Marcas nas fotografias de Werner Haberkorn/Vista parcial do Vale do Anhangabaú. São Paulo-SP 31: diferenças entre revisões

 
== Comentários sobre a fotografia ==
 
Ao fotografar [[w:São_Paulo|São Paulo]], [[w:Werner_Haberkorn|Werner Haberkorn]] tinha como objetivo vender a imagem da cidade, transformando essas imagens em cartões postais. Sua escolha em tirar fotos, majoritariamente do [[w:Vale_do_Anhangabaú|Vale do Anhangabaú]], localizado no quadrante sudoeste da cidade, ressaltam isso, já que esse era o coração de [[w:São_Paulo|São Paulo]]. Essa região foi muito importante para a cidade, berço do centro financeiro e localização de sedes de industrias e comércios. Na fotografia, [[w:Werner_Haberkorn|Haberkon]] mostra a modernidade da cidade, com seus arranha céus e automóveis em segundo plano, enquanto no primeiro plano, os transeuntes, sempre bem trajados, ostentando seus chapéus e ternos de casimira, representando a crescente elite paulistana, em avenidas amplas e bem iluminadas para a época, equiparando-se às grandes metrópoles do mundo. A foto em questão retrata a esquina das ruas [[w:Rua_Coronel_Xavier_de_Toledo_(São_Paulo)|Coronel Xavier de Toledo]] e [[w:Viaduto_do_Chá|Viaduto do Chá]], com ênfase no [[w:Edifício_Alexandre_Mackenzie|Edifício Alexandre Mackenzie]], atual Shopping Light.
/Aqui entram comentários sobre a fotografia
 
O olhar do autor, capta um movimento de pessoas e automóveis, de uma cidade em crescimento, tanto vertical quanto horizontal, revelando, por um lado, traços de um passado forte, marcado pelo estilo neoclássico do prédio focado, quanto do moderno, do prédio da Prefeitura de [[w:São_Paulo|São Paulo]], ao fundo, para onde caminha a maioria das pessoas; como se a foto indicasse que o caminho da cidade para a modernidade, vindo de um passado de tradição, nascia do movimento da população paulista, movimento este presente também na passagem do tempo, marcada pelo grande relógio, na esquina do prédio das [[w:Pernambucanas|Casas Pernambucanas]], no canto direito da foto.
 
O foco do trabalho foi a identificação de marcas e logotipos na paisagem fotografada por [[w:Werner_Haberkorn|Werner Haberkon]]. Observamos que a localização e o tamanho destes define o poder econômico da marca no mercado, por exemplo, nessa foto a logomarca da [[w:Liberty_Seguros|Companhia Paulista de Seguros]] fica no ponto mais alto do campo de visão, situando-se até mesmo acima do prédio da Prefeitura de [[w:São_Paulo|São Paulo]], por estar num prédio atrás deste, no atual Edificio [[w:Kopenhagen|Kopenhagen]].
34

edições