Artesanato/Encadernação artesanal

Crystal Clear action reload.png Este item foi movido da Wikipédia para cá
e ainda precisará de adaptações

Este módulo pretende explicar técnicas de encadernação sem uso de máquinas especiais, ou seja, que use apenas apetrechos básicos encontráveis em qualquer papelaria, as próprias mãos e um pouco de prática.

Corte do papelEditar

O papel pode ser cortado de diversas formas. Via de regra, até mesmo uma tesoura pode funcionar, mas o melhor é utilizar uma guilhotina. Um método intermediário é utilizar régua e estilete, mas tenha o cuidado de providenciar uma superfície plana; forrar a superfície com algum material emborrachado (capas de borracha razoavelmente resistentes podem ser encontrados em ferros velhos ou em oficinas que fazem pára-lamas de caminhão), pois facilita o corte, preserva a integridade da superfície (que de outra forma vai sofrer vários arranhões), ajuda na qualidade do trabalho e aumenta a durabilidade do estilete.

Métodos de encadernaçãoEditar

Método fácil de encadernação de livrosEditar

O método mais fácil de encadernação de livros é, sem dúvida alguma, o que usa apenas cola. Basta que as folhas estejam juntas, de preferência prensadas umas contra as outras (você pode utilizar dois ou três sargentos e duas barras firmes e retas para fazer o serviço). No lado que deverá estar fixo (lombada) é passada a cola, que depois de seca receberá mais um ou duas demãos, a fim de garantir maior durabilidade. Ao contrário do que parece, as folhas não descolam por causa da pequena espessura (muito menor que um milímetro nos papéis escolares). No entanto, neste caso a durabilidade não é muito grande.

   

1. Prensar folhas; 2. Passar cola; 3. Colar capa

Método com cola reforçadoEditar

Uma evolução do método simples, de maior durabilidade, é conseguido apenas colando na lombada, após a última demão de cola (antes de secar), um pequeno pedaço de papel:

  1. Antes de prensar as folhas, cole uma pequena tira de papel na folha de rosto, do lado que ficará preso, cerca de 5mm antes da lombada;
  2. Imediatamente após a última demão de cola dobre-a sobre a lombada, e mantenha pressionado até que fique colada;
  3. Cole também na última folha, cerca de 5mm depois da lombada, conforme feito na folha de rosto.

Método com cola melhoradoEditar

    

  1. Prense as folhas;
  2. Use uma serra (daquelas de cortar cano) para fazer cortes transversais ao papel, de aproximadamente um milímetro de profundidade. Faça aproximadamente 8 cortes, distribuídos no decorrer de toda a lombada;
  3. Corte oito pedaços de barbante. Estes serão colocados nos "cortes" que você acabou de fazer, a fim de aumentar a superfície de contato e dar resistência ao conjunto;
  4. Passe cola;
  5. Com a cola ainda fresca, mergulhe os pedaços de barbante nos "cortes" e deixe secar;
  6. Passe mais umas duas ou três demãos de cola, sempre esperando a última secar.

Se quiser ainda mais resistente, cole também a tira de papel, conforme feito no método anterior.

Método com cola quenteEditar

Usar cola comum é um processo demorado. Se o interesse é rapidez fica melhor utilizar cola quente, que está pronta para uso em aproximadamente 15 segundos. Este método utiliza cola bastão, daquelas que são derretidas com pistolas.  

  1. Prense as folhas
  2. Use um objeto aquecido para derreter a cola. As pistolas convencionais não dão "vazão" de cola suficiente para o serviço, além do que a cola sai pastosa quando o ideal é que esteja líquida (para penetrar com facilidade nas fibras do papel). Por isto, é melhor utilizar uma chave de fenda (com o cabo muito bem isolado, a fim de evitar queimaduras) aquecida no fogo ou um ferro de solda, daqueles utilizados em eletrônica.
  • ATENÇÃO: Os vapores da cola são tóxicos. Use uma proteção para o nariz e nunca cheire a fumaça.
  • Não aqueça a cola diretamente no fogo, pois é inflamável em temperaturas exageradamente altas.
  1. O melhor resultado é feito pressionando a cola contra o objeto aquecido e então movimentando ambos na direção do ferro, nunca na direção da cola.

  

Métodos de encadernação com costuraEditar

Encadernação com costura é mais trabalhoso, porém mais durável do que as encadernações com cola, além do que igualmente barata. Livros encadernados com costura podem durar gerações!

Encadernação com costura - resumoEditar

Este é o método principal de costurar, a partir do qual se derivam os outros:

 

Aplicando o resumoEditar

Se preferir, encaderne um único conjunto de folhas(chamado de caderno), conforme a seguir:

 

Múltiplos cadernosEditar

Para vários cadernos, tente o método a seguir:

 

Encadernação com grampoEditar

Este método é rápido e barato, muito utilizado em perióricos. Use grampeador comum, as folhas são grampeadas e então dobradas ao meio.

   

  1. Imprima as folhas
  2. Alinhe as folhas
  3. Grampeie
  4. Dobre

Atenção para o tamanho da abertura do grampeador, que deverá chegar ao meio da folha grampeada.

 

Encadernação em grampo trilhoEditar

Este método é ideal quando for necessário criar exemplares onde as folhas precisam ser acrescentadas ou retiradas. Utilize um furador de papel e prenda tudo com grampo trilho. Atenção para a forma de confeccionar a capa, que parece com a letra "M".

    

Ver tambémEditar