Logística/Sistemas de informação/Indicadores de desempenho/Valor Económico Acrescentado (EVA): diferenças entre revisões

Criar
[edição não verificada][edição não verificada]
(Criar)
 
(Criar)
{{Nav2|'''[[Logística/Sistemas de informação/Indicadores de desempenho|Indicadores de desempenho]]'''||[[../Indicadores AECOC|Indicadores AECOC]]}}
 
O '''EVA''' ('''Valor Económico Acrescentado''') é um indicador que permite obter o excesso de resultado operacional após imposto relativamente à rendibilidade exigida pelos credores e accionistas. Consiste no valor absoluto do "''spread''” entre a rendibilidade do capital investido e o custo médio do capital (ou seja a rendibilidade exigida pelos investidores), não é mais do que o resultado líquido deduzido da imputação do custo do capital próprio. A fórmula básica deste valor é:
 
'''EVA = Receitas - Despesas - Impostos - Custo do Capital'''
 
Esta medida financeira de desempenho pode ser aplicada em qualquer empresa do sistema logístico, podendo ser aumentada com base num aumento lucrativo. Este aumento do lucro pode ser consequência dum aumento das receitas ou duma diminuição das despesas contribuindo, então para uma melhoria dos resultados financeiros. Há então uma necessidade das empresas avaliarem o planeamento, implementação e execução das estratégias definidas, para que o cliente fique satisfeito.
 
Num mercado competitivo, em que o principal foco é a perspectiva do cliente, os executivos devem articular as estratégias de clientes e mercados que proporcionarão maiores lucros financeiros futuros. Para orientar estas estratégias de crescimento é importante ter em atenção os seguintes aspectos: aumento de produtividade, maximização da receitas, minimização de custos e utilização dos activos em investimentos. É com base nesta avaliação do fluxo de caixa que esta ferramenta financeira é importante.
 
A aplicação do conceito EVA tem em conta dois períodos de variação dos lucros económicos de uma empresa. Mas, tendo em conta a constante evolução do conceito, uma nova análise mostra que apenas quando o custo económico do projecto é excedido pelos fluxos de caixa, é que as empresas adicionam valor.
 
Na área da logística existem necessidades a ter em conta, dai que seja importante a concepção de produtos e métodos para a satisfação desses requisitos. É neste contexto que o indicador financeiro do sistema, baseado no cálculo de valores envolvidos, pode contribuir para uma melhoria no desempenho, tendo sempre em atenção o aumento ou quebra desse valor económico.
 
{{AutoCat}}
461

edições