Guia dos Trouxas para Harry Potter/Livros/O Cálice de Fogo/Capítulo 12


Capítulo 12
O Torneio TribruxoEditar

spoilerEditar

Aviso: Seguem detalhes do enredo.

SinopseEditar

Harry, Ron, Hermione e os outros estudantes foram recebidos no Saguão de Entrada com balões de borracha cheios de água, cortesia de Pirraça, até que ele fosse mandado embora pela Professora McGonagall. Quando eles entram no Salão Principal, encontram Colin Creevey, que conta, muito excitado, que seu irmão Dennis vai cursar o primeiro ano de Hogwarts. Harry fica imaginando se os irmãos e irmãs seriam sempre escolhidos na mesma Casa, como os Weasley, mas Hermione comenta que Parvati Patil está na Gryffindor, enquanto que sua irmã gêmea Padma Patil foi escolhida para a Ravenclaw.

Harry repara as cadeiras vazias na mesa principal, enquanto Hermione imagina quem será o professor de DCAT (Defesa Contra as Artes das Trevas), porque parece que não há professor para essa matéria. Harry vê Hagrid tomando seu lugar à mesa, enquanto os alunos de Primeiro Ano entram para a cerimônia de Escolha. Nick-Quase-Sem-Cabeça informa a Harry e Ron que Pirraça, tinha ficado aborrecido por não ser convidado para a festa, e criou um estrago nas cozinhas, deixando os elfos domésticos loucos. Hermione fica amolada ao descobrir que mais de cem elfos domésticos trabalham em Hogwarts, para o bem estar dos residentes no castelo, e se recusa a comer o produto que trabalho escravo produziu para a festa.

Depois da festa, o Professor Dumbledore faz diversos avisos. Primeiro, a Copa de Quadribol entre as Casas está cancelada. Ele é interrompido pela chegada de um homem com uma perna de pau, um falso olho mágico e um rosto muito cheio de cicatrizes. O Professor Dumbledore o apresenta como Alastor Moody, o novo professor de DCAT. Harry conclui que deve ser o mesmo “Olho-Tonto” Moody que Mr. Weasley foi resgatar esta manhã. Harry e Ron observam que ele só bebe de um frasco que fica à sua cintura. Dumbledore, agora anuncia que Hogwarts vai receber um torneio entre escolas, o Torneio Tribruxo. O prêmio do primeiro colocado será de mil galeões. Mas, Dumbledore avisa aos alunos que só poderão competir aqueles com 17 anos e acima, Fred e George logo protestam; eles só terão 17 em abril mas querem entrar. Dumbledore prossegue dizendo que as escolas que vão competir com Hogwarts, Durmstrang e Beauxbatons, vão chegar em breve, e ficarão hospedadas em Hogwarts durante o torneio.

A caminho de seu dormitório, Fred e George ainda estão discutindo maneiras de enganar a regra da idade, e entrar na competição, imaginando que os juízes não vão reparar se eles tomarem a Poção de Envelhecer. Harry, sonhando com o Torneio, se imagina como o Campeão, admirado por Cho Chang.

AnáliseEditar

Desde sua entrada no mundo mágico, Harry passou por acontecimentos inusitados. Quando ele foi, prematuramente libertado da horrível casa dos Dursley esse verão, ele já imaginava uma diversão agradável com os Weasleys e Hermione na Copa do Mundo de Quadribol, antes de voltar à rotina familiar e confortável, de Hogwarts. No entanto, depois de deixar a Rua dos Alfeneiros para trás, a vida foi tudo, menos pacífica, começando com o tumulto na Copa do Mundo. Até mesmo a volta a Hogwarts seria diferente esse ano, com o Torneio Tribruxo e com alunos estrangeiros passando o ano escolar em Hogwarts. O Torneio estava criando muita agitação e antecipação, no entanto, e era a oportunidade de um aluno conquistar a glória e um prêmio substancial. E embora Harry fosse menor de idade, normalmente preferisse evitar o excesso de atenção em si mesmo, também não precisasse do prêmio em dinheiro, ele estava intrigado pela perspectiva de competir num desafio tão difícil e ser proclamado herói. Até mesmo Harry já famoso e considerado um “herói” no mundo mágico, sentia que esse título tinha sido colado nele pelo destino, ao invés de por suas ações deliberadas ou suas decisões; Harry era um simples bebê quando Voldemort encontrou seu fim e Harry lembra muito pouco dos acontecimentos dessa noite. E embora ele já tenha confrontado Voldemort outra vez, a comunidade mágica não sabia ou simplesmente se recusava a acreditar que o Lorde das Trevas ainda existisse, de alguma forma. O Torneio seria uma oportunidade de receber glória e renome em seus próprios termos, e não haveria mais dúvidas ou perguntas não respondidas depois de um final vencedor. Harry também considera o Torneio, como uma oportunidade de impressionar Cho Chang, sua maior paixonite. Além de não poder disputar o Torneio, ele ainda tem que lidar com o fato da Copa interna de Quadribol ter sido cancelada. Quadribol é a atividade que Harry mais ama e que ajuda a reduzir seu estresse e o excesso de energia, assim como traz para ele, um reconhecimento; também é um interesse que ele divide com Cho Chang, que é apanhadora da Ravenclaw.

É possível adivinhar que Dumbledore tenha sido o responsável por reviver esse Torneio Tribruxo, suspenso há muito tempo (e muito perigoso), e talvez tenha um propósito específico em mente. Hagrid já havia expressado sua crença de que Voldemort é “muito ruim para morrer”, e suspeitamos que Dumbledore concorde com essa opinião, especialmente depois de ter aceitado a descrição de Harry, de Voldemort montado na parte de trás da cabeça do Professor Quirrell, no primeiro livro. Com Voldemort aparentemente recuperando as forças e possivelmente reorganizando seus Comensais da Morte, Dumbledore sabe que é da máxima importância que as diferentes populações do mundo mágico, se unam para lutar contra o Lorde das Trevas. Assim como a Copa do Mundo de Quadribol, reuniu estudantes numa competição grande, é uma oportunidade de criar laços duradouros e amizade, assim como construir uma cooperação internacional mais forte.

A determinação de Hermione de libertar os elfos domésticos foi estimulada pela revelação, de que existem muitos deles em Hogwarts. Embora a intenção dela seja nobre, se recusar a comer as refeições preparadas em Hogwarts, parece uma criancice e uma maneira pouco efetiva de alcançar seu objetivo. Hermione vai precisar de um método mais concreto e organizado para promover sua causa.

A conversa de Harry e Hermione sobre irmãos serem escolhidos para a mesma Casa, embora pareça pouco importante, é interessante. As irmãs Patil são gêmeas idênticas, mas o Chapéu Seletor obviamente percebeu diferenças suficientes para colocá-las em Casas diferentes. O mesmo poderia ser dito sobre Fred e George, que, apesar de sua proximidade, tem muitas diferenças em sua personalidade. Fred é mais agressivo e decidido do que George, que tende a ser mais quieto e mais cerebral, ele poderia ser um possível candidato para a Ravenclaw (se ele fosse capaz de tomar jeito nos estudos). No entanto o Chapéu Seletor leva muitos fatores em consideração quando escolher os novos estudantes, incluindo, como vimos no primeiro livro, no caso de Harry, a preferência individual. Foi o forte desejo de Harry de não ser colocado na Slytherin que fez o Chapéu escolher para ele a Gryffindor. Talvez por isso Fred e George tenham sido colocados na Gryffindor e as gêmeas Patil foram separadas. E de acordo com isso, por causa de seu intelecto, Hermione deveria estar na Ravenclaw. Acreditamos que o Chapéu determinou que ela ficasse na Gryffindor por motivos que os leitores vão começar a descobrir.

Vamos prestar atenção ao fato de que Moody só bebe do frasco que fica na sua cintura. Os leitores já devem ter observado isso; a autora decidiu chamar atenção para isso, e ao contrário do que costuma fazer, ela não disfarçou o detalhe.

PerguntasEditar

RevisãoEditar

  1. Por que será que o Torneio Tribruxo vai ser revivido depois de tantos anos? Por que foi dissolvido, e será que foi modificado?

Estudos AdicionaisEditar

  1. O fato de Hermione não comer a comida preparada pelos elfos domésticos de Hogwarts, vai ajudar a libertá-los? Por que ou por que não? Sugira uma idéia alternativa.
  2. Por que Harry, que já é considerado um “herói” no mundo mágico, gostaria de competir no Torneio Tribruxo? Que razões ele poderia ter para não querer entrar no Torneio, além de ser menor de idade?
  3. Por que será que o Chapéu Seletor colocou as gêmeas idênticas, Patil em Casas separadas, enquanto Fred e George foram colocados na Gryffindor?
  4. O que Olho-Tonto deve estar bebendo do frasco que carrega na cintura? Por que ninguém investigou ou pareceu suspeitar?

Visão CompletaEditar

SpoilerEditar

Aviso aos leitores de nível intermediário: Seguem detalhes que vocês podem não querer ler em seu nível atual de leitura.

Novamente, nós temos o Chapéu Seletor e o critério para ser escolhido entre as várias Casas. Embora os Weasleys sejam tradicionalmente selecionados para Gryffindor, aprendemos que não é forçoso manter as famílias juntas na hora da seleção, portanto Ron deve ter sido escolhido para a Gryffindor por seus próprios méritos. Embora Ron, e também Neville, ambos sejam com certeza dignos, a princípio eles parecem não combinar bem com uma Casa conhecida pela coragem. O leitor pode achar que ambos ficariam melhor na Hufflepuff. Os dois garotos são, em geral, mais tímidos do que corajosos e nenhum dos dois demonstrou, ainda, qualquer habilidade mágica especial; Neville na verdade, parece quase incompetente em magia. Por que então foram escolhidos para a Gryffindor? É possível que o Chapéu Seletor possa detectar qualidades profundamente escondidas e inexploradas nos alunos, mesmo que ainda não sejam compreendidas pelo próprio aluno ou visíveis para os outros. Neville mostrou que é corajoso o bastante para se colocar contra o Trio no primeiro livro, enquanto Ron tem ficado mais corajoso a cada livro, bravamente seguindo Harry nas situações perigosas em que ele, jamais teria entrado por conta própria. No final da série, cada rapaz vai provar ser um verdadeiro Gryffindor e mostrar que a coragem aparece de muitas maneiras. Superando seus medos e suas deficiências, eles ajudam na luta contra Voldemort, e ambos, na maior parte das vezes sob a direção de Harry, se tornam bruxos fortes, capazes e corajosos.

Uma das razões que Harry tem para querer competir no Torneio Tribruxo, é que caso ganhe, ele será proclamado um herói como resultado de seus próprios esforços, sem ninguém poder duvidar do resultado. Harry terá seu desejo transformado em realidade, mas seu “triunfo” será discutido e vai criar mais dúvidas, controvérsias e perguntas não respondidas sobre Voldemort. As afirmações não comprovadas de Harry sobre o retorno do Lorde das Trevas, e o apoio de Dumbledore com relação a essas afirmações, trarão ainda mais confusão. Até mesmo Harry vai negar sua vitória, embora, a despeito da zombaria pública, ele e Dumbledore permaneçam afirmando que Voldemort retornou.

Nós sabemos que Dumbledore, no final do primeiro livro, já sabia da possibilidade de Voldemort retornar; no final do segundo livro, ele também sabia como. Dumbledore parece que sabe que Voldemort tem diversos Horcruxes escondidos, mas ele ainda não sabe quantos, e também ainda não sabe como começar a procurar; é possível que o Diário, agora destruído, seja o único Horcrux, e Voldemort não tenha mais nenhum, mas Dumbledore já está sabendo do desaparecimento de Frank Bryce e Bertha Jorkins, e vê nesses desaparecimentos o retorno de um padrão que precedeu a primeira ascensão de Voldemort. É possível que seja a certeza de que Voldemort está ganhando força, que animou Dumbledore a patrocinar o retorno do Torneio Tribruxo. No entanto, Dumbledore pode, nesse ponto, estar na dúvida sobre o tempo que vai levar até o retorno de Voldemort e, portanto tenha adiado seus planos de recuperar e destruir os Horcruxes. Usar o Torneio Tribruxo para aumentar a ligação entre as três escolas, poderá ser benéfico mesmo que Voldemort não retorne, e portanto será bom promover o Torneio mesmo em dúvida.

O tratamento cruel dado a Winky na Copa do Mundo, deixou Hermione tão ofendida com as injustiças feitas aos elfos domésticos, que ela irá, para sempre, defender os direitos e o tratamento ético para as criaturas mágicas não humanas. Essa também é base do F.A.L.E. a organização que ela vai fundar.

ConexõesEditar

Nesse livro: A autora declarou numa entrevista, que o capitulo 13 foi um dos mais difíceis para escrever, e teve que ser reescrito diversas vezes para poder esconder direito as pistas necessárias. Uma vez que o único mistério até então, parece ser Moody, e seu nome é o nome do capítulo, acreditamos que as pistas a que a autora se refere, estão escondidas nas ações dele. No entanto, ele tem um papel relativamente pequeno nesse capítulo. Nós observamos as seguintes pistas nesse capítulo:

  • Vemos que Moody só bebe do frasco preso à sua cintura. Acontece que isso é parte essencial de seu disfarce, uma vez que contém a Poção Polissuco.

Série:

  • Harry pensando em Cho Chang nesse capitulo, é um sinal óbvio de um potencial namoro. Os primeiros sinais foram vistos no terceiro livro, embora Harry não percebesse. O romance terá diversos falsos começos durante esse livro, e vai alcançar seu ápice no livro cinco. para logo depois terminar.
  • Os esforços de Hermione para libertar os elfos domésticos da escravidão, desencadeados por grandes acontecimentos nesse livro, tanto nesse capitulo como no capitulo 9, vão resultar em sua descoberta que Dobby e Winky foram empregados pelo Professor Dumbledore e estão trabalhando nas cozinhas de Hogwarts. Ela vai, no próximo livro, tentar libertar os elfos, dando um jeito de eles receberem roupas; isso vai resultar nos elfos evitando ir à Torre da Gryffindor e deixando todo o serviço de limpeza e manutenção dessa área para Dobby. Assim, Dobby vai poder ensinar a Harry o segredo para entrar na Sala Precisa.