Português/Análise sintática: diferenças entre revisões

[edição não verificada][edição não verificada]
m (Foram revertidas as edições de 187.15.18.251 (disc) para a última versão por 187.116.13.170)
Uma [[Português/Análise sintática/Frase|frase]] é todo trecho que possui sentido. [[Português/Análise sintática/Oração|Oração]] é uma frase, ou parte de uma frase que possui estrutura sintática completa ou quase completa. Em uma frase pode existir uma ou mais orações. Existem vários tipos de orações, são classificadas de acordo com sua função sintática na frase. Se uma oração depende da outra chamamos uma de Principal e a outra de Subordinada. Se uma não depender da outra, chamamos de Coordenada. O [[Português/Análise sintática/Período|Período]] é classificado de acordo com a quantidade de orações que há na frase. Se houver apenas uma oração, o período é simples, se houver mais, ele é composto. Chamamos de [[Português/Análise sintática/Núcleo|núcleo]] a palavra que exerce maior função em um termo.
 
==Termos EssenssiaisEssenciais==
{{ênfase|Os [[Português/Termos essenciais|termos essenssiaisessenciais]] formam as partes mais importantes na frase: o Sujeito e o Predicado}}
[[Português/Termos essenciais/Sujeito|Sujeito]] é quem ou o que realiza a ação. No [[Português/Termos essenciais/Predicado|Predicado]] é onde ocorrem essas ações. No predicado pode existir modificadores do sujeito:
*Eu '''fui''' ao mercado. - Quem foi? ''Eu''
*O violino custou caro. - O quê custou caro? ''O violino''
Assim concluimos que os sujeitos das frases são: ''Eu'', ''Naiara e Estefani'' e ''O violino''. ''Ao mercado'', ''viajaram'' e ''custou caro'' é o predicado.
 
==Termos Integrentes==
{{ênfase|[[Português/Termos integrantes|Termos integrantes]] são os termos que complementam. Eles podem ser obrigatórios ou não.}}
Utilizador anónimo