Contabilidade pública no Brasil/Introdução à Contabilidade Pública/Contabilidade pública/Sistemas contábeis

Fontes alimentadoras dos sistemas contábeisEditar

O sistemas orçamentário, financeiro, patrimonial e de compensação possuem fontes materiais e formais, as quais são definidas como as origens das informações que serão incluídas nos referidos sistemas.

As fontes formais são as que fornecem a informação propriamente dita e que obedecem à determinada fórmula, independentemente do meio físico nos quais subsistem.

Para o sistema financeiro, a fonte formal é o caixa, através da movimentação de entrada e saída de numerário (dinheiro).

O caixa, conjuntamente a fatos extra-caixa (que não movimentam numerário) é a fonte formal para o sistema patrimonial, enquanto que o sistema de compensação é alimentado exclusivamente por atos administrativos.

O sistema orçamentário é o que mais possui fontes formais, sendo elas o orçamento e suas alterações, o caixa e atos administrativos.

Já as fontes materiais referem-se aos documentos que embasam as informações. Assim, o sistema financeiro possui os documentos do caixa (livro-caixa, recibos de caixa) como fonte material para a movimentação de suas contas. O sistema patrimonial, por sua vez, possui suas fontes materiais expressas por cópias dos lançamentos no sistema financeiro e por processos contendo os documentos relativos às operações extra-caixa.

O sistema de compensação utiliza cópias de lançamentos no sistema financeiro, leis, decretos e processos como fontes materiais. Já o sistema orçamentário, além de utilizar os lançamentos no sistema financeiro, leis e decretos, também utiliza processos contendo empenhos de despesa e requisições de pagamentos.

Como pode-se ver, os lançamentos efetuados no sistema financeiro são fonte material para os demais sistemas e o sistema orçamentário utiliza-se de diversas fontes, todas relacionadas sob alguma forma ao orçamento como fonte material.