Linguística I/Linguística? O que é isso?: diferenças entre revisões

m
→‎Metodologia: referência de livro
[edição não verificada][edição não verificada]
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Edição móvel avançada
m (→‎Metodologia: referência de livro)
Etiqueta: editor de código 2017
 
=== A Linguística e o linguista ===
Linguística é a ciência que estuda a linguagem humana. O linguista é um estudioso da língua que investiga o funcionamento da linguagem, analisando fenômenos intra e extra linguísticos, de acordo com sua orientação teórica, e descrevendo os fenômenos encontrados. Segundo Martelotta <ref>{{Referência a livro|SobrenomeAutor=MARTELOTTA|NomeAutor=M.E. (Org)|Título=Manual de Linguística|Ano=2011|Local de publicação=São Paulo|Editora=Contexto|Páginas=254|Edição=2a.}}</ref>,
 
<blockquote>O lingüista busca sistematizar suas observações sobre a linguagem, relacionando-as a uma teoria lingüística construída para esse propósito (pag 20)</blockquote>
 
=== A prescrição ===
O ponto de vista prescritivo {{Nota de rodapé|Exemplos de abordagem prescritiva publicados em perfis de redes sociais. https://br.pinterest.com/alineonline/uff/abordagem-prescritiva/}} é adotado pela gramática tradicional, quando apresenta um conjunto de regras que devem ser seguidas.
 
Prescrição significa recomendação. A gramática tradicional prescreve uma norma, que é considerada como o único uso correto da língua. Segundo Mário Perini <ref>{{Referência a livro|SobrenomeAutor=PERINI|NomeAutor=Mário A|Título=Princípios de linguística descritiva: introdução ao pensamento gramatical|Ano=2006|Local de publicação=São Paulo|Editora=Parábola}}</ref>,
 
<blockquote>"O ensino do português muitas vezes difunde a crença de que existe uma maneira “certa” de usar a língua, e que essa é a única maneira aceitável; todas as outras são “erradas”, devem ser evitadas. Isso é reforçado por colunas em jornais, gramáticas escolares, livros de “não erre mais” e a pressão social de todo momento. Essa atitude, com suas perniciosas consequências, tem sido objeto de crítica por parte de linguistas e professores, mas continua presente na escola e na vida. (Pag 21)"</blockquote>
=== O objeto da linguística ===
 
Para definir o objeto é necessário delimitar o seu significado. Segundo Saussure{{nota de rodapé|Artigo: Ferdinand de Saussure https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Ferdinand_de_Saussure}} , o "é o ponto de vista que cria o objeto" (pag 15)<ref>{{notaReferência a livro|SobrenomeAutor=Saussure|NomeAutor=F. |Título=Curso de rodapéLinguística Geral|Ano=1975|Local de publicação=São Paulo|Editora=Cultrix}} "</ref>,. Por isso, quando dizemos que o objeto de estudo da Linguística é a linguagem, o é necessário delimitar os termos linguagem língua e fala. Tais definições são afetadas pelas diferentes vertentes da Linguística.
 
'''Linguagem'''
===Metodologia ===
 
A linguística trabalha com a observação rigorosa dos fatos linguísticos para descrevê-los. O linguista registra todas as variantes e compara diferentes línguas, sem classificá-las entre "mais ou menos desenvolvidas". Por fim, as regularidades encontradas são sistematizadas, dentro do referencial metodológico da vertente adotada pelo linguista.
 
== Conclusão ==
Vimos que a Linguística é a ciência que estuda a linguagem humana, tendo em vista inicialmente os conceitos de linguagem, língua e fala. A Gramática tradicional também descreve a língua, mas para isso elege apenas uma variedade de prestígio, tomada por norma, e classifica tudo o que foge dessa norma como erro. A Linguística observa os fenômenos linguísticos, em todas as variedades encontráveis, para descrevê-los, e compara diferentes línguas para testar a universalidade desses princípios. Seu ponto de vista é descritivo.
 
{{notas}}