Guia dos Trouxas para Harry Potter/Grandes Eventos/Invasão em Gringotts


Invasão de Gringotes
  • localização = Banco Gringotes – Beco Diagonal
  • época = No sétimo livro da série
  • Personagens = Harry, Hermione, Ron, Grampo, Travers, Bogrod.

Visão GeralEditar

SpoilerEditar

Aviso aos Iniciantes: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

O Trio, com a ajuda de Grampo, executa um plano para invadir Gringotes e o cofre da família de Bellatrix Lestrange para roubar um Horcrux pertencente a Voldemort.


Detalhes do EventoEditar

Quando o Trio é capturado e levado até a Mansão Malfoy, Bellatrix vê que eles carregam a Espada de Gryffindor e entra em pânico. Ela não deixa que chamem Voldemort de imediato, com medo das graves consequências caso ele descubra que Harry tem a Espada. Bellatrix tortura Hermione para descobrir como eles conseguiram a Espada, que Harry já tinha ouvido que estava no cofre dos Lestrange no Banco Gringotes, por segurança. Harry ouve Bellatrix exigindo saber se mais alguma coisa tinha sido tirada do cofre. Grampo, que foi levado para cima para concordar com a história de Hermione, que a Espada foi “apenas achada”, a pedido de Harry, ele confirma que a Espada capturada com o Trio é falsa, de fato.

Depois de escaparem, Harry acredita que a reação de Bellatrix foi devido ao medo de que um objeto confiado a ela por Voldemort possa ter sido comprometido no seu cofre. Harry decide pedir ajuda a Grampo, um ex funcionário de Gringotes, para penetrar no cofre e pegar, o que é, provavelmente, um dos Horcruxes. Grampo, compreendendo que eles não buscam ganho pessoal, resmungando, concorda em levá-los até o cofre se, o Trio devolver a Espada de Gryffindor que foi feita pelos goblins, a ele e à comunidade goblin.

Com Hermione disfarçada de Bellatrix, Ron com aparência de um bruxo estrangeiro e Harry com Grampo sob a Capa da Invisibilidade, eles partem para Gringotes. Encontrar o Comensal da Morte, Travers, no caminho, complica o plano, mas com os feitiços de Harry e o conselho de Grampo eles conseguem acesso ao cofre.

Os objetos no cofre estão encantados com Gemino e Flagrante, e portanto, se multiplicam e ficam queimando quando tocados. Com grande dificuldade, Harry encontra a Taça de Hufflepuff, um perfeito lugar para um Horcrux. Grampo se vira contra o Trio, toma posse da Espada e se junta aos goblins do banco que estão respondendo à invasão.

O Trio foge para se salvar, e em desespero, montam num dragão aprisionado para guardar os cofres. Harry quebra suas correntes e com a ajuda dos feitiços de Hermione, o dragão escapa de Gringotes com o Trio montado em suas costas. Longe muitas milhas de Londres, o Trio pula das costas do dragão dentro de um lago e nada até a margem. Harry tem a Taça Horcrux, mas a Espada está perdida.


Consequências ImportantesEditar

Embora tenham sido bem sucedidos em conseguir a Taça Horcrux, o Trio perdeu a Espada de Gryffindor para Grampo. A Espada é um dos poucos meios de destruir um Horcrux, e eles agora precisam descobrir um novo método de destruição.

O Trio também perdeu a discrição de sua missão; o fato da invasão pública ao cofre dos Lestrange faz com que Voldemort descubra que Harry está caçando os seus Horcruxes. A fúria de Voldemort ao ouvir sobre a perda da Taça Horcrux explode quando ele mata o goblin que lhe trouxe a notícia, e depois uma série de outros que, simplesmente estavam na sala. Harry, através de suas visões do estado de Voldemort, percebe que não há mais tempo para descobrir um meio de destruir a Taça Horcrux. O Trio deve partir imediatamente para Hogwarts, esperando achar o Horcrux que falta e na esperança de encontrar uma maneira de destruir os Horcruxes, quando chegar lá. Harry recebe a confirmação, vendo os pensamentos de Voldemort, que há um Horcrux escondido em Hogwarts, algo de que ele já desconfiava.

Enquanto o Trio andava pelo Beco Diagonal rumo a Gringotes, eles puderam observar a miséria causada por Voldemort à comunidade bruxa. Os nascidos Trouxas, bruxos e bruxas, sem suas varinhas, mendigando. Outros desesperados por notícias dos membros da família, vitimas do novo regime. Muitas lojas fechadas. O Beco Diagonal se tornou deprimente, um lugar sombrio.


AnáliseEditar

Gringotes é descrito por Harry, no seu primeiro dia no mundo bruxo, como o banco mais seguro para se guardar valores. A despeito da invasão do Cofre vazio 713 , no mesmo dia, nunca mais ouvimos falar de alguém que saiu do banco Gringotes com algo que lá estava guardado. No entanto o Trio planeja roubar um objeto de um cofre de alta segurança e essa é a mais incrível aventura. Durante sete anos, o Trio precisou enfrentar missões contra as forças do mal, cada uma mais difícil e dura que a outra. Parece que o Trio novamente conseguiu fazer algo que não havia sido pensado antes; imaginamos como eles poderão fazer essa fuga.

O processo de persuadir Grampo a ajudar o Trio é também muito interessante. Ouvimos dizer que Grampo abandonou Gringotes por causa da excessiva interferência dos “portadores de varinhas”, os asseclas de Voldemort tentando exercer algum controle sobre o sistema bancário. Embora não fosse mais funcionário do banco, ele claramente sente lealdade para com o banco, e não deseja invadi-lo. Ele até, eventualmente, concorda em ajudar Harry; ele raciocina da seguinte forma, como o Trio quer apenas um objeto específico, e que não é para ganhos pessoais mas para o bem do mundo mágico, eles não vão entrar como ladrões. Ele ainda resiste um pouco à idéia, resistência que é quebrada apenas pela oportunidade de retornar a Espada de Gryffindor ao lugar que ele acha que ela pertence.

Harry expressa alguma preocupação sobre a possível perda da Espada, que é o único meio conveniente que eles têm de destruir Horcruxes. Harry e Ron combinam que só irão devolver a Espada a Grampo quando destruírem todos os Horcruxes, mas Grampo detona o plano deles, agarrando a Espada e fugindo com ela.


PerguntasEditar

  1. Como essa invasão afeta o relacionamento delicado entre bruxos e goblins?


Visão CompletaEditar

SpoilerEditar

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura. Uma consequência, que não foi mencionada acima, dessa ação é que as notícias da invasão de Gringotes e da fuga montados num dragão, chegou a Hogwarts na mesma noite, antes do próprio Harry chegar. Isso serve para revigorar e reativar a AD, promovendo um pique moral. Embora normalmente os Comensais da Morte dentro de Hogwarts pudessem ficar atentos, Harry aparece na escola tão rápido depois das notícias, que nem dá tempo para haver alguma reação.

Durante seu disfarce e invasão de Gringotes, Harry usa a Maldição Imperius em Travers, duas vezes, e duas vezes no goblin Bogrod. Essa é a segunda vez que Harry usa uma Maldição Imperdoável, um crime muito sério; a primeira vez foi na Batalha do Departamento de Mistérios quando ele usou a Maldição Cruciatus contra Bellatrix Lestrange. Ele também vai usar a Maldição Cruciatus em Amycus Carrow. È claro que sem a Maldição Imperius, tanto Bogrod como Travers teriam dado o alarme e a missão teria falhado antes de começar. O desespero de Harry para pegar o Horcrux fez com que ele cruzasse a linha da Luz para a Escuridão. Essa não foi, é claro, a primeira vez; ele já havia usado magia negra antes, embora fosse em defesa própria, quando isso foi usado contra ele. Um tema na série Harry Potter é a loucura de se acreditar num “Bem Maior “ à custa da ética e da moral. Ainda assim, Harry talvez sinta remorso por chegar a tais extremos na sua busca por destruir Voldemort. Se ele sente remorso porém, não nos foi permitido ver. Nessa perspectiva, Harry é retratado como o Herói Fraco que ocasionalmente tropeça e perde a pureza de seu coração. Também não é importante se ele usou as Maldições Cruciatus, Imperius e Sectumsempra, ele nunca matou alguém, mesmo no calor do momento. Até mesmo na Batalha Final, quando Harry derrota Voldemort, Harry não usa a Maldição da Morte; o próprio Voldemort o faz.