Sistemas operacionais/Gerência de dispositivos de entrada e saída: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
Sem resumo de edição
Sem resumo de edição
De maneira geral, espera-se que os erros, como de leitura por exemplo, sejam tratados em níveis mais baixos, o mais próximo do hardware.
 
=== Tipos de conexão e de transferência de dados ===
 
Os dispositivos I/O podem se conectar de forma serial ou paralela. Na interface serial existe apenas uma linha por onde os dados trafegam. Na interface paralela os dados são transmitidos simultaneamente através das várias linhas para dados, a quantidade de linhas é um múltiplo de 1 byte (8 bits).
A transferência pode ser síncrona (bloqueante) - após um read, o programa é suspenso até que os dados estejam disponíveis no buffer, ou assíncrona (orientada à interrupção) - a CPU inicia uma transferência e segue realizando outra atividade até ser sinalizada por um interrupção (o que acontece na maioria das E/S físicas).
 
=== Software de E/S ===
 
O principal objetivo do software gerenciador de E/S é padronizar ao máximo o acesso e controle dos dispositivos, permitindo a inserção de novos dispositivos no sistema computacional sem a necessidade de um outro software auxiliar. Isso se torna uma tarefa bastante complicada devido à grande variedade, complexidade e particularidades dos dispositivos periféricos encontrados.
Utilizador anónimo