Português/Análise sintática: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
[edição não verificada][edição não verificada]
Sem resumo de edição
| style="text-align: right; font-size:85%;"| [[Português/Termos essenciais|Termos Essenssiais]] →
|}
{{navegação|[[Português|Índice]]|[[Português/Sintaxe|Sintaxe]]|[[Português/Análise sintática/FraseNúcleo|FraseNúcleo do termo]]}}
A '''análise sintática''' encarrega-se de examinar, classificar e reconhecer as estruturas da Sintaxe, isto é, os períodos, as orações e os termos das orações.
 
A análise sintática segue uma sequência lógica: o período é decomposto em orações, as orações separadas em sintagmas, onde podemos definir sujeito e predicado e estes são analisados. Você pode fazer [[Português/Análise sintática/Exercícios|exercícios sobre sintaxe]], depois [[Português/Análise sintática/Respostas|confira as respostas]]. Aqui iremos mostrar um resumo de cada período da parte ''Sintaxe'':
{{TOC-direita}}
==Termos Básicos==
{{ênfase|Os termos básicos formam a estrutura de tudo.}}
Uma [[Português/Análise sintática/Frase|frase]] é todo trecho que possui sentido. [[Português/Análise sintática/Oração|Oração]] é uma frase, ou parte de uma frase que possui estrutura sintática completa ou quase completa. Em uma frase pode existir uma ou mais orações. Existem vários tipos de orações, são classificadas de acordo com sua função sintática na frase. Se uma oração depende da outra chamamos uma de Principal e a outra de Subordinada. Se uma não depender da outra, chamamos de Coordenada. O [[Português/Análise sintática/Período|Período]] é classificado de acordo com a quantidade de orações que há na frase. Se houver apenas uma oração, o período é simples, se houver mais, ele é composto. Chamamos de [[Português/Análise sintática/Núcleo|núcleo]] a palavra que exerce maior função em um termo. Caso houver relação de subordinação de termos com o núcleo, haverá o [[Português/Análise sintática/Sintagma|sintagma]].
 
==Termos Essenciais==
5 327

edições