Diferenças entre edições de "Português/Acentuação e sinais auxiliares da escrita/Acento agudo e circunflexo"

sem resumo de edição
(Remoção de {{AutoNav}}: a navegação automática foi ativada por padrão para todos os livros utilizando AWB)
A função do acento na língua portuguesa é permitir que, desdehaja queconhecimento seda conheçamtonicidade asdas regraspalavras, esejam sedesconhecidas, pronuncie[[Português/Semântica/Palavras corretamente a palavrahomógrafas|homógrafas]], qualquer pessoa seja capaz de escrever corretamente a palavra. O acento agudo é usado em sons abertos e o acento circunflexo usado[[Português/Semântica/Palavras emhomônimas|homônimas]] sonsou fechadoshabituais.
 
==OxítonasTonicidade==
==>=Monossílabos tónicos (/tônicos)<===
 
Acentua-se os [[Português/Sílaba/Classificação das palavras|monossílabos]] tônicos (de silabação forte) terminados em ''a, e, o'' e seus respctivos [[Português/Concordância/Nominal/Plural|plurais]] (''as, es, os'').
* Acentuam-se oxítonas terminas em a(s), e(s), o(s), em e ens. Ressalta-se que palavras terminadas em ditongo não leva-se em conta apenas a vogais, mas sim o conjunto. Por exemplo, intui é terminado em ui.
 
Exemplo: ''pá, lá, cá, pé, chá. ''
Exemplos: sabiá, Pelé, maiô, parabéns, armazém, além.
 
===Oxítonas===
Fique atento a que as oxítonas terminadas em i ou u não levam acento, por exemplo, aqui, feri-lo, bambu.
 
*Acentuam-se [[Português/Sílaba/Acento tônico/Classificação|oxítonas]] terminadas em ''a, e, o, em'' e seus respctivos plurais (''as, es, os, ens'') e nos ditongos abertos ''éi, éu'' e ''ói'' e seus respectivos plurais (''éis, éu, óis''). Recebem também, quando exepcionalmente, ''i, is, u, us'' são sílabas tônicas, procedidas de vogal.
Outra observação importante é sobre a palavras que estejam com pronomes oblíquos, nelas além de você conhecer a regra de acentuação terá que ter um bom entendimento sobre colocação pronominal. Apesar disso, é possível dar algumas dicas sobre a [[Português/Acentuação de palavras com pronomes|acentuação de palavras com pronomes]].
 
Exemplos: ''sabiá, Peléchalé, maiô, parabéns, armazém, além.''
==Paroxítonas==
 
Com [[Português/Colocação pronominal|colocação pronominal]] por [[Português/Classificação das palavras/Pronomes/Pessoais|pronomes oblíquos]] [[Português/Colkocação pronominal/Ênclise|enclíticos]] em [[Português/Classificação das palavras/Verbos|verbos]], não se conta este como sílaba, pois são palavras diferentes.
A regra clássica diz que são acentuadas as paroxítonas terminadas em i, is, us, um, uns, ã, ãs, ão, ãos, l, n, r, x, ps, om, ons, ei, ditongo (em Portugal, somente ditongos crescentes). Essa é uma regra muito extensa e geralmente os estudantes têm dificuldade para aprendê-la, entretanto existe uma outra maneira de acentuar estas palavras, ela advém da combinação da regra das oxítonas com a regra das paroxítonas. Enfim, você deve acentuar todas as paroxítonas que ''não'' terminem em a, as, e, es, o, os, em, ens e em ã, ão (e as terminadas em ditongo crescente, em Portugal).
 
===Paroxítonas===
São exemplos de paroxítonas as palavras gato, padre e prédio.
 
A regra clássica diz que são acentuadas as paroxítonas terminadas em ''um, ã, l, n, r, x, ps, om'' e [[Português/Fonema/Encontros vocálicos/Ditongo|ditongo]] (em Portugal, somente ditongos crescentes) e seus respectivos plurais (''ns, ãs, ãos, is, eis, us'' e ditongo + ''s''). Quando ''i, is, u, us'' são sílabas tônicas e precedidas de vogal e nunca antecedidas se ''nh'', recebem acento.
A partir de 2009, com a vigência do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, as paroxítonas que tinham na sílaba tónica (tônica) os ditongos abertos '''éi''' e '''ói''' passam a serem escritas sem acento. Assim, as palavras ''apóio (verbo apoiar)'', ''bóia'' e ''colméia'', passam a serem escritas ''apoio'', ''boia'' e ''colmeia''.
 
Exemplos: ''falésia, tórax, bíceps, saúde.''
 
===Proparoxítonas===
Também, nos casos de paroxítonas com vogais '''u''' ou '''i''' tónicas (tônicas), quando vierem após ditongos, não são acentuadas.
 
:Estas regras somente são válida para paroxítonas!
 
==Proparoxítonas==
 
Todas as palavras que sejam proparoxítonas devem ser acentuadas, ou seja, devem levar acento na antepenúltima sílaba.
* Exemplo 1: o nome "'''México"''' é proparoxítona e leva acento agudo.
* Exemplo 2: a palavra "'''crítica"''' é proparoxítona e leva acento agudo.
* Outros exemplos: cálculo, prática, vítima, análise, dígito, álcool, oxítona, lógica e espírito
 
==>Monossílabos tónicos (tônicos)<==
 
Acentua-se os terminados em a, as, e, es, o, os.
 
Exemplo: pá, lá, cá, pé, chá.
 
É importante frisar que a palavra tem que ser tónica (tônica).
 
Outra coisa também é que para algumas bancas de vestibular eles consideram essas dois casos como se fossem regras diferentes e outras não como é o caso das provas da UFRGS que é considerado a mesma regra!
 
==Outras regras==
* Acentuam-se hiatos desde que a tonicidade esteja na segunda vogal e essa seja u ou i. Por exemplo, distribuí.
 
* Outros exemplosExemplos: ''cálculo, prática, vítima, análise, dígito, álcool, oxítona, lógica e espírito.''
* Alguns acentos diferencias importantes:
** O acento do verbo ''poder'' (''pôde'' / ''pode''), bem como ''pôr'' (verbo) e ''por'' (preposição).
** Acentos nos verbo ''ter'' e ''vir'' e seus derivados (vir, manter, intervir, convir e deter), para diferenciar o singular do plural.
** O acento diferencial para as palavras ''forma'' e ''fôrma'' é facultativo.
 
==Acento diferencial==
* Palavras terminadas em eem e oo, quando tónicos (tônicos), não são acentuadas (a partir do novo acordo ortográfico). Exemplos: veem, voos, leem, perdoo, zoo.
O acento diferencial não segue as regras acima e somente são usados para distinguir uma palavra homônima ou homógrafa da outra. Anterior ao acordo ortográfico de 1990 existiam uma quantidade pequena de palavras com este acento, atualmente elas são muito poucas:
* Para (verbo) de para (preposição), pela, pelo, polo e pera não possuem mais acento diferencial.
* É facultativo (depende da região) usar para diferenciar o pretérito perfeito indicativo do presente indicativo, quando possuem a mesma escrita mas não a mesma pronúncia, nestes casos, acentua-se o pretérito perfeito (ex.: ''amamos'' → presente; ''amámos'' → pretérito). No verbo ''poder'' é obrigatoria essa regra (''pode'' → presente; ''pôde'' → pretérito). Esta regra não é válida se a vogal é repetida (ex.: ''veem'');
* Os verbos ''arquir'' e ''redarguir'', no presente do indicativo não possuem acento agudo no ''u'' tónico (tônico).
* Nunca se usa acento diferencial com [[Português/Classificação das palavras/Preposições|preposições]] e [[Português/Classificação das palavras/Preposições/Contrações|contrações]] que tenham preposição (ex.: ''para'' → preposição; ''para'' → afirmativo do verbo ''parar''/''pelo'' → contração; ''pelo'' → substantivo/''pera'' → contração arcaíca; ''pera'' → substantivo/''polo'' → contração arcaíca; ''polo'' → substantivo), exceto o infinitivo do verbo ''pôr'' para diferenciar da preposição ''por'';
* Os verbos terminados em ''guar'', ''quar'' e ''quir'', quando no presente do indicativo, do subjuntivo ou no imperativo, admitem duas pronúncias:
** QuantoOs verbos terminados em ''guar'', ''quar'' e ''quir'', quando no presente do indicativo, do subjuntivo ou no imperativo, admitem duas pronúncias: quanto pronunciadas com ''a'' ou ''i'' tónicos (tônicos), são acentuadas. Se forem pronunciadas com ''u'' tónico (tônico), não serão acentuadas;
** O acento diferencial para as palavras ''forma'' e ''fôrma'' é facultativo.;
** Se forem pronunciadas com ''u'' tónico (tônico), não serão acentuadas.
* Obrigatoriamente usa-se o acento diferencial para diferenciar o plural do singular em verbos como ''ter'' e ''vir'' (ele ''vem/tem'' → singular; eles ''vêm/têm'' → plural.
* É facultativo assinalar com acento agudo as formas verbais de pretérito perfeito do indicativo, do tipo amámos, louvámos, para as distinguir das correspondentes formas do presente do indicativo (amamos, louvamos), já que o timbre da vogal tónica (tônica) é aberto naquele caso em certas variantes do português.
 
Outros casos de acento diferencial:
*''fluído'' → substantivo (igual a gás ou líquido);
*''fluido'' → particípio do verbo ''fluir'' (semelhante a ''tranquilo'').
 
==Acento agudo ou circunflexo?==
5 327

edições