Logística/Localização/Selecção de locais/Selecção do local pela teoria dos conjuntos difusos: diferenças entre revisões

Actualização
(Actualização)
(Actualização)
A [[w:Lógica difusa|teoria dos conjuntos difusos]], ''fuzzy set theory'', pode ser aplicada na [[w:Análise|análise]] de [[w:Localização|localização]], tendo como [[w:Objectivo|objectivos]] a maximização da utilização dos recursos e a minimização do [[w:Custo|custo]] total. Esta [[w:Teoria|teoria]] é utilizada na análise da selecção de [[w:Sítio|locais]] que apresentem [[w:Atributo|atributos]] subjectivos, normalmente expressos em termos qualitativos. Estes atributos, sendo difíceis de incorporar na análise de selecção do melhor local, devido às avaliações qualitativas que envolvem, são convertidos em avaliações quantitativas, permitindo, assim, medir as suas contribuições ([[Logística/Referências#refbSULE|Sule, 2001, p. 21-24]]).
 
Os [[w:Critério|critérios]] subjectivos, sendo expressos através de atributos [[w:Linguística|linguísticos]], são normalmente definidos em termos de ''muito baixo'', ''baixo'', ''bom'', ''muito bom'', ''médio'', ''alto'', entre outros semelhantes. Estes atributos são convertidos em avaliações quantitativas, que, geralmente, apresentam uma forma [[w:Triângulo|triangular]] ou [[w:Trapézio (geometria)|trapezoidal]], com pesos diferentes (pode ser consultado um [[w:Exemplo|exemplo]] em ([[Logística/Referências#refbSULE|Sule, 2001, p. 22-23]])).
 
Através da teoria dos conjuntos difusos, a selecção do local para um [[w:Supermercado|hipermercado]] pode ser determinada. Assim, considere-se o seguinte exemplo.
430

edições