos. Ou então, pela própria definição da Física Quântica de que "tudo é energia".
 
Falar de uma Medicina Alternativa ou Energética - aqui entendidas como sinônimos - é importante pela oportunidade. Ao lado da Medicina ocidental, alopática, baseada nos tratamentos químicos, com grandes avanços nas últimas décadas, existe uma possibilidade de se buscar a cura de níveis sutis da organização do ser humano.
 
Enquanto uma trata o físico, a outra está centrada nas dimensões energéticas.
Evidentemente, ambas são complementares.
 
A proposta desta cartilha é proporcionar o entendimento inicial de como algumas das chamadas técnicas energéticas processam.
 
Em última instância, vamos considerar a chamada medicina do futuro, tão bem cunhada pelo médico norte-americano Richard Gerber como a Medicina Vibracional.
 
O primeiro livro que ele escreveu, "Medicina Vibracional, uma medicina para o futuro" (Cultrix, 1992), trata-se de um extraordinário compêndio sobre algumas das práticas energéticas. Trata-se na realidade da tradução da obra original "Vibrational Medicine" (Bear and Company, 1988). Ele já tem outros livros publicados.
Estranho que na própria Wikipedia, tanto versão em inglês como em português, não se encontre o verbete sobre o tema e o autor.
Portanto, para suprir essa inexplicável ausência, vamos publicar alguns desses dados neste espaço.
 
Não se pode falar no tema Medicina Alternativa, ou Energética, ou Vibracional sem mencionar o trabalho de Gerber. Por isso, o roteiro desta cartilha esta fundamentado no trabalho do médico norte-americano.
 
Formado pela faculdade de medicina da Universidade de Wayne, Gerber pesquisa métodos alternativos de cura e diagnóstico desde a faculdade. Estudou, por exemplo, o uso da fotografia Kirlian, que detecta o campo energético do ser humano, denominado aura, para a identificação do câncer. Gerber concilia suas pesquisas na área da Medicina Vibracional com a prática na medicina ortodoxa.
 
Outro médico que trilhou o caminho da Medicina Vibracional foi o dr. Edward Bach. No seu caso, no entanto, ele procurou sua verdadeira vocação, sempre buscando aperfeiçoar seus conhecimentos médicos, dedicando-se à nova prática e substituindo a anterior. Ele começou a carreira como médico cirurgìão. Logo, procurou aprofundar-se na Homeopatia. Não satisfeito procurou sistematizar um sistema de tratamento com as essências de flores. Assim, deixou o consultório promissor em Londres e mudou-se para o interior.
Seu legado é avançado até para a compreensão atual.O Sistema de Essências Florais de Bach é integrado por 36 essências básicas e um composto - Rescue - de 5 remédios florais.
 
O dr. David V. Tansley, inglês, formado em Chiroprática nos Estados Unidos, foi um dos principais incentivadores da Radiônica nas décadas de 70 e 80 no século passado.
 
A outro médico, brasileiro, que viveu em Porto Alegre, se deve a sistematização de uma terapia espiritual denominada Apometria. Para o dr. José Lacerda de Azevedo,
 
No Brasil, o dr. Neuci da Cunha Gonçalves, médico homeopata, constribuiu para a divulgação da Radiestesia no seu meio.
Como o dr. Gerber, dr. Bach, dr. Lacerda, existem autores que são considerados obrigatórios como fonte de informação para algumas áreas de conhecimento energéticas. São principalmente médicos que, apesar das resistências e pressões, acreditaram no seu juramento de “salvar vidas”e procuraram também caminhos complementares, sem esquecer o conhecimento sólido da medicina ocidental ortodoxa.
 
Vejamos alguns deles:
 
1. Barbara Brennan, "Mãos de Luz" (Editora Pensamento, 1996)- Livo essencial para se entender como funciona o corpo energético e os chacras.
 
2.Felix Mann, "Antiga Arte Chinesa de Curar" (Hemus, ) -
 
3. David J. Sussman, "Acupuntura Teoria e Prática" (Kier, 1981) -
11 788

edições