Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/O Cálice de Fogo/Capítulo 1

Capítulo 1
A Casa dos Riddle editar

spoiler editar

Aviso: Seguem detalhes do enredo.

Sinopse editar

A história começa na pequena vila de Little Hangleton na "Casa dos Riddle." Muitos moradores do lugar ainda a chamam assim, embora muitos anos tenham se passado desde que a família Riddle viveu ali. No alto da colina acima do vilarejo, a antiga mansão é a maior construção do local. A casa tem má reputação. Meio século atrás, a família Riddle, incluindo seu filho, que tinha por volta de trinta anos, e seus pais, foram encontrados mortos na sala de estar. Frank Bryce, o jardineiro dos Riddle, foi preso por suspeita de homicídio mas depois foi libertado, quando foi determinado que as vítimas não foram assassinadas; eles simplesmente morreram, aparentemente de medo. Mas o povo do local permaneceu achando que Frank foi o responsável.

Bryce agora mora sozinho na propriedade dos Riddle, cuidando da casa e do terreno para os proprietários ausentes, ele faz o melhor que pode a despeito de sua idade avançada. Uma noite, já tarde, Bryce investiga uma luz numa das janelas da casa. Lá dentro, ele ouve Lord Voldemort e Peter Pettigrew (Rabicho) planejando alguma coisa para depois da Copa do Mundo de Quadribol, embora Bryce não tivesse a menor idéia do que seria isso. Lord Voldemort aparentemente não confia em Rabicho para agir sozinho, e fala sobre seu “fiel servidor”. Parece que eles já tinham matado alguém chamada Bertha Jorkins. Bryce é descoberto por Nagini, a serpente gigante de Voldemort, e Rabicho o empurra para dentro do quarto. Bryce os ameaça com a policia; Voldemort o chama de Trouxa, não dá a menor atenção às ameaças e o mata com a Maldição da Morte.

Há duzentas milhas de distância, Harry Potter acorda repentinamente com uma dor forte na cicatriz.

Análise editar

Essa é a segunda vez na série em que um livro começa em algum lugar que não com Harry nos Dursleys. O primeiro foi A Pedra Filosofal. Os leitores também assistem um assassinato em primeira mão, quando antes, as vítimas eram mencionadas depois do fato acontecido.

Provavelmente, Harry está vendo os acontecimentos num sonho, embora de acordo com os detalhes que ele vê e sua reação forte a eles, parece ser mais do que isso. A recordação de Harry dá a entender que ele viu tudo como alguém presente, como ele mais tarde recorda de ter visto Frank cair e o braço da poltrona girar do ponto de vista de Frank.

Esse capitulo é um tanto confuso no inicio. Não tivemos nenhuma pista para indicar que a morte da família Riddle, anunciada para a cidade toda por uma criada gritando apavorada, ocorreu 50 anos antes da história principal. Nós somente reconhecemos o período de tempo dos acontecimentos iniciais quando a história muda para o atual ponto de vista de Frank Bryce.

Deve ser mencionado que Voldemort, comentando seu “fiel servidor”, está, claramente, se referindo a outra pessoa que não Rabicho. A identidade dessa terceira pessoa não é explicada e deixa Rabicho um tanto assustado, uma vez que significa que Voldemort não confia totalmente em Rabicho e, portanto, ele está sujeito a ser punido e até mesmo morto. Isso novamente deixa claro o caráter de Voldemort: ele comanda seus associados através do medo, intimidação e dor, ao invés de usar o respeito ou a fidelidade. A serpente de Voldemort, Nagini, aparece pela primeira vez. Rabicho está aparentemente ordenhando Nagini para obter alguma substância, talvez veneno, para manter Lord Voldemort vivo. Ordenhar serpentes venenosas não é algo que só existe no mundo mágico; é através dessa técnica que nós podemos produzir anti veneno. O fato de Voldemort usar esse processo é talvez incomum, mas consideravelmente menos perigoso para Voldemort e Rabicho do que para os Trouxas que fazem o mesmo, por causa do controle que Voldemort tem sobre a serpente.

Como foi dito, nós pudemos ver Frank Bryce sendo morto aqui, aparentemente por algo dito pela voz de Voldemort, embora não saibamos o que é. Se for o verdadeiro Voldemort e não apenas um pesadelo de Harry, então, mesmo em seu estado sem corpo físico, o poder de Voldemort ainda é forte e provavelmente está crescendo.

Perguntas editar

Revisão editar

  1. Por que a mansão Riddle tem uma reputação “arrepiante”? Por que ninguém viveu ali durante tanto tempo?
  2. Por que Frank Bryce foi acusado e mais tarde absolvido das mortes da família Riddle? O que pode tê-los matado?
  3. Por que Bertha Jorkins foi morta recentemente?
  4. Alguém pode falar com serpents como Voldemort faz com Nagini? Como isso é possível?

Estudos Adicionais editar

  1. Quem poderia ser o “rico” proprietário da mansão Riddle? Será que Voldemort está preocupado com a posse da casa? Por que sim ou por que não?
  2. Por que Harry acorda com dores há 200 milhas de distância, bem na hora em que Frank Bryce é morto?
  3. Quem pode ser o “fiel servidor” que foi mencionado? Explique.
  4. Como e porque Nagini parece agir de modo diferente das outras cobras?

Visão Completa editar

Spoiler editar

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Acontecimentos nesse capítulo nos levam a acreditar que a família Riddle, que encontramos morta nesse capítulo são os avós e o pai Trouxas de Voldemort; isso é comentado mais tarde nesse livro, e confirmado no sexto livro.

Mais tarde, tanto nesse livro como no quinto livro, Harry terá “sonhos” que parecerão refletir os acontecimentos no momento em que Voldemort os está vendo; evidências nesse livro sugerem que os acontecimentos nesse capítulo podem mesmo ser uma espécie de “sonho”. O Professor Dumbledore, como já havíamos visto, tinha ligado a dor na cicatriz de Harry com os efeitos residuais da maldição de Voldemort, quando ele tentou matar o bebê Harry. Numa conversa sobre esse sonho, Dumbledore suspeita que a tentativa de assassinato possa ter rasgado uma porção da alma de Voldemort, transferindo-a para Harry, portanto fazendo de Harry, sem querer, um dos Horcurxes de Voldemort. Bem mais tarde, Dumbledore avisa a Harry que ele acredita que isso possa ser uma ligação entre as mentes dos dois.

Voldemort a princípio não percebe que essa ligação existe, porém mais tarde se torna consciente da existência dela, e a explora numa tentativa de capturar Harry; isso acontece durante o quinto livro. Nagini parece mais dócil e inteligente do que poderia ser uma serpente. Encontrando um Trouxa de pé no saguão, como acontece, uma serpente normal atacaria, se esconderia ou reagiria; ao invés disso, Nagini se move devagar sem dar atenção ao Trouxa, e imediatamente reporta a presença de Frank Bryce ao seu mestre. Os leitores viram Harry conversando com a jibóia no zoo no primeiro livro, a ligação de Voldemort com Nagini parece muito mais profunda e sombria do que isso. Nagini, nós vamos descobrir depois, também é um Horcrux, e talvez algum tipo de inteligência meio humana tenha passado para a serpente, quando Voldemort colocou dentro dela um fragmento de sua alma.

Os pontos de vista mencionados nesse capítulo, também não registram totalmente aquilo em que acreditamos agora, e no que é descoberto mais tarde, que Harry parece, que poderá ver. Os acontecimentos vitais desse capítulo são vistos pelo olhar de Frank Bryce, mas Harry, acreditamos aqui, pode estar partilhando a mente de Voldemort, e, portanto estar apto para perceber as coisas tanto do ponto de vista de Voldemort quanto de Nagini. (O fato de Nagini poder ser um Horcrux, também partilhando um fragmento da alma de Voldermort, não é sugerido até o livro seis, embora a evidencia disso tenha sido revelada um ano antes, no Natal, no livro cinco.) Examinando os pensamentos de Harry sobre esse sonho, e combinando isso com o que sabemos sobre o canal de comunicação entre Harry e Voldemort, conforme revelado nos livros seguintes podemos dizer que Harry está vivendo os acontecimentos através dos olhos de Nagini. Por causa disso e porque Harry apenas começou a viver esse sonho quando Bryce foi descoberto e Voldemort ficou furioso, podemos acreditar que tudo o que Harry sabe, sobre o que precedeu a descoberta de Bryce veio dos comentários de Bryce para Voldemort.

Embora o “fiel servidor” que Voldemort menciona nunca foi explicitamente identificado, nós suspeitamos do Professor Snape, por causa do relacionamento de Harry com ele. No entanto, observando de perto as carreiras de Rabicho e Snape, podemos notar que ambos reagiram de maneira semelhante à queda de Voldemort: Rabicho se escondeu, enquanto Snape continuou trabalhando para Dumbledore, usando a reputação imaculada de Dumbledore como um escudo. Nenhum dos dois, durante a ausência de Voldemort, declarou lealdade aos seus ideais; cada um a sua maneira, repudiou os atos de Voldemort para com o mundo mágico. De fato, Snape parecia estar dificultando as tentativas de Voldemort para chegar à Pedra Filosofal no primeiro livro, é possível que Voldemort acreditasse que Snape se virou contra ele, uma suposição que pode ser observada no capítulo 33 desse livro.

Mesmo de acordo com o que sabemos agora, se considerarmos as coisas do ponto de vista de Voldemort, Snape não parece ser mais confiável do que Pettigrew. Essa falta de confiança aos olhos de Voldemort não é (aparentemente) repudiada até o sexto livro. Nós apenas descobrimos toda a verdade sobre a lealdade de Snape no último livro.

Embora nunca tenha sido explicitamente esclarecido quem é o “fiel servidor” de Voldemort, é bem possível que ele estivesse se referindo a Barty Crouch Jr., cuja existência ele descobriu interrogando Bertha Jorkins. Quando Voldemort se refere a “mais uma maldição”, com certeza é a maldição Imperius que Rabicho vai lançar sobre Bartemius Crouch Sr. Outras maldições serão necessárias, é claro, mas a maldição que incapacita Olho-Tonto Moody, não precisará ser lançada por Voldemort ou Pettigrew; ao invés disso, e quaisquer outras maldições necessárias, podem ser lançadas por Barty Crouch Jr., uma vez de volta ao serviço de Voldemort.

Conexões editar

  • Embora já estivéssemos sabendo do link entre Harry e Voldemort, que se manifesta como dor na cicatriz de Harry, essa é a primeira vez que pudemos ver acontecimentos e impressões serem transferidos através desse canal. Vamos ver isso novamente mais tarde nesse livro, e Voldemort sabendo sobre esse canal, vai usá-lo para tentar montar uma armadilha para Harry no próximo livro. Harry vai reverter esse canal, recebendo informações úteis de Voldemort, no último livro.
  • Harry também irá visitar Little Hangleton e a vizinhança da Mansão Riddle novamente, mais tarde nesse livro, quando for capturado por Voldemort; e novamente, através das lembranças de Bob Ogden, no livro seis, dois anos depois desse. Também descobriremos que Voldemort escondeu um Horcrux em Little Hangleton; Harry vai perceber a ira de Voldemort quando descobrir que o local do esconderijo está vazio, e descobrir que Dumbledore recuperou o Horcrux que lá estava.