Logística/Sistemas de informação/Indicadores de desempenho/Indicadores de utilização de recursos: equipamentos: diferenças entre revisões

Actualização
[edição não verificada][edição não verificada]
(Actualização)
(Actualização)
{{Nav2|'''[[Logística/Sistemas de informação/Indicadores de desempenho|Indicadores de desempenho]]'''|[[../Indicadores de utilização de recursos: pessoas |Indicadores de utilização de recursos: pessoas]]}}
 
Na opinião de ''John T. Burns'', presidente da ''Sperry Vickers'', o capital de aquisição de equipamentos pode ser a chave para o aumento da produtividade, sendo este ponto de vista compartilhado por muitos líderes empresariais. Logo, com o aumento do custo da mão de obra e da variedade de equipamentos confiáveis, poderá ser utilizada uma grande parte da aquisição desse capital nos equipamentos de movimentação de materiais. Estes equipamentos permitem que o material possa ser movido mais rapidamente, com mais precisão e menos perdas. Além disso contribuem para um armazenamento maior e mais profundo em zonas estreitas e longas. Tanto o material como o equipamento podem ser monitorizados através dum controlo em tempo real.
 
Apesar da disponibilidade de armazenamento automatizado e sistemas de recuperação, carros e tractores com piloto automático, lasers e camiões industriais controlados por computadores, existe cada vez mais uma necessidade de aumentar significativamente a produtividade usando equipamentos menos sofisticados.
 
A combinação adequada de pessoas e equipamentos com o nível de sofisticação, deve ter em conta as necessidades de mercado. Portanto, as características e exigências de cada material, bem como a capacidade de mão de obra disponível, poderão indicar a combinação de equipamentos a utilizar.
 
Entre os factores a serem considerados na selecção de materiais a movimentar e na armazenagem de equipamentos, estão os seguintes: características dos materiais, requisitos de armazenamento, custos e poupanças, confiança, manutenção, operatividade, salvaguarda, flexibilidade, capacidade de adaptação, compatibilidade, expansão, contracção, mobilidade, capacidade, módulo, segurança, requisitos de controlo, ''layout'', limitação de instalações, gestão atitude de trabalho e prazos de entrega.
A selecção de equipamentos está relacionada com a selecção do vendedor ou fornecedor. No caso do vendedor, a sua selecção é baseada numa série de factores relacionados com a selecção de equipamentos, considerando, ainda, a sua reputação, capacidade de manutenção ou serviço, proximidade e cobertura da área prevista por outras linhas de equipamento.
 
A selecção de equipamentos está relacionada com a selecção do vendedor ou fornecedor. No caso do vendedor, a sua selecção é baseada numa série de factores relacionados com a selecção de equipamentos, considerando, ainda, a sua reputação, capacidade de manutenção ou serviço, proximidade e cobertura da área prevista por outras linhas de equipamento [[Logística/Referências#refbWhite1985|White Jr. (1985, p. 326-327)]].
 
Relativamente à utilização de equipamentos, devem ser considerados os seguintes indicadores de desempenho, que serão abordados neste capítulo:
 
 
# [[Imagem:0de8.svg]] [[/Utilização de equipamento/]]
# [[Imagem:0de8.svg]] [[/Percentagem de ocupação/]]
# [[Imagem:0de8.svg]] [[/Disponibilidade/]]
# [[Imagem:0de8.svg]] [[/Flexibilidade da linha de produção/]]
# [[Imagem:0de8.svg]] [[/Flexibilidade do posto de trabalho/]]
 
 
461

edições