História e epistemologia da Física/Porque História e Epistemologia da Física?: diferenças entre revisões

= As visões de mundo do cientista e do artista e suas influências mútuas =
= A História da Física e o Ensino de Física = A Física estuda a matéria nos níveis molecular, atômico, nuclear e subnuclear. Estuda os níveis de organização ou seja os estados sólido , líquido, gasoso e plasmático da matéria. Pesquisa também as quatro forças fundamentais: a da gravidade ( força de atração exercida por todas as partículas do Universo), a eletromagnética ( que liga os elétrons aos núcleos), a interação forte (que mantêm a coesão do núcleo e a interação fraca (responsável pela desintegração de certas partículas - a da radiatividade). Física teórica e experimental - A Física experimental investiga as propriedades da matéria e de suas transformações, por meio de transformações e medidas, geralmente realizada em condições laboratoriais universalmente repetíveis . A Física teórica sistematiza os resultados experimentais, estabelece relações entre conceitos e grandezas Físicas e permite prever fenômenos inéditos.
ESPECIALIZAÇÕES DA FÍSICA;
Cosmologia e astroFísica - Tratam da natureza do universo físico, sua origem, evolução e possíveis extensões espaço-temporais.
Física atômica, molecular e de polímeros - Dedicam-se à descrição da estrutura e das propriedades de sistemas de muitos elétrons, como os átomos complexos, ou como moléculas e compostos orgânicos.
Física da matéria condensada e do estado sólido - Ocupa-se das propriedades gerais dos materiais, como cristais, vidros ou cerâmicas. Tem como subespecializações a Física de semicondutores e a Física de superfícies.
Física nuclear - Estuda a estrutura nuclear e os mecanismos de reação, emissão de radiatividade natural, de fissão e fusão nuclear.
Física dos plasmas - Estuda a matéria a centenas de milhares de graus ou mesmo a milhões de graus de temperatura, estado em que a estrutura atômica regular é desfeita em íons e elétrons ou em que ocorrem fusões nucleares, como no Sol e nas demais estrelas.
Física das partículas elementares - Trata dos constituintes fundamentais da matéria.
Física das radiações - Estuda os efeitos produzidos pela absorção da energia da radiação eletromagnética em geral ou da radiação ionizante em particular.
Gravitação e relatividade geral - Tratam das propriedades geométricas do espaço/tempo, como decorrentes das concentrações de massa no Universo.
Mecânica dos fluídos - Estuda as propriedades gerais e as leis de movimento dos gases e dos líquidos.
Óptica - Estuda propriedades e efeitos de fontes de luz (como os raios laser), de transmissores de luz (como as fibras ópticas) e de fenômenos e instrumentos ópticos (como o arco-íris e os microscópios).
 
CRONOLOGIA GERAL;
 
Antiguidade
Os egípcios e mesopotâmios afirmam que a água, o ar e a terra são os elementos primários da natureza: os gregos acrescentam o fogo em 380 a.C.
Atomismo - Cerca de 480 a.C.: Leucipo de Mileto, e Demócrito, de Abdera, elaboraram a hipótese de a matéria ser constituída por átomos.
Hidrostática - 250 a.C. : Arquimedes, de Siracusa, formula o princípio de flutuação e das densidades relativas.
Mecânica - Cerca de 335 a.C.: Aristóteles formula modelo de cosmo cujo centro é a Terra, imóvel.
Óptica - 295 a.C.: Eucilhes publica estudos de óptica.
 
IDADE MODERNA�Eletromagnetismo ;
 
1600 : o inglês William Gilbert publica De magnete, sobre eletricidade e magnetismo.
1745: o alemão Ewald Jürgen von kleist inventa o capacitor elétrico - garrafa de Leyden.
1785: o francês Charles Augustin Coulomb enuncia a lei das forças eletrostáticas.
Mecânica - 1510: o polonês Nicolau Copérnico publica Commentariolus e apresenta pela primeira vez os princípios do heliocentrismo.
1543: Copérnico publica Das revoluções dos corpos celestes.
1590: Galileu reúne em De motu experimentos sobre a queda livre de diversos tipos de corpos.
1592: no Della scienza mechanica. Galileu estuda problemas de levantamento de pesos.
1602: Galileu apresenta os primeiros enunciados para as leis de queda dos corpos e da oscilação. 1648: o italiano Evangelista Torricelli inventa o barômetro.
1654: Blaise Pascal, francês, prova a existência da pressão atmosférica e, juntamente com o francês Pierre de Fermat, formula a teoria das probabilidades, que o holandês Christiaan Huygens amplia em 1657.
1665: o Inglês Isaac Newton faz suas primeiras hipóteses sobre gravitação.
1676: o abade francês Edmé Mariotte enuncia a lei da compressibilidade dos gases.
1687: Newton publica Philosophiae naturalis principia mathematica, em que enuncia a lei da gravitação universal e resume suas descobertas.
1738: o suíço Daniel Bernoulli publica estudos sobre a pressão e a velocidade dos fluidos.
Óptica - 1648: o holandês Villebrordus Snellius descobre a lei da refração da luz.
1671: o alemão Wilhem Leibniz propõe a existência do éter .
1676: o dinamarquês Olaus Römer descobre que a velocidade da luz é finita.
1678: Huygens descobre a polarização da luz.
1690: Huygens formula a teoria ondulatória da luz.
 
= Referências =
58

edições